Entre o céu e o inferno

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,, às 00:27
Tinha a ideia de criar um blog há muito tempo; talvez por gostar muito de escrever... e por amar muito o Corinthians; um blog era a maneira perfeita de soltar tudo o que penso do Timão... dá trabalho falar a mesma coisa pra duas, cinco... dez pessoas.

Mas o fato de dar trabalho nunca me impediu de falar... pelo contrário, chego a ser chato às vezes... rs... mas não me importo, pois meus amigos de verdade sabem disso e só são meus amigos pois suportam esse meu "defeito"!

Escrevo em um momento especial... mais do que isso, único: a quinta-feira entre os dois jogos da final (sim, a final) da Libertadores 2012. E meu Corinthians está nela.

Não processei ainda isso, na real... saber que quarta que vem, vou ver o jogo final da Libertadores, e ele vai ser no Pacaembu, e o Corinthians vai jogar, com uma puta vantagem de ter empatado um jogo que, pra mídia rosa, estava perdido desde que vencemos outro jogo perdido, contra o Santos.

Vocês já processaram isso? Sério, reflitam sobre esse momento. Comparem:

Os são-paulinos da nossa geração NÃO VIRAM o bi-campeonato daquele timaço de 1992-93, eram tudo crianças de 4, 5 anos.

Os santistas... sequer chegaram a ver Serginho Chulapa jogar (década de 1980, o último ídolo antes de Robinho - estou errado?), quanto mais o bi de 1962-63... tiveram que esperar 48 anos pra ver o tri.

Só os palmeirenses tiveram essa honra, de presenciar o time viver esse momento único do título inédito. Só que foi contra o Deportivo Cali (quem?)...

O NOSSO momento, lamento antis... é sim único... em todos os sentidos.

Nosso time é sim medíocre... não tem um ídolo. Mas nem precisamos...

Nunca fomos favoritos. NUNCA! Até mesmo contra o Emelec, a lembrança era a da eliminação do Flamengo pra eles (como se fosse "o" resultado...)... contra Vasco e Santos NEM SE FALA!

E na final, como poderia ser diferente? Boca Juniors, CLARO... como poderia ser outro? Não podia... não podia...

Tinha que ser porque TODOS OS NOSSOS RIVAIS DERAM COM A CARA NA PORTA QUANDO PEGARAM O BOCA EM MATA-MATA. Isso é fato.

Palmeiras, Libertadores-2000: PERDEU.

Santos, Libertadores-2003: PERDEU.

São Paulo, Recopa-2006: PERDEU.

Me falem, amigos: podia ser outro adversário? Não. Não podia.

E começamos muito bem... mas podemos terminar com a pior campanha que um time pode ter: um VICE INVICTO.

Quer paradoxo maior?? Um vice invicto? Prefiro perder logo de uma vez do que empatar pra perder nos penais... ou  não?

Bom, muita água ainda vai rolar por baixo dessa ponte (brincadeira infame, tô com a Ponte por aqui)... e ainda faltam 6 dias pra esse jogo... mas a História já está feita. Só falta a gente ver se o Corinthians vai seguir crescendo como nos últimos anos...

Ou se vai transformar essa década na NOSSA DÉCADA, como pode muito bem acontecer se levarmos essa Liberta!

De toda forma, só uma coisa é certa: o céu é logo ali.

E o inferno também.

2 comentários:

  1. Que ótima abordagem! Deixando o seu lado torcedor o texto retrata realmente o grande impacto que essa conquista irá trazer para o clube e consequentemente para seus torcedores.Tudo será decidido na proxima quarta e o cel ou o inferno certamente chegará aos 30 milhões de seguidores!

    Paz Keppler

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Acho que você expressou tudo o que todos estamos sentindo. É momento único...assim como torcer para o corinthians é sensação única. "ELES NÃO SABEM O QUE É TORCER DE VERDADE!" Apenas torcem. Somos sim diferentes. Amamos o corinthians na vitória e na derrota, não precisamos torcer pra outros times pra aliviar a inveja. Continuamos Corinthians. Força fiel!!

    ResponderExcluir