O segredo pra ganhar o Mundial é esquecê-lo

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,,, às 17:30
Faz muito pouco tempo que o Mundial de Clubes adquiriu a importância que tem hoje em dia. É verdade.

Quem não se lembra do jeito que os rivais falavam desse torneio, da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, quando foi criada, em 2000??

"É um torneio de verão..."

"O nosso Mundial vale mais!"

"Esse torneio é comprado!"

E outros absurdos. Foi necessário que mais dois brasileiros o vencessem, e que  a Taça Intercontinental acabasse, pra que a Copa ganhasse o merecido respeito.

O resultado disso? O fim de conquistas sul-americanas. Desde 2006, só europeus vencem o Mundial de Clubes: Milan, Manchester United, Barcelona, Internazionale de Milão e Barcelona de novo, na ordem.

Chegamos ao cúmulo de ver o Inter-RS perder do Mazembe na semifinal do torneio de 2010...

É um paradoxo interessante e simbólico para nosso Corinthians: quanto mais atenção um time dá a esse torneio, maiores são as chances de fracasso durante sua disputa.

Nosso calendário é ridiculamente dominado pelos interesses de TV e da cartolagem do futebol (incluído aí nosso presidente Mário Gobbi, que aprova uma tabela de Brasileiro que coloca um clássico contra o Palmeiras na véspera da final da Libertadores... mas enfim...). Por causa disso, o time que vai longe na Liberta começa o Brasileirão "de verdade" na 8ª, 9ª rodada... e quase nunca consegue disputar o título.

Maior tentação pra não levar o torneio a sério, NÃO PODERIA EXISTIR!!

O Santos, campeão da Liberta-2011, foi 10º no Brasileiro... esqueceu do campeonato. Jogou pro gasto. Em dezembro, tomou de 4 do Barcelona.

Em 2010, o Inter-RS foi apenas o sétimo no Brasileiro... e trouxe um vexatório terceiro lugar dos Emirados Árabes.

Já em 2006, o Inter-RS havia sido vice-campeão brasileiro... e o resultado, no Mundial... foi o título!

Coincidência? Não sei.

Só sei que pensar em dezembro, desde já, só vai fazer o Corinthians perder ritmo de jogo, perder receitas - jogando mal, menos torcida nos estádios... menos dinheiro em caixa -, além de que, com que moral chegaremos ao Japão se ocuparmos um lugar apenas modesto na tabela do nacional?

Precisamos jogar o máximo nesse Brasileiro. Como se a existência do Corinthians dependesse de um título.

Pois de problemas na preparação pro Mundial, já bastam os que forem criados pela oposição e pela mídia... certo?

Temos de ser bi-campeões mundiais; queremos, podemos e merecemos! Mas para isso, o foco tem de ser 100%.

E isso só vai ser possível se HOJE, NESSE MOMENTO, pensarmos simplesmente em vencer o que vier pela frente.

Não é hora de pensar em Monterrey, nem em Auckland City, sequer em Chelsea. Agora é hora de Sport, São Paulo, Fluminense, Bahia...

Gostem vocês ou não...

Afinal, a Fiel nunca precisou de super-jogos pra apoiar o Corinthians, a Série B provou isso. Vai ser agora que isso vai começar?

NÃO!!!

Então, Vai Corinthians no Brasileirão mesmo!!!

0 comentários:

Postar um comentário