Os milhões contra o Bilhão

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,, às 21:39
Clássico das multidões. Assim é chamado o jogo que irá se realizar na próxima quarta feira. Muitos dizem que o Flamengo tem a maior torcida do país, sendo assim, a Portuguesa é a maior do estado de SP. Estou louco? Claro que não, explicarei a minha tese: Primeiro que o nosso estado é muito maior que o estado do RJ, portanto o número de corintianos ultrapassa e muito o número de adeptos flamenguistas situados em seu estado.

Em segundo lugar, quem torce pro Bahia torce pro Flamengo, quem torce pro Paysandu torce pro Flamengo, quem torce pro Náutico torce pro Flamengo, e assim vai, pois antigamente eram os jogos dos cariocas que passavam nas televisões do Norte e Nordeste, onde temos um grande apanhado de brasileiros apaixonados por futebol. Mas esses mesmos torcedores nunca deixaram de torcer por seus times. Sendo assim, como todos os corintianos, santistas, são paulinos e palmeirenses também gostam da Lusa, eis que a gloriosa Portuguesa é a maior do Estado!

Voltando ao jogo de amanhã, digo que pode ser conhecido como os milhões jogando contra o bilhão. Isso mesmo! A marca Corinthians vale UM BILHÃO DE REAIS e bate todos os recordes possíveis dentre os clubes brasileiros. Mas fica um lembrete e depois uma pergunta: O Todo Poderoso não é uma marca apenas. Como dizia o nosso querido doutor, o Corinthians é um estado de espírito. Mas se apenas a marca vale tudo isso, quanto valeria a nossa paixão, lágrimas, gritos, incentivos, sofrimento e etc? Como calcular em valor monetário aquilo que é intangível? A foto que escolhi traduz todos os sentimentos citados acima.

A diferença entre os times na tabela é de apenas sete pontos. Isso significa dois confrontos diretos com folga para um ponto. Mesmo jogando fora de casa o Corinthians deve jogar para ganhar, só assim vamos suprir os pontos perdidos dentro de casa. Caso consigamos uma vitória, teremos jogos em nossos domínios no próximo sábado e quarta feira, contra Portuguesa e Cruzeiro, respectivamente.

A escalação deve ter novidades, uma vez que o meio campo Alex está sendo negociado e deve dar a vaga para Douglas. O camisa 15 disse que precisa de uma sequência para mostrar seu futebol e que com isso poderá mostrar a que veio nessa segunda passagem pelo Timão. Eu particularmente vou sentir falta do Alex pelo seguinte: A maioria dos gols feitos na Libertadores passaram pelos pés dele e, no nosso elenco, não há outro jogador com a mesma precisão para cobranças de faltas e escanteios.

Mas e o Chicão? Sim, temos o Chicão! Porém se analisarmos os estilos, o nosso zagueiro bate mais fraco na bola, fazendo uma pequena parábola. É muito bom em faltas próximas à famosa meia lua e nos lançamentos de longa distância, quando as faltas beiram o centro do gramado.

Se alguém conseguir preencher esta lacuna, creio que não iremos sentir falta do nosso camisa 12. Mas não podemos esquecer que muitos falavam mal dos sumiços do Douglas em 2008/2009 e sentiram falta do jogador após sua saída, principalmente com o fracasso de Tcheco e do até então sonolento Danilo. Só fomos esquecê-lo quando veio o Bruno César, e olhe lá.

Confio no discurso do Tite e dos jogadores de que vão se empenhar para classificar o Corinthians da melhor forma possível no Brasileirão. E sei que temos time para pleitear as primeiras posições. Não acredito na ascensão do Atlético MG e nem na disparada de alguns clubes como Vasco e SP. Porém acho que um clube que pode dar trabalho é o Botafogo, por incrível que pareça. Mas eles não têm técnico, e isso conta bastante.

Gostaria de dar uma dica a todos vocês. Compareçam ao memorial assim que puderem. Pra quem ainda não foi o espaço é muito rico em detalhes, informações, fotos, vídeos e ídolos. E pra quem já visitou, vale a pena ver de perto a taça da tão sonhada Libertadores. Juntos dela estão a bola da final, as luvas do Cássio e as chuteiras do Emerson Sheik.

“Corinthians, Corinthians. Meu amor é o Timão. Corinthians, cada minuto, dentro do meu coração”

0 comentários:

Postar um comentário