Esta noite teremos que ganhar!

♠ Publicado por Paolo Timão em ,,,, às 16:40

Dos 17 pontos conquistados pelo Corinthians no campeonato brasileiro, 13 foram após o triunfo invicto na Libertadores. Isso nos leva a crer que finalmente o Coringão voltou! Se colocarmos no papel os nomes que temos, certamente seremos tidos como o melhor elenco do país. Porém não podemos nos enganar e achar que será fácil a caminhada rumo ao hexa campeonato.

Se a gente conseguir tirar um ponto de diferença para o líder a cada duas rodadas, estaremos no bloco dos candidatos ao título em breve. Mas para que isso aconteça, não podemos perder pontos em casa. Sendo assim, ESTA NOITE TEREMOS QUE GANHAR!

O Pacaembu estará cheio (pleonasmo), Danilo é a única dúvida e o adversário é fraco. Vejo grandes possibilidades de conseguirmos nove pontos nos próximos três jogos e crescer de vez na tabela. Na sequência virão os clássicos contra o apagão tchu tcha tcha e o fregays do Jardim Leonor.

Caso o Danilo não jogue, o técnico Tite voltará ao esquema que nos sagrou campeões em 2011, jogando em um 4-2-3-1 e promovendo a entrada de Paolo Guerrero. Se por ventura o nosso camisa 20 entrar como titular, acho bem provável que o time seja o mesmo da última partida. O que me faz pensar assim é a coerência característica do nosso treinador, uma vez que em pouquíssimas ocasiões, arrisco a dizer quase nenhuma, jogamos com dois homens de meio campo abastecendo um ataque com um camisa nove nato e o Jorge Henrique.

Digo isso, pois se por acaso tenha acontecido, o parceiro do nosso centro avante era Emerson Sheik, um jogador que prioriza o ataque e o contato com o zagueiro adversário para penetrar a grande área e finalizar. Não treinamos para que os meias façam o penúltimo toque para um finalizador balançar as redes. Não acho que seria uma boa idéia esse esquema, pois o JH está acostumado a marcar a subida dos laterais e cruzar pelas pontas, alternando esse papel com o Danilo. Se essa for a escolha para o jogo de hoje, teremos dificuldades pois a partida inteira será de lançamentos para o Paolo. Exceto em algum chute de fora da área ou uma penalidade máxima.

O nosso camisa 5 fará seu 150º jogo pelo Corinthians. Nunca me esqueço de quando ele chegou: tinha a concorrência de Edú e Marcelo Mattos, jogadores renomados, que conquistaram títulos e o carinho dos torcedores. Preciso nos desarmes e decisivo quando necessário Ralf tornou-se uma peça chave no Corinthians. Nesses anos em que vestiu o manto sagrado ele nunca foi expulso, situação rara dentre a posição de primeiro volante.

Creio em um bom resultado no jogo de hoje, mas precisamos melhorar nas finalizações. Nosso ataque tem perdido gols feitos e não tem tido a percepção necessária para enxergar o colega mais bem posicionado. Inúmeras foram as vezes em que o Romarinho chutou à gol sendo que havia um companheiros em melhores condições de marcar. E o inverso também ocorreu em outras oportunidades.

“...eu canto até ficar rouco...”

0 comentários:

Postar um comentário