Marquinhos e Corinthians: burrada de um, de outro ou dos dois?

Já escrevi aqui algumas vezes que graças ao bom trabalho do time, tenho tido poucas chances de cornetar o Corinthians. Mas é incrível como a diretoria se esforça pra eu deixar de achar difícil essa tarefa... ¬¬

Só vou, dessa vez, me dar ao direito de passar por cima de todas as observações e comentários que faço sobre o tema do post antes de opinar de verdade. Deve ser porque estou p*** demais com essa história e não fiquei a fim de inventar uma introdução legal pro texto. Lamento.

Mas essa saída do Marquinhos não me desceu até agora, e pior do que isso, deixou mais perguntas e dúvidas do que respostas e certezas.

A primeira é porque um moleque de 18 anos, com o potencial que ele tem, se sentiu tão atraído pela Roma mesmo quando o Corinthians passa pelo momento que passa: marca bilionária, faturamento de R$ 300 milhões/ano, time fantástico, clima perfeito pra se trabalhar, vaga no Mundial... o que a Roma tem hoje que o Timão não tem?

A desculpa / motivo não convenceu. Ser a quarta opção no elenco era resultado do que ele mostra nos treinamentos. O Tite nunca mostrou desconfiança nele, tanto que o colocou na Libertadores em detrimento do Ramirez, por exemplo... além disso, ele tava entrando nos jogos com uma certa frequência. Alguém duvida que, com o dia-a-dia, ele não conquistaria uma vaga no time titular?? Ou que pelo menos passasse o Wallace como primeira opção reserva? Eu não. Ele tem potencial pra isso.

O outro "problema" era o salário, baixo. Mas não dava MESMO pra resolver isso com uma boa renovação? Tinha que sair pra ganhar mais??? Por acaso ele se esquece que hoje o Corinthians é um dos únicos clubes na América a pagar salários de nível europeu aos jogadores?

E então a segunda burrada da história vem com o Selo Corinthians de Má Negociação... somos campeões nisso.

Me digam, alguém acredita com sinceridade que a Roma vai deixar o cara voltar pro Brasil em 2014 se o preço dele foi estipulado em RIDÍCULOS SEIS MILHÕES DE EUROS (lembrando que desse valor, só metade é nosso)??

Lembrança 1: desse valor, só metade é nosso.

Lembrança 2: há 5 anos, o SPFC vendeu o medíocre-louco-incendiário do Breno por R$ 30 milhões pra Alemanha. O Breno. Há CINCO anos.

Pergunta 1: porque só temos metade dos direitos de um atleta que acabou de subir da base??!?

É mais do que provável, é quase certo que o Marquinhos jogue muito esse ano na Roma e seja um dos melhores zagueiros do Campeonato Italiano, talvez a melhor promessa... e daí a Roma vem ano que vem e faz a opção de compra (PREVISTA EM CONTRATO) e compra o cara pelos tais R$ 15 milhões... então, daqui a 3 ou 4 anos, decide fazer grana e vende ele pra um Chelsea da vida por 20, 30 milhões de euros...

A nós restará, como um cachorrinho abandonado, juntar documentos pra provar nossa condição de clube formador, pra receber os R$ 100, 150 mil de direito... uma merreca que mal paga os roupeiros e cozinheiros do clube (sem desmerecer, claro). Complexo de Terceiro Mundo na veia.

Não sei porque a diretoria nem se esforçou pra fazer o cara ficar. Parece que deve algum favor pro Guiliano Bertolucci ou pra Roma... terceiro zagueiro que se vai pra lá. A única diferença é que esse só vai ser vendido ano que vem...

A dúvida final é mais uma reflexão: porque o corinthianismo do Marquinhos falou mais baixo do que a ambição de jogar na Europa? Será que a ganância tá valendo mais que o amor à camisa? Ele realmente PRECISAVA sair do clube?

Ah, mas você tá pegando pesado... tem que respeitar a vontade do jogador... é só por empréstimo!

Quem pensa assim, que fique pensando... viva no engano. Mas não acho que esse empréstimo era irrecusável e realmente não entendo que era insuportável a atual condição dele no elenco. Que trabalhasse duro e conquistasse a confiança do Tite!

Ou ele acha que vai ser facinho, facinho jogar na Roma? Logo no futebol italiano?

Enfim, chega de falar do jogador, vamos malhar a diretoria:

Como que pode, em um ano onde ocorreram duas transferências que movimentaram quase R$ 200 milhões, aceitar essa condições tão precárias de negociação???

Ou a diretoria tinha algum rabo-preso e PRECISOU aceitar esse empréstimo, ou realmente não soube valorizar o prata-da-casa... não teve visão de mercado alguma!

Foi arrogante e não observou de perto o que o São Paulo passou... perderam uma venda de R$ 81 milhões porque não tratou bem o Oscar. O jogador saiu de SP na marra, se transferiu pro Internacional, brigou na Justiça pra não voltar, e fez elas aceitarem receber só R$ 15 milhões. Isso meses depois já.

Dias depois, o Inter anunciou a venda dele por R$ 79 milhões pro Chelsea. Elas perderam quase 60 milhões simplesmente porque não valorizou o jogador como devia!

Logo em seguida, elas se deram bem. Fizeram leilão pelo Lucas, e conseguiram R$ 108 milhões por ele, diretamente de Paris. Repetindo, CENTO E OITO MILHÕES de reais.

Quem ainda se lembra que esse Lucas era o nosso Marcelinho, que de tantas divergências na base do Corinthians com relação à sua carreira saiu do Parque São Jorge e foi pra Cotia? Perdemos essa grana mais do que alta. Por bobagem.

E mesmo vendo isso tudo, essa diretoria vem e me empresta o melhor zagueiro que o Corinthians já formou na base, confiando que depois de um ou dois anos ele volta porque a Roma não vai querer comprá-lo pela "multa" de R$ 15 milhões RIDICULAMENTE estipulada... AH VÁ!!!

E pra completar, resolvem tentar trazer Neto do Guarani (quem??? QUEM??!?) pra suprir a posição!!! kkkkkk TÁ BRINCANDO COMIGO!!!

Tá me chamando de retardado, só pode... SÓ PODE!!

Assim, tomara que daqui a 4 meses esse Neto faça o gol do bi-Mundial e que daqui a um ano o Marquinhos volte e seja nosso capitão, mas até lá... QUE BONITO hein diretoria???

Muito bonito... só que não.

0 comentários:

Postar um comentário