Tite comemora 200 jogos pelo Corinthians

♠ Publicado por Ítalo Zucareli em ,, às 14:16

Além da vitória de ontem, nosso técnico Tite teve mais um motivo pra comemorar! O jogo foi o de número 200 do treinador como comandante do nosso Corinthians. Ele já tinha sido técnico em 2004-05, e está à frente da equipe, ininterruptamente, desde o final de 2010. Pra muitos, já é um dos maiores da história corinthiana.

Em sua primeira passagem pelo Corinthians em 2004, Tite assumiu o Corinthians e nos levou do fim da tabela ao quinto lugar. Mas no ano seguinte, com a chegada da MSI e de estrelas como o argentino Tevez. Acabou pedindo demissão mesmo com campanha razoável no Campeonato Paulista. O motivo de seu pedido de demissão seria a oposição a Kia Joorabchian, que não acreditava que ele fosse o técnico ideal para o time que se formava. Segundo Tite, Kia havia tentado interferir na maneira de comandar e escalar a equipe. Assim, depois de 53 jogos, Tite saiu do Corinthians.

Cinco anos depois, ele voltou ao clube, faltando oito partidas para o fim do Brasileiro-2010, com a missão de reerguer a equipe, que lutava pelo título e passava por um momento difícil: eram quase dez jogos sem vencer, o que tinha culminado com a demissão de seu antecessor Adilson Batista.

Ele deu sorte: logo em sua estreia, derrotamos o Palmeiras por 1x0, com gol de Bruno César. Embora não tivesse conquistado o Brasileiro, teve um ótimo desempenho, vencendo 5 jogos e sem perder nenhum. Apesar disso, acabamos no terceiro lugar, indo pra Pré-libertadores.

Tite renovou pra 2011, com uma meta: buscar o título da Libertadores. Depois da boa campanha em 2010, a torcida tinha esperanças no time de Ronaldo e Roberto Carlos. Porém, o empate por 0x0 contra o Tolima, em pleno Pacaembu, gerou muitas desconfianças. O mau futebol gerou uma apreensão que não se esperava em uma Pré-Libertadores.

A volta sacrementou um dos maiores vexames de um clube brasileiro no exterior: a primeira eliminação de um time brasileiro na Pré-Libertadores. O jogo, no estádio Manuel Murillo Toro, em Ibagué, foi marcado por uma atuação decepcionante do time, finalizando poucas vezes e sendo muito frágil na defesa. Acabamos derrotados por 2x0.

Essa desclassificação prematura gerou fúria da torcida e uma série de protestos, e a demissão de Tite, que foi muito criticado por escalar três volantes e três atacantes, ficando sem um jogador de armação, era vista como certa. Entretanto, no dia seguinte, nosso presidente Andrés Sanchez confirmou a sua permanência no comando da equipe.

Logo após a desclassificação do Corinthians, o próximo adversário da equipe era o rival Palmeiras, pelo Paulistão. Caso perdesse, a demissão de Tite voltaria a ser cogitada com força. No entanto, vencemos,  com um gol do Alessandro e Tite ganhou um respiro! A sequência no Paulistão com outras ótimas vitórias (como o 3x1 contra o San7os) nos manteve no topo da tabela. Despachamos Oeste e Palmeiras, e só paramos nos santistas, com um 0x0 na ida e uma derrota por 2x1 na volta (com falha de Julio César, adivinhem). Fomos vice. Mas com orgulho.

Em seguida, Tite mostrou porque foi mantido no cargo: vencemos 9 das 10 primeiras partidas do Brasileirão - o melhor início da história, com jogos históricos como o contra o Botafogo - aquele, da luxação do dedo do Julio César.

Ficamos 27 das 38 rodadas na liderança, e na última rodada, com o empate por oxo contra o palmeiras, fizemos os 71 pontos necessários pra comemorar: éramos campeões! Pentacampeões!

Para Tite, era o segundo título nacional , pois em 2001 vencera a Copa do Brasil com o Grêmio, diante do Corinthians exatamente.

Tite foi muito elogiado pela imprensa nacional por suas alterações decisivas nas últimas partidas, como as entradas de Ramírez e Adriano, que culminaram com os gols das vitórias contra Ceará e Atlético-MG, respectivamente. Além disso, foi muito lembrado ter Tite promovido duas grandes reformulações no elenco durante 2011: após a desclassificação para o Tolima, conseguindo ótima campanha no Paulistão, e após a perda do Campeonato Paulista para o Santos, montando um grupo competitivo para o Brasileirão. Também foi lembrada a persistência dele ao resistir durante os momentos de oscilação sofridos pela equipe ao longo do torneio.

Em 2012, Tite manteve praticamente toda a equipe campeã brasileira para disputar bem a temporada. Na Libertadores, o Corinthians foi exemplar: passou como primeiro do grupo e acabou se saindo Campeão Invicto! Com o título, Tite tornou-se o único treinador brasileiro a ter conquistado os dois torneios mais importantes da América: a Copa Sul-Americana e a Libertadores. Tite foi novamente muito elogiado por ter implantado um padrão tático muito consistente na equipe, sendo considerado um dos principais fatores para a conquista corintiana. Ainda foi eleito o melhor técnico do torneio!

Em dezembro, Tite consagrou-se campeão mundial com o Corinthians após vencer por 1x0 o Chelsea no Japão. Em um jogo muito marcado, o técnico Tite se tornou o mais vitorioso entre 2011 e 2012 e o único da história do Corinthians a ganhar o Mundial e a inédita Libertadores da história do clube na mesma temporada.

Neste ano, ele deve superar Amílcar Barbuy e Rato, que têm 240 e 256 jogos, respectivamente. O líder no quesito é Oswaldo Brandão, com 441, mas Tite não deve batê-lo. Nas entrevistas que concedeu este ano, ele já repetiu a visão de que três anos é o limite de um treinador no Brasil, deixando no ar que não deve renovar seu contrato com o clube, que acaba em dezembro.

Parabéns pelos 200 Jogos Tite! O senhor ''professor'' é um Ídolo para todos nós Corinthianos!

1 comentários:

  1. Belo Texto!
    Tite tem uma história linda e sempre demonstrou muito caráter no corinthians, desde que pediu pra sair para não conviver com a pífia administração e parceria com a MSI, que nos trouxe tanta desgraça.
    Aí voltou pra poder terminar o que havia começado, e hoje é um dos maiores, se não o maior, técnico da história do Corinthians! Parabéns Adenor!

    ResponderExcluir