International Soccer League: mais "Mundial" que a Copa Toyota

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,, às 02:52
Fala Fiel!

Quem já leu meu post "7 verdades sobre a Copa Intercontinental que nenhum anti quer saber!" sabe que a Copa Toyota tem muitos furos na sua história, que prejudicam bastante a tese dos que a defendem como um legítimo Mundial de Clubes. Fazer isso, hoje em dia, é como dar murro em ponta de faca. 

Hoje reforcei ainda mais essa certeza ao conhecer mais a fundo um torneio que foi disputado na década de 1960 e foi esquecido por torcedores e mídia, mas que no fim das contas, se analisado de perto - e para o desespero dos antis - chega a ser MAIS MUNDIAL DO QUE A COPA TOYOTA PODERIA SER.

Um torneio RECONHECIDO PELA FIFA COMO OFICIAL; rotulado pela imprensa da época como CAMPEONATO MUNDIAL DE CLUBES; e disputado por clubes que eram CAMPEÕES DOS MELHORES CAMPEONATOS NACIONAIS da época.

CLAAARO que esse torneio não é um Mundial, e nunca vai ser! Só a FIFA pode organizar Mundiais, e isso começou em 2000. Fato consumado.

Mas... se algum campeonato tivesse que ser considerado Mundial, ou reconhecido, ele estaria na frente da fila, mesmo sem a organização da FIFA ou a participação de campeões continentais.

E NÃO, palmeireses, não falo da Copa Rio Internacional. Esse campeonato aí tem seu simbolismo e importância, inspirou a criação da Copa dos Campeões da Europa, mas só. Falo, na verdade, da ISL: a International Soccer League. 

Taça da ISL-1960
Conhece? Parabéns! Não conhece? Venha conhecer!

International Soccer League: origem e repercussão

A International Soccer League foi uma liga criada em 1960 pelo milionário americano William B. Cox, que havia feito fortuna com madeira e mineração e nessa época investia em esportes. Já havia sido dono, sem sucesso, de times de baseball e futebol americano. 

Ao conhecer o futebol, porém, se convenceu de que o esporte poderia ter futuro nos EUA, se fosse comercializado da forma correta. Dessa forma, criou a International Soccer League, que seria disputada pelos times campeões dos maiores campeonatos nacionais da época.Em algumas ocasiões, por força de calendário, o clube campeão recusava o convite, que era transferido para o vice, e assim sucessivamente.

Logo após sua criação a ISL se filiou à USSFA (a federação de futebol dos EUA). Logo em seguida, conseguiu a autorização da FIFA para ser realizada sem que os clubes participantes fossem punidos; junto com essa autorização veio o reconhecimento da ISL como um torneio oficial. 

Isso foi ratificado pelo então Secretário-Geral e também Vice-Presidente da FIFA Stanley Rous, que em 1962 se tornaria o próprio presidente da entidade. Foi esse mesmo Stanley Rous quem propôs, durante seu mandato, a criação de um Mundial de Clubes organizado pela FIFA, sem sucesso.

O frisson criado em torno da ISL gerou repercussão tamanha que, ao anunciar a criação da liga, em janeiro de 1960, o Estado de São Paulo a chamou de Campeonato Mundial de Clubes (veja imagem à direita).

Algo bem parecido com o que a imprensa brasileira fez (e ainda faz) com a Copa Toyota, não?

Lista de campeões da Challenge Cup
Houve seis edições da ISL, entre 1960 e 1965. Em 1960 e 1961, o campeão da Liga levava para casa o troféu American Challenge Cup. A partir de 1962, decidiu-se criar um tira-teima entre o campeão da ISL da temporada e o vencedor da disputa do ano anterior pra se decidir quem ficaria realmente com o título.

Com isso, era possível levar o troféu de volta para casa disputando-se apenas dois jogos - as finais da Challenge Cup. Bem parecido com a Copa Libertadores nas primeiras edições, quando o campeão era definido em 4 jogos ou menos...

Mas, voltando: a maioria dos jogos ocorreu em Nova York, no Polo Grounds, Downing Stadium ou Roosevelt Satdium, em Jersey City. Também houve jogos em Chicago, Detroit, Chicopee, Boston e Los Angeles.
Vamos conhecer um pouco de cada edição da ISL?

Edição de 1960
Campeão: Bangu (BRA)

Pôster de jogo da ISL-1960

TIMES PARTICIPANTES: 12

Nice (França, campeão 1958-59)
Burnley (Inglaterra, campeão 1959-60)
Glevanon (Irlanda do Norte, campeão 1959-60)
IFK Norrköping (Suécia, campeão 1960)
Rapid Viena (Áustria, campeão 1959-60)
Estrela Vermelha (Iugoslávia, campeão 1959-60)
Kilmarnock (Escócia, vice-campeão 1959-60)
Sporting (Portugal, vice-campeão 1959-60)
Bangu (Brasil, vice-campeão carioca 1959)
Bayern de Munique (Alemanha, 3º lugar 1959-60)
Sampdoria (Itália, 5º lugar 1958-59)
New York Americans (EUA, representante do país-sede)

Final: Bangu (BRA) 2x0 Kilmarnock (ESC)




Vejam os gols da final nesse FANTÁSTICO video:



Edição de 1961
Campeão: Dukla Praga (TCH)

Pôster da ISL-1961 (imagem: taça da ISL)
TIMES PARTICIPANTES: 15

Bangu (Brasil, campeão da ISL 1960)
Dukla Praga (Tchecoslováquia, campeão 1960-61)
Monaco (França, campeão 1960-61)
Rapid Viena (Áustria (campeão 1959-60)
Karlsruher (Alemanha, campeão 1959-60)
Besiktas (Turquia, campeão 1960)
Montreal Concordia (Canadá, campeão 1960-61)
Kilmarnock (Escócia, vice-campeão 1960-61)
Dinamo Bucareste (Romênia, vice-campeão 1960-61)
Petah Tivka (Israel, vice-campeão 1960)
Shamrock Hovers (Irlanda, 4º lugar 1959-60)
Everton (Inglaterra, 5º lugar 1960-61)
Español (Espanha, 8º lugar 1959-60)
New York Americans (EUA, representante do país-sede)

Finais: Dukla Praga (TCH) 7x2 e 2x0 Everton (ING)

Pôster da final da American Challenge Cup-1961

Edição de 1962
Campeão ISL: América-RJ (BRA)
Campeão Challenge Cup: Dukla Praga (TCH) 

Placa do América-RJ pela ISL-1962
TIMES PARTICIPANTES: 10

América-RJ (Brasil)
Reutlinger (Alemanha)
Guadalajara (México)
Palermo (Itália)
Dundee (Escócia)
Hadjuk Split (Iugoslávia)
Belenenses (Portugal)
Austria Viena (Áustria)
Panathinaikos (Grécia)
MTK Bucareste (Hungria)
Elfsborg (Suécia)
Real Oviedo (Espanha)

Final ISL: América-RJ (BRA) 2x1 e 1x0 Belenenses (POR)

Final American Challenge Cup: Dukla Praga (TCH) 1x1 e 2x1 América-RJ (BRA)



Pôster da final da ISL-1962: América-RJ x Belenenses

Edição de 1963
Campeão ISL: West Ham United (ING)
Campeão Challenge Cup: Dukla Praga (TCH)

Pôster da final da ISL-1963
TIMES PARTICIPANTES: 14

West Ham United (Inglaterra)
Mantova (Itália)
Kilmarnock (Escócia)
Sport Recife (Brasil)
Preusser Munster (Alemanha)
Deportivo Oro (México)
Valenciennes (França)
Gornik Zabrze (Polônia)
Dinamo Zagreb (Iugoslávia)
Austria Viena (Áustria)
Ujpest (Hungria)
Belenenses (Portugal)
Real Valladolid (Espanha)
Helsingborg (Suécia)

Final ISL: West Ham United (ING) 1x1 e 2x1 Gornik Zabrze (POL)

Final American Challenge Cup: Dukla Praga (TCH) 1x0 e 1x1 West Ham United (ING)

Pôster da final da American Challenge Cup-1963

Edição 1964
Campeão ISL: Zaglebie Sosnowiec (POL)
Campeão Challenge Cup: Dukla Praga (TCH)
Jogadores do Zaglebie Sosnowiec, vice-campeões da Challenge Cup


TIMES PARTICIPANTES: 10

Werder Bremen (Alemanha)
Heart of Midlothian (Escócia)
Lanerossi-Vicenza (Itália)
Blackburn Rovers (Inglaterra)
Bahia (Brasil)
Zaglebie Sosnowiec (Polônia)
Schwechater (Áustria)
Estrela Vermenha (Iugoslávia)
Vitória Guimarães (Portugal)
AEK Atenas (Grécia)
Final: Zaglebie Sosnowiec (POL) 4x0 e 1x0 Werder Bremen (ALE)
Final American Challenge Cup: Dukla Praga (TCH) 3x1 e 1x1 Zaglebie Sosnowiec (POL)

Edição 1965
Campeão ISL e Challenge Cup: Polonia Bytom (POL)

O Polonia Bytom levanta a taça da Challenge Cup
TIMES PARTICIPANTES: 10

New York Americans (EUA)
Portugesa (Brasil)
Varese (Itália)
TSV Munique (Alemanha)
West Ham United (Inglaterra)
Polonia Bytom (Polônia)
Ferencváros (Hungria)
West Bromwich Albion (Inglaterra)
Kilmarnock (Escócia)

Final ISL: Polonia Bytom (POL) 3x0 e 2x1 New York Americans (EUA)

Final American Challenge Cup: Polonia Bytom (POL) 2x0 e 1x1 Dukla Praga (TCH)


-x-

CURIOSIDADES

* Apesar de ser considerado o "Todo Poderoso" da época, o Santos nunca disputou a International Soccer League. Agora, não sei se por falta de convite ou se por problemas de calendário.

* É fato que há diferenças abissais entre a forma que a imprensa brasileira e a internacional tratam a Copa Toyota. A surpresa pra mim ficou por conta de perceber que isso TAMBÉM ocorreu com a ISL... afinal enquanto no Brasil o torneio foi tratado como um Campeonato Mundial (conforme recorte no início do post), para a imprensa espanhola, por exemplo, o torneio era simplesmente uma liga amistosa de futebol. Veja abaixo:


Pós-jogo Español 1x5 Dukla Praga, ISL-1961 (Mundo Deportivo)
* O fim repentino da ISL em 1965 não ocorreu por perda de popularidade do torneio, ou de qualidade nas disputas, como ocorreu com outros campeonatos do tipo. Pelo contrário: até sua última edição, os participantes eram ainda times campeões de seus países, ou substitutos muito bem qualificados. A causa do fim da ISL foi uma queda-de-braço entre William Cox e os diretores da USSFA pelo direito de escolher as equipes estrangeiras que jogariam o torneio. Sem sucesso nas discussões, Cox deixou de lado a International Soccer League, e passou a acumular esforços rumo à unificação dos campeonatos locais dos EUA, visando a criação de uma Liga Americana de Futebol.

-x-

Espero que tenham curtido! Foi mais um post dedicado a desconstruir a imagem de Mundial que tantos vêem na Copa Toyota... se nem a ISL, reconhecida pela FIFA, é Mundial, porque a Taça Jipe seria?

E Vai Corinthians!

Fontes: Wikipedia - vários links, RSSSF, ASHA - The American Soccer History Archives, Campeões do Futebol, Esporte Rio, Cuadernos de Fútbol

2 comentários:

  1. Legal, muito interessante essa pesquisa, parabéns.
    Temos que mandar para o babaca do Odir Cunha que vive difamando o Timão no blog dele. Amanhã vamos assar o porco, falô!

    ResponderExcluir
  2. mas no site da fifa ela mesma diz que a conquista do Santos de 1962 contra o benfica é a precursora da atual copa do mundo de clubes da fifa,e que até 1964 podem se considerarem os campeões como legitimos campeões mundiais de clubes ,em escritos do diretor da fifa que ajudou jules rimet a criar a copa do mundo de seleções.porque só havia disputa continental na europa e na américa do sul.

    ResponderExcluir