E a Forbes se rende: Corinthians é o 16º clube mais valioso do mundo

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,, às 18:04

(Antes de qualquer coisa, vou explicar quem é a Forbes, antes que algum anti apareça dizendo que foi mais uma pesquisa comprada pelo Corinthians... HAHAHA):

A FORBES é uma revista americana fundada em 1917, que trata de temas variados, mas é respeitada mundialmente pelas matérias sobre economia e negócios. Também é conhecida pelos ranking que faz, das maiores fortunas, empresas, marcas...e também dos vinte times de futebol mais valiosos.

Essa última lista ACABOU  de sair. E pela primeira vez um time de futebol não-europeu apareceu no ranking... nem preciso dizer que foi nosso Corinthians, não?

E não foi aquela aparição acidental, "na raça" , lá em vigésimo por 500 mil dólares. Não mesmo: somos o 16º colocado, a frente de Napoli, Hamburgo, Olympique de Marselha e Newcastle. Estamos a US$ 43 milhões da Inter de Milão e apenas US$ 10 milhões do Lyon. Tá bom ou quer mais???

Bom, querendo ou não, isso era questão de tempo. Só me surpreendi pela rapidez com que chegamos ao Top-20 dos clubes mais valiosos. E falo isso sem arrogância, é um fato...

O que me surpreendeu de verdade foi o tom da reportagem da Forbes. Já fomos manchete no site da FIFA, da CNN, da BBC, mas essa foi a primeira vez que vi uma grande publicação falar do Corinthians focando no profissionalismo, nas ações do clube enquanto empresa. A Forbes foi feliz em retratar o Corinthians como ele quer ser: um dos grandes clubes globais. E foi muito feliz!

AQUI você confere o link para a reportagem original. Abaixo você por ler o texto traduzido, e em seguida  o ranking com os 20 mais valiosos times de futebol do mundo:

Corinthians, o mais valioso time de futebol fora da Europa

Valendo US$ 358 milhões, o Corinthians é o 16º time de futebol mais valioso do mundo e o primeiro não-europeu a figurar na lista em todos os tempos



Em 2012, o Corinthians embolsou mais do que qualquer outro clube de futebol na América Latina. Fundado em 1910, o Corinthians ganhou a Copa Libertadores, uma versão latino-americana da UEFA Champions League, pela primeira vez no ano passado. Após este título histórico, o Corinthians também ganhou o Mundial de Clubes da FIFA, derrotando o sétimo time de futebol mais valioso, o superpoderoso inglês Chelsea.

O Corinthians é diferente da maioria dos clubes da Forbes top 20 em muitos aspectos. Bilionários estão supostamente envolvidos de uma forma ou de outra com a maioria dos outros times da lista. Por exemplo, o magnata do setor imobiliário espanhol Florentino Perez é o presidente do Real Madrid, que teve um faturamento anual de US$ 650 milhões, mais que o quíntuplo do Corinthians. Já a família Glazer é a acionista majoritária do Manchester United, que teve um faturamento de US$ 502 milhões no ano passado. Há no total 1426 bilionários no mundo, e pelo menos 60 bilionários deles estão diretamente envolvidos com algum clube no mundo. No Brasil há 46 bilionários, mas nenhum está envolvido com o Corinthians, pelo menos não publicamente.


Diferentemente da maioria dos 20 clubes de futebol mais valiosos, o Corinthians não possui um estádio de futebol. Isso está prestes a mudar, pois o Corinthians está construindo um estádio de US$ 400 milhões, financiado por recursos públicos e pela iniciativa privada; que terá 48 mil assentos permanentes e 20 mil assentos removíveis para a Copa do Mundo de 2014.


Os 10 primeiros times da lista têm um grande número de fãs fora do seu país de origem. E esta é a área em que Corinthians pode crescer mais rapidamente. Apesar da diáspora de jogadores brasileiros, o clube de futebol mais valioso da América Latina não tem um número considerável de fãs fora do Brasil. Peter Siemsen, presidente do Fluminense Football Club, me disse [ao autor da matéria]: "Se Ronaldo for à África, Ásia e Austrália, ele é bem conhecido. No entanto, nesses lugares ninguém sabe quem é o Corinthians." 

O clube vem agressivamente tentando expandir intencionalmente. Lançou uma academia de futebol na Califórnia no início deste ano e também tem uma parceria com um clube na Argentina. O movimento mais ousado foi a contratação de um jogador de futebol chinês, Chen Zhi Zhao, para fazer parte de sua equipe profissional. Embora Zizao tenha sido recentemente chamado para a seleção nacional da China, o atacante foi para o Corinthians há mais de um ano e jogou menos de 5 jogos oficiais. Muitos vêem a assinatura de Zizao como parte da estratégia de marketing do Corinthians para conquistar novos fãs chineses, em vez de uma ação viável à força sua equipe.

O Corinthians também tem fontes de receita não-convencionais. Em 2011, o Corinthians lançou a Corinthians TV, o primeiro canal de TV dedicado a um time de futebol no Brasil. No mesmo ano, o Timão patrocinou o lutador brasileiro de MMA Anderson Silva em um evento do UFC no Rio de Janeiro. Recentemente, o Corinthians fechou um patrocínio de US$ 14 milhões por ano com a Caixa Econômica Federal. O outro patrocinador principal é a Nike Inc.

Embora a seleção do Brasil ocupe, atualmente, a posição 19 do ranking da FIFA, o futebol continua a fazer parte da rotina dos brasileiros. Como Nelson Rodrigues, um dos mais importantes dramaturgos e romancistas do Brasil, escreveu: "No exterior, quando você quiser saber mais sobre um povo, você examina sua ficção. No Brasil, o futebol desempenha o papel de ficção". No "país do futuro", o futebol não é apenas um jogo: é um drama nacional e todo mundo acha que é um especialista nisso;.não é raro ouvir avós expressando sua opiniões fortes sobre detalhes de formações táticas dos times. Portanto, não é nenhuma surpresa que as pessoas tenham opiniões divergentes sobre os principais motivos que fizeram o Corinthians angariar tanto sucesso financeiro, recentemente. Alguns afirmam que tudo começou quando a equipe foi para a segunda divisão do campeonato nacional do Brasil, em 2008, iniciando a profissionalização tão necessária do clube. Outros afirmam que tudo começou com o líder visionário Andrez Sanchez, que trouxe craques Ronaldo e Roberto Carlos e ganhou uma série de títulos.


Peter Siemsen, presidente do rival Fluminense Football Club, me disse [ao autor da matéria] que "Corinthians é poderoso por causa de seus fãs."O Corinthians não tem mais títulos nacionais e internacionais do que outros clubes brasileiros. No entanto, o Corinthians tem mais fãs do que qualquer outro clube, exceto o Flamengo". Há cerca de 35 milhões de "corinthianos", que vão aos extremos para apoiar a sua amada equipe. A FIFA declarou que mais de 30.000 brasileiros transformaram o estádio de Yokohama (com capacidade para 73 mil lugares), para ver o Corinthians derrotar o Chelsea no Japão, em dezembro passado. Mais de 10 000 fãs lotaram o Aeroporto Internacional de São Paulo para se despedir do time que ia para o Japão. A imagem acima fala por si.


Um ex-jogador do Corinthians, que agora joga por um dos clubes mais importantes do Brasil [eu desconfio que seja o Deco, afinal se ele falou com o presidente do Fluminense...] me disse: "Quando o Corinthians joga em casa, a equipe tem 12 jogadores. Nós poderíamos estar perdendo ou ganhando, não importa. Até que o jogo acabe os loucos (torcida do Corinthians) não iria parar de nos empurrar ".


Este vídeo [acima] explica a essência da torcida do Corinthians. Eles são orgulhosos de serem leais, se autodenominam "bando de loucos", e dizem "viver para o Corinthians". Nossa expectativa é que o Corinthians permaneça ou mesmo avance mais posições nas próximas listas, graças ao seu novo estádio, ao aumento das receitas de direitos de transmissão e aos fãs, que continuarão a abrir suas carteiras para consumir bens e serviços que tenham a etiqueta do Corinthians sobre eles. O meu colega Agustino Fontevecchia descreve o que o Real Madrid tem feito para chegar ao topo da lista Forbes dos mais valiosos times de futebol. A expansão internacional teve um papel fundamental nisso, e o próximo grande passo do Corinthians deve ser esse.


No ano passado, a empresa de consultoria BDO RCS, que está presente em 119 países, divulgou um estudo afirmando que o Corinthians valia cerca de US$ 500 milhões. Da mesma forma que a Forbes, a BDO não considera a transferência de atletas em sua avaliação. No entanto, um dos sócios da BDO também ocupou o cargo de diretor de finanças do Corinthians, revelando um evidente conflito de interesses. De qualquer forma, se o real valor do Corinthians for de US$ 500 milhões, ele subiria quatro posições na nossa lista, tornando-se o 12º time de futebol mais valioso no mundo.

LISTA FORBES DOS 20 MAIS VALIOSOS TIMES DE FUTEBOL DO MUNDO (EM US$)


SIGLAS: 
Current Value = Valor do time, em US$ milhões
1- Yr Value Change = Variação do valor do time em um ano
Debt/Value (%) = Proporção da dívida do time em relação ao seu valor
Revenue = Faturamento do time em 2012, em US$ milhões
Operating Income = Resultado operacional do time em 2012, em US$ milhões

Fontes: Wikipedia, Forbes, Business Dictionary

1 comentários:

  1. desculpa ae né, mas cade o resto dos times brasileiros???kkkkkk

    ResponderExcluir