Pós-jogo Ponte Preta 0x4 Corinthians - Seriedade de Campeão

♠ Publicado por Icaro Scuteri em ,,,,, às 00:45
Eae Fiel!

Coringão enfrentou neste domingo, em campinas, a Ponte Preta, pelas quartas de final do Paulistão, e vencemos com propriedade. O Time foi completo, mesmo com o importantíssimo jogo de quarta-feira. Únicos desfalques foram Cássio e Renato Augusto, machucados.

O esquema 4-4-2 ou 4-2-3-1 contou com Danilo Fernandes, Alessandro, Gil, Paulo André, Fábio Santos, Ralf, Paulinho, Danilo, Romarinho, Sheik e Guerrero.


A Ponte Preta, com a pressão de jogar em casa, tentava assumir o comando do jogo e fazia uma "pressão" no Corinthians no primeiro tempo, em busca de abrir o placar. "Pressão", entre aspas, pelo fato de apesar do controle de bola no ataque, a equipe campineira mal ameaçou nosso gol. A "pressão" foi muito mais pelo desejo de não tomar gol, do que pela convicção de fazer o gol. Mas vinha dando certo, aparentemente.

O Corinthians, experientemente, soube administrar essa pressão inicial dos donos da casa, e não levar sufoco. Não conseguia sair jogando, armar contra-ataques, mas também não sofria com o ataque adversário com nossa defesa bem postada.

O jogo estava bastante catimbado. Muitas quedas, e bate-bocas que prejudicaram o espetáculo no primeiro tempo.

Quando a Ponte Preta começava a se cansar de tentar e nada funcionar, o Corinthians começava a se encontrar em campo. O Gramado estava ruim, isso dificultou o jogo Corinthiano inicialmente. Tanto que só demos o primeiro chute a gol após os 30min.

Mas a partir daí não teve mais como segurar. O Corinthians se organizou melhor em campo, e percebeu que  o jogo estava bom pra chutes de fora da área e Guerrero começou a vir buscar a bola e arriscar. Ja no primeiro chute levou perigo, mas foi num posterior que abrimos o placar.

Numa linda jogada onde Danilo passou de calcanhar para Guerrero, o peruano chutou forte de fora da área, o goleiro adversário espalmou e Romarinho (Pq fas iso?) se encarregou de abrir o placar. Corinthians 1x0.
Quando o Corinthians tocou bola, chegamos lá.

Aí, o Corinthians começou a gostar mais do jogo. Fábio Santos roubou bola no meio campo aos 38min e tabelou com Danilo, e deu um ótimo passe pro Sheik na área. Ele parou a bola driblou o zagueiro e chuto pro gol. Golaço. Sheik mostra o poder de  decisão que o consagrou com a camisa Corinthiana. Corinthians 2x0. Fim de primeiro tempo.


No segundo tempo, o Corinthians voltou como terminou o primeiro: ligado, jogando sério. Logo aos 9 min de jogo o Corinthians saía em velocidade e após ótimo passe de Danilo, Émerson Sheik foi pra cima do zagueiro adversário, dentro da área e foi derrubado. Pênalti para o Corinthians. Guerrero pediu bola e estufou a rede. Corinthians 3x0. Eu estava com saudades do Corinthians fazer gol de pênalti.

Tem muito anti que vai chorar que o Sheik cavou o Pênalti, que não foi nada, mas na boa? Faz um DVD e manda pra FIFA, CBF, FPF ou pra sua mãe, porque se foi pênalti ou não, é discutível, e quem disser que esse pênalti decidiu o jogo tá de brincadeira. Já estava 2x0 e o Corinthians era muito superior.

O jogo seguia sem grandes oportunidades de ambas as partes. O Corinthians dominava o jogo mas não era tão incisivo, e a Ponte parava na defesa Corinthiana antes de esboçar qualquer perigo. A Ponte acabou tendo um jogador seu expulso, após falta e chute depois do apito, em Romarinho. Expulsão merecida que dificultou ainda mais qualquer reação da equipe do interior.

Tite substituiu, talvez pensando em quarta-feira, talvez para manter o time ligado. Entrou Pato, Edenilson e Douglas, para as saídas de Romarinho, Alessandro e Guerrero.

As substituições surtiram efeito. Edenilson avançava mais que o Alessandro e não cometia faltas, Douglas entrou bem e distribuiu bons passes, e Pato teve logo uma grande chance de marcar.

Fábio Santos cruzou nos pés do Pato na pequena área. Dominou e chutou. Perdeu um gol imperdível. O Goleiro adversário tirou com os pés.

Pato ainda teve a oportunidade de fazer de cabeça após um excelente cruzamento de Douglas, mas Édson Bastos fez a defesa.

Com dois "gols perdidos" o camisa 7 não se entregou e continuou buscando. E valeu a pena. Já no fim do jogo, Recebe passe de Sheik e em velocidade se livrou de dois marcadores e foi pra cima do Goleiro, e driblou também antes de fazer o gol pra fechar a conta e carimbar nossa vaga nas semi-finais.


O Corinthians jogou como e espera, principalmente no segundo tempo. Não é um time que fica bombardeando o adversário de qualquer jeito pra tentar o gol. Foi frio, inteligente, paciente e certeiro quando criou as oportunidades.

O Corinthians mostrou sua cara. Força defensiva e ataque certeiro.

Fica claro a diferença desse time jogando um jogo decisivo, para os jogos "sem graça" da primeira fase. O Corinthians é muito forte. Quando joga com seriedade é muito difícil de ser batido. Agora voltou a seriedade de time campeão do mundo e da América. Demorou 19 rodadas, mas agora a motivação e o futebol campeão apareceu por aqui.

Vamos em busca dessa taça!

Conceitos Individuais dos Guerreiros:
Danilo Fernandes: Médio. Não teve trabalho, principalmente no segundo tempo. Mas passou mais segurança que no ultimo jogo.
Alessandro: Médio.  Só jogou na defesa, e não se complicou muito por ali.
Gil: Bom. Joga muito. Quase não faz falta e foi muito seguro.
Paulo André: Bom. Só xinguei uma vez. Quer dizer que foi bem. Firme e preciso, apesar de lento.
Fábio Santos: Bom. No ataque foi exemplar, participou efetivamente de pelo menos dois gols. Na defesa, não vacilou.
Ralf: Bom. Não tem mais o que escrever sobre ele. O cara é essencial pra essa equipe jogar como jogou.
Paulinho: Médio. Achei meio sumido, no ataque. Foi bem defensivamente.
Danilo: Bom. Deu o tom do meio campo participando de 3 dos 4 gols. Que passe de calcanhar, hein fera? Estilo Sócrates.
Romarinho: Médio. Fez o gol que abriu o placar, por puro oportunismo. Depois não vi mais, no ataque. Fez bem seu papel tático, marcando o lado do campo.
Sheik: Bom. Decisivo. Fez um golaço, correu muito, cavou pênalti. Foi o Sheik.
Guerrero: Bom. Foi importantíssimo para o time engrenar. Foi do rebote do seu chute que saiu o primeiro gol e ainda foi coroado com um gol de pênalti que eu já tava com saudades ver por aqui.
Pato: Bom. Joga muita bola. Entrou inspirado e fez um golaço. é uma pena ter que vê-lo no banco, mas com esse ataque, fica difícil mesmo..
Edenilson: Médio. Foi mais ofensivo que o Alessandro, mas não foi tão efetivo.
Douglas: Médio. Ficou pouco em campo, mas pareceu bem. Deu bons passes, e não ficou dormindo como vinha fazendo. Tem que entender que a importância dele pro elenco só depende do que ele demonstrar em campo e treinos.
Tite: Bom. Tem o elenco nas mãos. Quando o jogo é decisivo sabe controlar os ânimos e fazer o time jogar como o Campeão que é. Ainda substituiu bem, dando oportunidade para aqueles que podem ser utilizados no decorrer dos próximos jogos.

OFF Topic 1: Não deve ser nada fácil torcer pro PALMARES
OFF Topic 2: Que uniforme escroto esse dos bambis, hein?


Próximo jogo: Boca Juniors, na Argentina, Pelas oitavas de final da Libertadores. Pelo Paulistão, nosso adversário da semi-final será o time colorido da Vila Sônia, provavelmente no domingo, no Morumbi.
VAI PRA CIMA DELAS TIMÃO!

Concorda com a análise? Comente!

VAAAAAI CORINTHIANS!

Campeonato Paulista 2013
20 jogos - 10 vitórias 8 empate e 2 derrota
38 pontos
Classificados para a semi-final.

Texto de Icaro Scuteri para o Blog do Fiel Corinthiano
Twitter: @Icaro_Scuteri
Tumblr: Icaro Longe Do Sol

0 comentários:

Postar um comentário