A disciplina vale pra todos... doa a quem doer

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,, às 16:16

Que bela hora pra aprontar, hein Jorge Henrique?

Às vésperas de três decisões, talvez os três jogos mais importantes do ano.

Num momento em que o time está sendo questionado e todo um trabalho está injustamente sendo posto em xeque.

Onde o foco do elenco não deveria ser outro que não: jogar bem e evolver à torcida a confiança de tempos (nem tão) passados.

E o que o JH resolve fazer? Aproveitar a folga, ir pra farra e perder o treino de sábado.

Falha que pra mim seria perdoável. SE ele não tivesse mentido sobre o motivo da ausência. Mais do que tudo, foi ESSE o "X" da questão.

Porque Emerson Sheik cometeu duas faltas no Corinthians e foi multado? Porque se justificou e não mentiu. Adriano? Todos sabem que era um caso à parte... esse tem problemas pessoais de verdade.

Mas o Jorge Henrique? Não! Não havia motivo, razão nem circunstância que o levasse a não dizer a verdade.

O que ocorreria com ele? Seria cortado de um ou dois jogos? Levaria uma bela multa do salário?

Sim... MAS NÃO PERDERIA A CONFIANÇA DO TITE.

Os jogadores devem saber sim o que aconteceu. E se não há clima de revolta no elenco, é porque sabem que seu colega vacilou, e feio.

Vou transcrever umas palavras muito sábias que li em um post no fórum do Meu Timão, de um corinthiano chamado Jorge:

"Um provérbio chinês assim o diz: 'Há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida.'
O caso mais polêmico da semana (justo agora em jogos importantes): Jorge Henrique.
Muitos aqui querem a absolvição dele, pois ganhou muitos títulos, sempre honrou a camisa... concordo e assino embaixo. Mas a troco do quê pedir a absolvição dele se foi ele quem buscou isso?
Partiu do atleta mentir para a Diretoria, trair a confiança de todos. E em uma semana decisiva, onde todos aqui [no caso, a torcida] já estão ansiosos e nervosos para a decisão contra o Boca, Jorge Henrique consegue de certa forma tumultuar o ambiente.
A confiança, uma vez traída, demora longos caminhos para ser reconquistada. Ele traiu a confiança não só da diretoria, mas dos torcedores que enxergavam nele um potencial pra decidir o jogo contra o Santos ou Boca nessa reta final.
Ele faltou com respeito ao nosso clube, pelo qual sempre lutamos e fazemos loucuras. Não é esse tipo de jogador que eu quero que represente o nosso manto.
Destaco, ele não é torcedor; ele é profissional desse clube. O mínimo que eu espero dos jogadores em campo é profissionalismo e respeito com a torcida. 
Hoje, infelizmente, JH não tem mais o meu respeito. Não soube respeitar o torcedor, aquele que fica semanas na angústia pra ver um jogo do Timão.
Ele desperdiçou a oportunidade de ficar num clube que o recebeu com toda a confiança do mundo.
O Corinthians continua, sem ou com JH. Nosso clube vale mais que todos que nos representam em campo. Se hoje ele pode ser problema, e não solução, que seja a feita a coisa certa então." 

Quanta ironia, um xará do nosso ídolo indisciplinado ser tão sensato na hora de comentar o assunto.

Pessoalmente, acho que o Jorge Henrique rendeu até muito mais do que alguns esperavam dele quando o Corinthians o contratou. A torcida o tratou com a MAIOR boa vontade e confiança, e ele retribuiu cm (alguns) gols e (muitas) belas jogadas. Virou mito com o chute no vácuo contra o Palmeiras.

Mas nada disso pode ser maior do que a instituição Corinthians e o respeito que TODOS devem a ela.

Aceitar a mentira de um é abrir as portas para o caos. E a marca do Corinthians gigante e vencedor em que nos transformamos é a justiça, coerência e organização. Não podemos relaxar, com nenhum jogador.

Por mais que doa, às vezes sacrifícios têm de ser feitos.

Em vez de defender a indisciplina, prefiro respeitar a decisão de quem sabe o que faz. O Corinthians jamais teria afastado um jogador sem motivo justo.



Eu fico com as boas lembranças... boa sorte, JH!

Agradecimentos especiais ao Jorge (torcedor), que permitiu o uso de seu texto nesse post. Obrigado!



2 comentários:

  1. Finalmente algo lúcido e objetivo. O Corinthians é maior que qualquer jogador. Faltou profissionalismo, respeito e, como diz o Tite, COMPROMETIMENTO. Com o clube, com os companheiros e com a torcida.

    ResponderExcluir
  2. ;(( é lamentavel , eu acho que ele abriu o caminho da ruina da era vitoriosa do corinthians , hoje foi ele , amanha sera outro... po jorge , pq faiz içu?

    ResponderExcluir