Pós-jogo Goiás 1x1 Corinthians - Vamos Acordar!

♠ Publicado por Icaro Scuteri em ,,,,,, às 02:04
Eae Fiel!

O Corinthians foi até o Serra Dourada, em Goiás enfrentar o time da casa pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, com um time meio modificado.
Vitimas de desgaste físico, Danilo, Alessandro e Guerrero foram poupados, porém o ultimo viajou e se sentou no banco de reservas. Paulinho, O Beckenbauer do século XXI, se apresentou à seleção Brasileira, e foi desfalque nesta partida.
O Time titular no 4-2-1-2-1 foi escalado com: Cássio; Edenilson, Chicão, Gil, Fábio Santos; Ralf, Guilherme; Douglas; Romarinho, Émerson; Pato.


No primeiro tempo, o jogo foi truncado, mas o time a casa foi melhor, principalmente nos 12 primeiros minutos. Apesar do grande público Corinthiano, eles jogavam em casa e tinham a obrigação do resultado. Buscaram jogo e não davam brechas para o Corinthians sair. O Corinthians estava bem postado na defesa, com Gil e Chicão alertas e Ralf correndo como louco, marcando todo mundo.
O Corinthians não tinha mobilidade de ataque, apesar dos lampejos de Romarinho e a boa partida de Douglas. Só o Tite ainda não percebeu que o Pato NÃO É CENTRO-AVANTE. Não dá pra deixar ele  preso lá na frente esperando a bola chegar dos pés de Émerson Sheik e Romarinho. O primeiro além de estar dormindo em campo, todas as vezes que pegava na bola fazia algo errado. Ou errava o passe, ou segurava a bola até perder, ou arriscava um drible sem sucesso. Romarinho vive de lampejos. Fica 15 minutos sem fazer nada, aí dá uma ânimo e faz uma grande jogada que acaba resultando em escanteio, mas era o melhor no ataque no primeiro tempo. Mas a bola não era passada pro Pato mandar pra dentro, porque nenhum deles é armador, eles mais atrapalhavam que ajudavam na armação de jogadas.
Além disso, o Corinthians era preguiçoso em campo. Não tentava uma pressão, deixava o jogo fluir como o adversário quisesse e confiava na defesa.

O resultado foi que num escanteio o Goiás chegou ao gol. Após a cobrança, a bola foi cabeceada pro gol e Cássio fez grande defesa, salvando o lance...aparentemente. O problema é que a defesa dormiu e deixou o próprio cabeceador pegar o rebote e fazer o gol, quase aos 40 do primeiro tempo. Aí o Corinthians esboçou uma reação mas não dava tempo, fomos pro intervalo com o placar desfavorável.



O Corinthians voltou com a mesma formação pro segundo tempo. O ímpeto foi maior, e o time mandante, recuava já que tinha o resultado em mãos.
O Corinthians começava a dominar, com Douglas, que já estava jogando bem desde o primeiro tempo, começava a criar muitas oportunidades para os atacantes.
Pato teve a melhor delas até ali, depois de lançamento em profundidade, o camisa 7 dominou driblando o goleiro e ficando livre para marcar, mas acabou pegando muito embaixo da bola e isolou. Inacreditável que alguém da qualidade dele perdesse tal chance, coisas do futebol.
Tite enfim ouviu a voz da razão e chamou Guerrero para reeditar a melhor dupla de ataque que tivemos este ano: Pato e Guerrero. Sai Sheik.
A partir daí o Time jogou melhor, como já era esperado com os caras nas suas devidas posições. Pato teve mais liberdade pra buscar jogo e se movimentar enquanto Guerrero servia de referência e segurava a marcação. Douglas estava inspiradíssimo. Distribuiu o jogo como nos bons tempos, encontrava brechas na marcação, e enfiava bolas como o camisa 10 que a muito não tínhamos.
Em mais uma dessas ele encontrou Guerrero que em condições dominou e deu um toque na saída do goleiro. Pra fora. Mais um gol in acreditável desperdiçado, dessa vez pelo nosso camisa 9. Não tava fácil.
Ainda houve oportunidades de cabeça, chutes de primeira, sempre saindo dos pés do inspirado camisa 10. 
Tite decidiu arriscar e colocou Léo para o jogo, atacante cria do terrão, no lugar do Edenilson.
Quando parecia que já não dava pra reagir, tivemos um escanteio, mal batido que voltou para o pés de Douglas, nisso ele jogou no tumulto, Ralf rolou e Guilherme mandou pra rede, aos 42 min do segundo tempo. Imediatamente o volante pediu para ser substituído com dores de câimbra. Entrou Willian Arão em seu lugar.
Pouco influenciou na partida que acabou empatada por 1x1, mesmo.


Mais uma partida sem vencer. A impressão é que fica é que o Corinthians entra em campo sem vontade de vencer, joga pelo empate. Por que só depois que estamos atrás no placar que começamos a pressionar? Por que só quando estamos trás no placar que o Tite resolve parar de inventar?
Mas podemos ressaltar como pontos positivos nesta partida é que o Douglas tem sim condições de ser titular desta equipe, ainda mais com o Renato Augusto fora. Criamos muito mais oportunidades de gol com ele armando. Também ficou provado novamente que o Pato não é reserva do Guerrero, e acho que dessa vez o Tite percebeu também o quanto o futebol dele e da equipe melhoraram com a Entrada do Guerrero e permanência do camisa 7.
Tite tem créditos mas não há mais argumentação que defenda a permanecia de Douglas e Pato no banco de reservas, ainda mais com uma fase tão ruim de 4 partidas sem vencer e 6 sem os atacantes fazerem gols. Estamos focados só no Brasileiro agora, é nossa obrigação juntar pontos para poder ter uma gordura em novembro/dezembro e já perdemos 4 pontos, que precisaremos recuperar fora de casa. Vamos acordar Corinthians!



Conceitos Individuais dos Guerreiros:


Cássio:Médio. Na única defesa que precisou fazer no jogo, acabou saindo o gol no rebote. Não teve culpa, ainda fez o que dava.
Edenilson: Médio. Ataca muito bem. Tem velocidade e técnica, mas precisava ser um pouco mais efetivo hoje.
Gil: Bom. Joga muito. Não tem mais adjetivo pro nosso Gamarra Negro.
Chicão: Bom. Apesar de uma ou outra falha de tempo de bola, me passou segurança, e parece que voltou bem. Nem deu muitos chutões.
Fábio Santos: Ruim. Tava pedindo pra ser expulso, aí tomou o amarelo e sossegou, parou de buscar jogo, ainda ficou parado olhando no lance do gol, em vez de marcar o cara.
Ralf: Bom. Marcou como sempre, e deu suporte para a saída de jogo, sempre invertendo os lados.
Guilherme: Médio. Fez o gol, e só. Pra quem quer substituir o Paulinho precisa mostrar mais futebol.
Douglas: Ótimo. Pra mim, o nome do jogo. Quase não errou passes, e deu umas quinze assistências não concluídas. Jogou como nos velhos tempos, que continue assim.
Romarinho: Médio. Pra mim é jogador de um tempo só. Jogou até que bem no primeiro tempo e depois sumiu. De alguns lapsos de de futebol, mas nada de destaque, além de cair muito.
Sheik: Péssimo. Errou tudo o que tentou. Segurou bola quando era pra tocar, errou inúmeros passes e lances individuais.
Pato: Ruim. Foi nulo no primeiro tempo, vitima do posicionamento errado. No segundo melhorou muito mas não posso melhorar o conceito de quem perde um gol daqueles.
Guerrero: Médio. O tempo que esteve em campo, organizou o ataque, servindo de referencia. Teve 3 oportunidades: uma cabeçada defendida pelo Goleiro, um chute de primeira que ficou na zaga, e um gol perdido. Nos dois primeiros fez certo, mas deu azar, no terceiro faltou calma.
Léo: Médio. Correu, tabelou e buscou jogo, mas e pouco fez de efetivo. É bom jogador, mas precisa levantar mais a cabeça.
Willian Arão: Sem conceito. Pegou 2 vezes na bola e errou 2 cruzamentos. Continua o mesmo, pelo visto..
Tite: Ruim. Insistiu na escalação errada, e armo o time para sair com o empate. Tem que parar de inventar e colocar os caras nas suas devidas posições para render mais e precisa colocar urgentemente na cabeça desses caras, que no Brasileirão, todo jogo é decisivo, não adianta jogar bem só na final, por que não tem final! Vê se repensa essa escalação,e dá sequência pro Douglas e pro Pato!


Campeonato Brasileiro 2013
2 jogo - 2 empate
2 ponto
11º colocado (até a finalização deste texto)


O Timão volta a campo já no sábado, para enfrentar o time candidato a novo rival, já que o Palmares tá querendo perder este posto caindo tanto, a Ponte Preta, no Pacaembu.
Esperamos enfim sair de campo com 3 pontos, e um melhor futebol. Estarei lá!

VAAAAAAAAI CORINTHIANS!


Texto de Icaro Scuteri (@ICARO_SCUTERI)


0 comentários:

Postar um comentário