Pós-jogo Corinthians 0x1 Atlético-MG - Prioridade errada

♠ Publicado por Icaro Scuteri em ,,,, às 22:40
Eae fiel!

Depois de tanto tempo ser termos a felicidade de ir ao Pacaembu e assistir a uma partida do nosso Todo Poderoso, neste domingo (14) o Coringão finalmente voltou a pisar no gramado do Paulo Machado de Carvalho, pela 7ª rodada do Brasileirão 2013.

Sem surpresas e com um meio campo bem desfalcado, pelas contusões de Danilo, Douglas e Renato Augusto, a equipe escalada pelo técnico Tite foi: Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André, Fábio Santos, Ralf, Guilherme, Ibson, Romarinho, Alexandre Pato e Guerrero. 


Começamos bem o jogo. O Corinthians atacava mais, mesmo na base do "vamo que vamo" conseguíamos chegar, e tivemos boas oportunidades, desperdiçadas com finalizações erradas.

Romarinho estava se movimentando bem, e foi responsável pelo primeiro grande lance da partida onde chegou na cara do goleiro adversário, e chutou pra fora.

Esse inicio animou, e fez parecer que a falta de meias armadores não iria ser tão sentida.
Ibson até fez uns bons lances, buscou jogo, e deu até um bom passe pro chute do Pato, mas de depois disso foi só desgraça. 

Viu-se que não ia ser bem assim.

Depois da leve pressão inicial o Corinthians se viu numa dificuldade enorme para criar jogadas. Não existia meio campo, a bola sempre era passada da defesa diretamente ao ataque, sem escalas, e assim é sempre muito difícil de sair alguma coisa.

O Pato parecia que tava jogando a 3 horas, pelo que tava cansado. morto, quase não disputava uma bola e não tentava aparecer para receber. Guerrero, acabava sendo o mais sacrificado por não existir criação de jogadas. Ele não recebe em condições e claro que não consegue fazer o gol. Ele ainda tentava buscar bola fazer a parede pros companheiros, mas nada deu muito certo, quando o Corinthians começou a pensar que o empate no primeiro tempo tava sacramentado, veio o castigo. Aos 35 min o time mineiro abriu o placar, numa jogada pela lateral, um cruzamento rasteiro e bola lá dentro.

Pra fechar o primeiro tempo, ainda tivemos uma grande chance com Romarinho e no rebote com Guerrero que demorou umas 40 horas pra decidir se chutava, que acabou não dando em nada.

Fomos pro intervalo com o placar contra nós.



Por pior que pode parecer ter sido o primeiro tempo, ele foi o melhor dos dois.

a equipe que voltou foi a mesma. Não culpo o Tite por não mudar no intervalo, já que não havia grandes opções no banco, com meio time no DM.

Agora o problema era, além da falta de meio campo, o desespero, por ter que buscar o empate e depois a virada. o Placar e o tempo estavam contra.

Consequência? Zilhões de passes errados, e lançamentos forçados.

Além de tudo isso, o adversário começou a fazer aquela cera desde o inicio do segundo tempo, com quedas e atendimentos, demoras para cobrar faltas, tiros de meta, aquela coisa que todo time faz.

O Corinthians ainda tentava. Guerrero virou ponta, Pato não tava afim de jogar bola, Ibson Sumiu, Romarinho carregava muito a bola e não criava grande coisa, Guilherme não passava do meio campo. 
O jogo foi se arrastando com algumas jogadas forçadas na raça do Guerrero e as vezes velocidade do Romarinho, mas tava claro que pra nós sairmos do Paca com 3 pontos isso não bastava.

O que me dava mais raiva, é que o jogo tava tão ruim que a torcida se empolga mais nos gols anunciados do Vitória em cima dos bambis, que com lances do Coringão (que eram raros).

Com o jogo indo pro final, Tite resolveu arriscar. Tirou Paulo André para a entrada do Paulo Vitor (atacante, conhecido na base como Paulinho).

Recuando Ralf para a zaga, e com 4 atacantes em campo, o jogo pouco mudou, diria até que piorou, já que o Ralf era nosso melhor jogador INCLUSIVE NA ARMAÇÃO, e a bola ainda não chegava com qualidade.

Tite ainda fez mais uma substituição, tirando Pato (saiu vaiado) e colocando Léo, que melhorou o setor esquerdo do ataque e fez o Guerrero voltar a ser centro-avante, mas não decidiu o jogo.

Ainda teve tempo de um lance efetuado pelo Paulo Victor que chegou na área e preferiu tentar cavar o pênalti, que não foi marcado.

Ficou nisso. O Corinthians não teve força para superar o Atlético-MG, e perdeu 3 pontos em casa. Mau inicio de Brasileiro do nosso Coringão.


O Corinthians foi mal na armação e conclusão de jogadas. O esquema com um único meia não funciona nem quando o único meia é um meia armador de verdade, com o Ibson (que ainda não sei qual é sua posição real) pior ainda.

O Time não jogou bem, e o que mais incomodou foi a falta de vontade de alguns jogadores (oi, Pato). Uma derrota é aceitável, desde que haja luta, entrega, e isso não houve, com exceção dos últimos minutos de jogo.

Os jogadores do Corinthians entraram, mas o espírito do Corinthians não.

Por vezes fiquei com a impressão de alguns estarem se segurando para quarta feira. Na boa? Estão priorizando a competição errada.

O Brasileirão é 5000 vezes mais importante que a Recopa. Vencer quarta-feira, não levará o Corinthians até a Libertadores 2014, nem ao Mundial. E digo mais: daqui um mês esse título será esquecido.

O Brasileiro tem que ser prioridade. Ele é que nos levará onde queremos chegar.

Espero que após quarta feira eu possa ver o Corinthians jogar com vontade de novo no paca, eu ainda to com saudade.

Ainda assim VAI PRA CIMA DELAS TIMÃO! e por favor mantenha a pegada após isso, pois o ano não acabou.

Conceitos individuais dos Guerreiros:
Cássio: Ruim. Não passa mais confiança. Tenho 13 ataques cardíacos por jogo graças a ele. Pra mim falhou no gol, podia ter saído. Mas ainda é o que temos de melhor na posição. Má fase.
Edenilson: Médio. Pra mim também teve culpa no gol, pois o cruzamento saiu no seu setor. Mas no geral marcou bem e foi boa saída quando pressionados, só precisa tocar melhor a bola, pois errou muitos passes, depois de boas jogadas individuais. Ainda prefiro ele no meio.
Gil: Médio. Firme no geral, mas cometeu umas falhas que geralmente não comete.
Paulo André: Médio. Bons desarmes, mas também houve uma ou outra falha infantil de marcação.
Fábio Santos: Ruim. Deixou a Avenida Fábio Santos livre em umas duas oportunidades que poderiam ser fatais, e não acertou um único cruzamento. Quero Igor na lateral, minha paciência com ele acabou.
Ralf: Bom. Era o melhor corinthiano em campo até ser deslocado para a zaga, e mesmo lá, fez o que tinha de fazer.
Guilherme: Médio. Se resumiu em marcar e tocar atrás. Muito pouco, pra quem se acostumou com Paulinho por tanto tempo.
Romarinho: Médio. Foi o mais perigoso, mas ainda não me convence da titularidade. Sumiu no segundo tempo.
Ibson: Ruim. Começou bem o jogo, mas logo caiu de rendimento e mostrou que não sabe o que tava fazendo alí.
Pato: Péssimo. Me irritou, assim como boa parte da torcida presente. Não disputava bola, não forçava lance, não armava, não driblava. Não queria jogar hoje. Perdeu moral comigo.
Guerrero: Médio. Fez mais do que devia. Desse não faltou raça. Buscou bola, jogou como ponta, mas infelizmente foi sacrificado pelo time sem armação.
Paulo Victor: Sem conceito - Mas vê se da próxima tenta a jogada, em vez de cavar o pênalti.
Léo: Sem conceito.
Tite: Médio. Não tinha muito o que fazer, com tantos desfalques. Tentou forçar no segundo tempo mas também não deu em nada. Não teve culpa, nem méritos.

Campeonato Brasileiro 2013
7 jogos - 2 vitorias 3 empates 2 derrotas
9 pontos
12º colocado

Próxima partida é finalmente a final (redundância?) da Recopa, contra os bambis na quarta feira. Estarei lá novamente, e espero ver um time mais Corinthians e que o time se mantenha no pique após esta quarta, que o que interessa é o Brasileirão e a Copa do Brasil.

VAI PRA CIMA DELAS TIMÃO!

1 comentários:

  1. Talvez teria sido melhor o Tite escalar um time misto também, não? Espero que a Recopa passe logo, com o Corinthians campeão, claro, para virar todo seu foco pro Brasileirão.
    Vai Corinthians!

    ResponderExcluir