15 não são melhores que 30 milhões

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,,, às 16:17

"... o Corinthians sempre aceita disputa, nunca foge da luta, porque é seu ideal. É por isso que eu vibro e canto, na arquibancada me agiganto, sou Timão até morrer..."

Este trecho é de um samba feito em homenagem ao Corinthians. A queda de rendimento após a grande vitória sobre o Flamengo tem sido manchete em todos os jornais e discussão constante nos cafezinhos de empresas e mesas de bar. Como se fosse preciso ser primeiro de setembro todos os dias...

A nossa diretoria tem sido motivo de orgulho desde o fatídico ano de 2007. Foram inúmeros projetos, títulos, apostas e também alguns revezes. Só que agora resolveu abrir os portões do centro de treinamento para 15 torcedores organizados. Reuniram cinco jogadores e os fizeram ouvir os fanáticos.

É a partir daí que vem a minha indignação. Eu também quero ter esse direito! Pago meu fiel torcedor em dia, compro produtos e camisas originais, direto da loja oficial do clube, vou em quase todos os jogos, sofro como qualquer maloqueiro espalhado e não posso ir?

Claro que não, EU TRABALHO!

Amo o Corinthians, porém eu tenho mais o que fazer. Preciso dos meus vencimentos para gerar receita ao clube toda vez que adquiro um produto licenciado ou deixo meu dinheiro na bilheteria do estádio. Não consigo entender o motivo pelo qual o senhor presidente autorizou a entrada desses torcedores. E olha que sou um defensor das torcidas organizadas dentro dos estádios. Eles fazem a festa, as cores e músicas.

Porém não são QUINZE torcedores que irão fazer com que os jogadores corram mais, a não ser que tenha tido algum tipo de ameaça, coisa que seria bem mais grave do que uma simples visita. Abram os portões presidente, todos nós queremos gritar do alambrado.

No trecho da música diz que a torcida vibra, canta e na arquibancada se agiganta. Então deixe-nos falar também, não precisa ser de modo reservado, com 4 ou 5 jogadores.

A outra parte da minha indignação fica por conta da cobrança por melhores resultados. Certo, concordo, então vamos lá. Já pensaram se os jogadores fizessem uma visita na sede das organizadas e os repreendessem por conta das brigas dentro do estádio que resultou em uma punição de 4 jogos ao Corinthians?

Eu se fosse jogador pensaria assim: "vocês querem que eu corra, me mate, coma a grama se for preciso; em contrapartida arrumam briga que faz com que percamos o direito de jogar em nossa casa, é isso que eu entendi? Serão DOZE pontos disputados em outro estádio por causa de vocês! E aí, como fica?"

Esse seria o meu discurso. O pior é que a diretoria sabe que TODOS os veículos de televisão e rádio repugnam esse tipo de atitude e mesmo assim deram a brecha para que eles os tratassem como diretores comuns e passíveis às organizadas.

Bom, é isso. Eu precisava desabafar. Faz tempo que eu não posto algo no blog e parece-me que essa situação foi extremamente propícia. Gostaria também de dar créditos ao meu amigo Caio Monzem que fez um texto em seu Facebook sobre esse assunto, e foi a partir das ideias dele que fiz esse texto.

0 comentários:

Postar um comentário