Corinthians: destruindo um legado com soberba e displicência

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,, às 14:50

Hoje seria dia de pós-jogo, mas ele não vai ser postado por três motivos: primeiro, por que o Natã teve um compromisso no domingo; segundo, pois eu fiquei sem internet até hoje de manhã; e terceiro, simplesmente por que NÃO TEVE JOGO... aquilo que rolou no Pacaembu foi outra coisa qualquer.

E tudo por conta de um pouco de azar, muita teimosia do nosso técnico e a volta do velho salto-alto que faz o Corinthians perder os jogos mais "imperdíveis" da história. E não é de hoje, como já escrevi aqui no blog em outras ocasiões. Temos de lembrar da derrota para o Atlético-GO no Pacaembu, em 2010... para os rebaixados Avaí e América-MG em 2011, fora de casa... isso pra lembrar só os mais vergonhosos. Se for puxar nas estatísticas veremos que o nosso time perde MUITO mais pontos pra times da parte debaixo da tabela do que para os líderes.

Só que, diferente daquelas ocasiões, esse ano o mau jogo não foi exceção, mas regra. E não tenho esperanças de ver o time retribuindo com boas partidas o show de horrores que protagonizou no Pacaembu, empatando sem gols com um time que já está rebaixado. Não matematicamente, mas isso é um mero detalhe.

"Ah seu modinha, mas você é um ingrato, nós já ganhamos dois campeonatos esse ano..."

É, ganhamos... um foi o falido Paulistão, prêmio de consolação dos que fracassam na Libertadores, em cima de um Santos que não é sombra do time de temporadas passadas. E o outro foi a Recopa, que não é prêmio de consolação mas serviu pra dar um belo cala-boca nos críticos - ainda que tenha sido em cima do rebaixável São Paulo. E ainda que o efeito desse cala-boca tenha sido mais do que temporário.

Quem me conhece, ou acompanha este blog, SABE que sou um defensor ferrenho do time.. Penso muito antes de criticar um jogador, ou o próprio técnico. Mas tenho quebrado demais a cara por conta dessa cautela, e isso tá cansando.

Tô cansado de ver a torcida sendo obrigada a recorrer a números e recordes extra-campo pra manter nossa moral lá no alto: Arena, marca mais valorizada, melhor público...

Tô cansado de ver jogadores e comissão técnica falando da "melhor defesa dos pontos corridos" como se o Brasileirão fosse decidido pelo número de gols sofridos, e não por pontos ganhos.

Tô cansado de ver o time achando que não precisa mais dar o sangue em campo, mesmo vendo que a torcida lota o estádio todo jogo, não importa o campeonato, a importância, a data, o horário...

Tô cansado de continuar dando créditos a esse elenco por causa dos títulos recentes do Corinthians. Até mesmo o melhor dos legados tem prazo de validade.

E o legado do Corinthians está sendo manchado pelos jogadores que o construíram. Com uma displicência fora do comum e uma soberba vergonhosa, estamos vendo o tempo passar e os heróis da Libertadores, do Mundial, protagonizam atuações cada vez piores, jogando bem um jogo ou outro pra deixar a torcida feliz. Como se isso fosse o bastante.

Se nosso técnico está certo, e os times no Brasil são feitos de ciclos, talvez o ciclo de muita gente no Corinthians esteja na sobrevida. Talvez fosse melhor repensar a permanência dos que acham que já jogaram o bastante, e não têm mais o que provar com a nossa camisa. Talvez o melhor seja sair por cima, pra que a última impressão da Fiel não seja a pior de todas.

Talvez seja a hora e o Corinthians recomeçar... pois o legado dos últimos anos é bonito demais pra ser destruído desse jeito.

A Fiel não merece passar por tudo isso.

2 comentários:

  1. O Danilo tá phoda!!! Esse ano ele ainda não jogou! Porra, custava o Tite trocá-lo pelo Zizao? Pelo menos ia dar uma alegria pra torcida! Pior que o Danilo ele não iria jogar, ia? Nem fu! E pra que colocar o Paulo André lá no ataque?
    E sem essa desculpinha de queimar o jogador. O cara nem vai ter o contrato renovado! O chinês ia dar a alma pra mostrar o futebol.
    O Romarinho oscila demais...
    E batedor de faltas? Cadê??? Com a habilidade que esses caras têm, será que treinam pra isso? O Romarinho bate fraquinho igual minha avó de saia jeans e salto.
    Gostei do Igor. Apoiou bem e não prejudicou na defesa. E cobrou bem a única falta que deixaram ele bater.
    Na verdade, acho que o Tite mexeu mal.
    Deixasse o Léo até o fim e colocasse o Paulo Vitor no lugar do Alessandro. Se o Danilo não melhorasse (como não melhorou), botasse o Zizao no lugar dele.
    Caracas, o Náutico não fez absolutamente nada!!!
    Pra que 3 volantes (Ralf, Ibson e Alessandro)???
    Nem sei se aquele Matheus tava no banco, mas pusesse esse moleque pra jogar, porra! Lanterna do campeonato! Não fazem mal nem pra bambis!!!

    Bola pra frente que temos o 2o turno...

    E vou falar, só o título nos interessa. Se classificar pra Libertadores não vai adiantar de nada, já que com aquela revolução encabeçada pelo Andrés (que eu apoio), os manda-chuvas vão botar uns Amarillas no nosso caminho pra cortar nosso barato novamente.

    VAI CURINTIAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  2. Concordo com tudo o que você escreveu. O ciclo acabou, inclusive o do Adenor. Escrevi algo muito parecido no meu blog.

    ResponderExcluir