Coragem, Tite: agora é hora da ATREVIBILIDADE

♠ Publicado por Daniel Keppler em , às 00:23

Tite,

Eu sei que muito dificilmente, esse post vai cair em suas mãos. Sua cabeça deve estar a mil com tudo que anda acontecendo, e eu sou só um entre tantos que escrevem em sites e blogs, pela Internet afora. Mas enfim. Tenho lido e ouvido coisa demais, e preciso dividir umas coisa aqui com você, de torcedor pra treinador. Conversa séria, sabe?

Sempre fui um defensor do seu trabalho no Corinthians. Achei uma injustiça sua demissão em 2005 e vibrei com sua volta, cinco anos depois. Precisávamos de alguém que desse sequência ao belo trabalho do Mano, quebrado com a passagem do Adilson que não me rendeu nenhuma boa lembrança.

Mas confesso que, de início, me decepcionei um pouco. Acho que a expectativa que criei estava muito além do que aquele time poderia nos oferecer... aquele terceiro lugar foi triste, frustrante. Nos rendeu uma Pré-Libertadores que te deu muita dor de cabeça, não?

Aliás, ela quase CUSTOU a sua cabeça! O Andres te manteve no cargo não sei como...

Mas manteve. E você provou seu valor. Montou um belo time, conquistou o Brasil, e depois a América, e depois o mundo. Com um trabalho inegavelmente competente, tanto dentro como fora de campo. Sua forma de gerir o elenco e suas vaidades me deu orgulho de ter acreditado em você desde o início!

Só que 2013 vem sendo triste, que nem 2010 foi. Eu sei que você acredita muito nesse lance do "ciclo de três anos", mas precisa levar tão a sério, Tite?

Me preocupo com o andamento das coisas. Os jogadores te blindaram, te protegeram, mas parecem não responder aos seus comandos dentro de campo. E por conta disso, não venemos há oito jogos e estamos muito perto da zona de rebaixamento. Isso não te preocupa?

Notei seu comportamento no fim do jogo, domingo. Você, logo você, que tanto fala e gesticula ali ao lado do campo, estava quieto. Braços cruzados, mão no queixo, olhar no horizonte. Impassível. Quase que incrédulo. Naquele momento, fiquei com medo. Ao vê-lo jogar a toalha, temi pelo meu time.

Principalmente porque eu sei que você tem tentado. Só quem prefere torcer pela sua queda do que pelo Corinthians em si não nota seu esforço. Você testou 14 formações diferentes no Corinthians, nos últimos 14 jogos. Não pôde contar, em vários momentos, com jogadores-chave: perdeu Paulinho para a Europa, viu Guilherme e Renato Augusto se lesionarem, teve que liberar Pato e Guerrero para suas seleções... sem falar nas saídas de outros jogadores, cada um com seus motivos.

Não bastasse tudo isso, você ainda precisa conviver com os eternos questionamentos da torcida às decisões que toma. Mesmo que as tome com base nos seus critérios, no merecimento que enxerga em um ou outro atleta. A torcida entendia isso na vitória. Mas não está tendo paciência pra entender na derrota.

Tite, o jogo contra o Bahia é decisivo. E você está em uma encruzilhada das boas.

Você pode manter seu padrão no modo de escalar a equipe, seguir com suas convicções de sempre. Se vencer, respira um pouco. Se perder, temo que talvez não suporte a pressão.

Mas você pode mudar. Fazer como fez no último jogo, inventar, arriscar. Mas isso envolve o risco de perder, de o time não assimilar o espírito de mudança proposto. E aí voltamos ao lance da pressão pela sua saída do Corinthians.

O que fazer, então?

Eu não tenho a resposta certa, mas sei o que gostaria de ver. E eu adoraria ver um time totalmente diferente em campo, na próxima rodada.

Sei da sua gratidão com os campeões mundiais, mas eu adoraria ver como um time renovado se comportaria. Por que não colocar o Jocinei em campo? Por que não dar uma oportunidade a um garoto no ataque? Por que não, de repente, mudar o esquema tático?

Com os atuais onze titulares, você parece ter tentado de tudo, já. Falta alguma variação tática? Falta mostrar a eles algum vídeo motivacional, ou todos se esgotaram? Falta dizer algum discurso na preleção, ou sua palavra está gasta?

Mude, Tite. ARRISQUE! Esse time precisa de um choque de realidade pra voltar a correr em campo, vestir a camisa com garra, dar carrinho como se estivesse fazendo gol e fazer gol como se estivesse ganhando um título!

Sua fidelidade às convicções pessoais é respeitável. Mas elas podem te arrastar ao undo do poço de vez no Corinthians. E você não merece acabar essa história saindo do Corinthians pela porta dos fundos.

Afinal, se depois de mais um resultado ruim você acabar sendo demitido, não gostaria de pelo menos ter, ao menos, saber que tentou de tudo? Mas de tudo MESMO???

Chega da sua treinabilidade Tite, não tá rolando. É hora da ATREVIBILIDADE! Vai que dá!

0 comentários:

Postar um comentário