Conheçam a Copa Intercontinental de Seleções. Que também não é Mundial!

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,,, às 11:30
Todos conhecem a Copa Intercontinental, torneio organizado por UEFA e CONMEBOL a partir de 1960 para servir de tira-teira entre os campeões das duas confederações, mas que nas mãos dos clubes (e da imprensa) virou um "mundial de clubes". Pois esses dois continentes são bons demais pra disputar o mundo com os outros, meros coadjuvantes.

[O Raja Casablanca mandou um abração pra todos, aliás.]

É... o mundo não é só Europa e América do Sul
Desde 2000, no entanto, quando a FIFA começou a organizar o Mundial de Clubes de fato, muita polêmica e discussão ronda o assunto, e argumentos voam pra lá e pra cá, tanto a favor como contra igualar o status das duas competições; Algo que já seria impossível de acontecer pelo simples fato de que não foi a FIFA quem organizou a Copa Intercontinental - e só a FIFA tem a autoridade para organizar torneios de caráter mundial. Mas enfim.

Mas mesmo assim, ainda há os que garantem que é tudo a mesma coisa. Dane-se a jurisdição da FIFA.

Essas pessoas se valem, especialmente, do argumento de que a Copa Intercontinental era o torneio mais próximo de um Mundial que existia. Logo, era um Mundial. Por mais que não fosse. Entenderam?

Elas ainda defendem que América do Sul e Europa são os continentes mais fortes, portanto bastavam pra se saber quem era o melhor time do mundo (outro abraço do Raja).

Pois então apresento a vocês a Taça Artemio Franchi, ou simplesmente Copa Intercontinental de Seleções. SIM, de seleções!

Esse torneio foi criado por UEFA e CONMEBOL pra servir de tira-teima entre os campeões das duas confederações (campeão da Eurocopa X campeão da Copa América). Foi disputado em 1985 e 1993, e é considerado pela FIFA uma espécia de "precursor" da Copa do Rei Fahd, que virou mais tarde a Copa das Confederações - que tem um número de participantes bem parecido com o Mundial de Clubes.

Leram a descrição? Compararam com a Copa Intercontinental / Copa Toyota? Pois é... é versão para seleções do torneio de clubes que tantos consideram um Mundial - justamente porque reúnia Europa e América do Sul na disputa.

Descobri esse torneio fuçando no Google... achei um link interessante no site da UEFA (esse aqui) e lá no final da página me surpreendi com essa informação. Fica mais do que claro, no texto, que as competições são absolutamente equivalentes em importância para clubes e seleções, e o único fator dissonante era a frequência - como FIFA faz hoje, com relação à Copa do Mundo de clubes e seleções.

Na primeira edição da Copa Intercontinental de Seleções, a França derrotou o Uruguai por 2x0, em jogo disputado no dia 21 de agosto de 1985. Já na segunda edição, a Argentina venceu a Dinamarca nos pênaltis (5x4) após empate em 1x1 no tempo normal, no dia 24 de fevereiro de 1993 (aqui você pode ver os melhores momentos desse jogo).

Cena de França 2x0 Uruguai, pela edição de 1985
A Federação Argentina de Futebol cita a conquista da taça no seu site oficial (link), mas não encontrei citação no site da federação francesa - que achei bem confuso, mas enfim.

Isso mostra o óbvio: que para as seleções, esse torneio de um jogo só, entre dois campeões continentais, organizado pelas próprias confederações, era uma competição amistosa, sem relevância alguma.

E isso por dois motivo óbvios: devido à organização ser feita por confederações continentais (que não têm autoridade para organizar torneios com status mundial), e porque desde 1930 a FIFA já organizava a Copa do Mundo, o torneio realmente relevante no planeta bola.

Já para os clubes, a situação foi inversa. Como a FIFA não conseguiu organizar uma Copa do Mundo para eles desde cedo, a Copa Intercontinental chegou em 1960 e preencheu esse espaço, essa carência. Assumiu um status que nunca teve, quase que por osmose - pois seus organizadores, UEFA e CONMEBOL sempre afirmaram que o torneio era somente um tira-teima entre confederações (veja aqui).

Mas desde que o Real Madrid conquistou a taça em 1960 e se intitulou "campeão do mundo", todos os outros fizeram isso e o rótulo pegou. Nem com a criação do Mundial de Clubes, pela FIFA, a polêmica se dissipou.

Sabendo disso, são dois os caminhos que surgem:

1 - Se considerarmos que a Copa Intercontinental de clubes era sim um Mundial, a de seleções também é. E então a França é bimundial, e a Argentina, tri. (Precisamos avisá-los disso! Eles têm que colocar as estrelas nos escudos...)

2 - Agora, se considerarmos que a Taça Intercontinental de Seleções não equivale a uma Copa do Mundo, pois não foi a FIFA que organizou, teremos de fazer o mesmo com os torneios equivalentes para os clubes, concedendo à Taça Intercontinental somente o seu devido valor: um torneio amistoso, muito importante, disputado entre os campeões continentais da Europa e América do Sul.

Pra mim, saber que existiu uma versão de seleções da Copa Intercontinental, organizada pelas mesmas entidades (UEFA e CONMEBOL), e que era disputada da mesmíssima forma que a dos clubes, é somente mais uma forte evidência do óbvio: esse torneio não foi criado para ser um Mundial. A prova cabal disso é que, entre as seleções campeãs, esse torneio não tem a menor relevância.

Por fim, vale reforçar: a Copa Intercontinental era o maior torneio em disputa na época? Era. Mas isso o transforma num Mundial? Não.

Então, qual sua opinião? Qual das duas interpretações é a correta? Os comentários são livres!

3 comentários:

  1. Então Copa do Mundo de 1930 é uma " Copa Intercontinental" ?
    Quem disse que o Raja Casablanca ou Mazembe foram campeões Mundiais da Fifa ? Vice campeão é campeão ?

    E sim campeões mundiais são Europeus e as vezes os Sul - americanos e resto são coadjuvantes, a FIFA foi criada em 1904 e se ela acha que o primeiro Mundial de Clubes foi em 2000, isso só comprova à incompetência dela e sinto muito em dizer que o campeonato Brasileiro não Começou em 1990 e Mundial de Clubes não começou em 2000 e Copa do Mundo de Seleções não começou em 1970, então o que você acha ou deixa de achar, ou que você prova ou deixa de provar usando a FIFA não muda fatos. Se fosse seu time que tivesse ganho uma Intercontinental (que deveria ter ganho) ou se fosse outro que vencesse Mundial de Clubes desse jeito totalmente sem criterios, você seria primeiro a escrever essas asneiras ae.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SE DISPUTARAM, NÃO PODERIAM TER SIDO CAMPEÕES ? SUA ANTA!

      Excluir
  2. Para(dar)esse chilique.Esse aí só pode ser menu do panetone.

    ResponderExcluir