7 argumentos furados de quem diz que a Copa Intercontinental é Mundial

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,,,,, às 01:04
E aí, Copa Intercontinental é Mundial ou não??? =P
O tema Copa Intercontinental é extremamente espinhoso, e de debate muito difícil. Especialmente porque nem sempre é possível fazer esse debate sob as bases da razão - quase sempre a paixão alimentada pelo clubismo enterra qualquer racionalidade. E isso é péssimo.

Quando esse debate é possível, no entanto, os que defendem que o torneio deva ser considerado um Mundial têm argumentos fortes, e muito firmes, convictos. Eu penso que isso se deve a uma série de fatores, entre eles a tradição do torneio (44 anos de disputas), a cultura adquirida pelos torcedores dos clubes campeões, e o forte lobby da imprensa brasileira, especialmente da que por anos transmitiu as partidas do torneio e precisava criar heróis pra abocanhar mais audiência: a Globo.

Por isso, há algum tempo eu não rejeito ou me irrito com quem diz que a Copa Europeia/Sulamericana é Mundial, Eu realmente passei a acreditar que esse torcedor não tem culpa de pensar assim, mas foi condicionado a fazê-lo. Para esse tipo de torcedor, nenhum argumento contra esse raciocínio terá espaço. Para ele, o que importará de verdade é o que ele aprendeu a comemorar e o que ele leu nos jornais e ouviu nos programas de esportes - e isso lhe será o bastante!

Para esse autor que vos escreve, no entanto, não interessam essas pequenas ilusões. Já mostrei isso no primeiro post que escrevi sobre o assunto. Para mim, temos que nos basear nos FATOS, pois estes sempre conseguem refutar um argumento mal embasado. Por isso, volto a escrever sobre o assunto, para tratar de um assunto que está na minha mente há meses: dá pra rebater os argumentos que em teoria provam que a Copa Intercontinental era, sim, um Mundial?

Foi isso que tentei fazer. Apesar de estarem em ordem numérica, não os listei em ordem de importância. Apenas limpe sua mente e coração, e aproveite a leitura!

1 - A FIFA aparece nas placas de publicidade do torneio como patrocinadora, então era organizadora


Muitos blogs e sites, como o SPFCPédia, usa de imagens de edições de Copas Toyotas como as de 1983, 1989, 1992, 1993 e 1998 para mostrar uma placa de publicidade que tem como inscrição: "HOSTED BY FIFA - UEFA - CONMEBOL". Segundo essas fontes, ao permitir que seu nome fosse incluso nessa placa, a FIFA estaria chancelando o torneio como se fosse realmente uma organizadora.

Pôster da Copa Toyota 1989
É fácil rebater esse argumento; chega a ser infantil de tão simples: não só a FIFA não era organizadora da Copa Toyota, como sequer a UEFA e CONMEBOL eram! Na década de 1970, a Copa Europeia-Sulamericana estava afundada em sua pior crise, deixando de ser disputada em 1975 e 1978 por falta de datas (que Mundial é esse que não é disputado por falta de datas?), e deixando de ter o campeão europeu na disputa em CINCO ocasiões, por falta de interesse do campeão: em 1971, 1973, 1974, 1977 e 1979.

Por conta do flagrante e crescente desinteresse dos europeus de seguirem com a disputa, a organização do torneio foi passada para a Federação Japonesa de Futebol em parceria com a Toyota - surgindo assim, a Toyota Cup, cujo objetivo principal era popularizar o futebol no país asiático.

Desde então, UEFA e CONMEBOL passaram a ocupar o papel de supervisoras do torneio - e uma mostra disso é que não há citação a nenhuma das entidades, como organizadoras, nos materiais de divulgação do torneio - nem no pôster oficial, nem nos ingressos, nem no Match Programme...

Match Programme da Copa Toyota 1981, sem uma citação sequer à FIFA

É possível checar isso em várias fontes oficiais. Uma delas é a revista digital UEFA Direct, que em sua edição 105 (de 2011) escreve:

"Created in 1960's at the initiative of the South American confederation (CONMEBOL) with the UEFA's support, the European/South American Cup was contested as an unofficial competition by the holders of the European Champions Club's Cup and the winners of its newly established South America equivalent, the Copa Libertadores. Initially played over two legs, with a third match if required in the early years (when the goal difference did not count), the competition had a rather turbulence existence: calendar problems, acts of brutality, even on the pitch and boycotts tarnished its image, to the point of bringing into questions the wisdom of organising it at all."

Traduzindo livremente, na publicação a UEFA relata que a Copa Europeia/Sulamericana era um torneio não-oficial, que somente colocava frente a frente os campeões dos dois continentes, sem citar a FIFA em nenhum momento. Ainda descreve problemas de organização como calendário e atos de violência que punha em risco a própria organização do torneio. Reforçando: essa é a palavra da UEFA, uma das entidades que organizavam o torneio entre 1960 e 1979.

Em seu site, na página da história da confederação, a UEFA cita a Copa da mesma forma, sem em nenhum momento tentar conceder à disputa qualquer caráter oficial como competição mundial. Veja aqui.

Mas a grande e maior indicação (não vou usar a palavra "prova", mas é quase isso) de que a FIFA não era e nunca foi organizadora nem da Copa Europeia/Sulamericana, sequer da Copa Toyota, está neste documento, que pode ser baixado nesta página do site da FIFA. É uma tabela com o nome "FIFA Competitions and Olympic Football Tournaments 1908 - 2017", que mostra TODAS as competições oficiais, de clubes e seleções, que a FIFA já realizou ou co-organizou. E não há uma edição sequer dos torneios lá. Pode conferir de novo, não tem mesmo.

O que nos leva a uma única conclusão: os nomes de FIFA, UEFA e CONMEBOL as placas de publicidade da Copa Toyota têm um papel, e um papel só: publicidade, justamente. Estratégia de marketig pra deixar o toenro mais atrativo, oras. Como vender os direitos de transmissão do jogo a TV's internacionais de um Campeonato Mundial organizado somente pela "forte" Federação Japonesa? Como atrair público para o estádio, como vender cotas de patrocínios?

Dá pra reforçar essa visão ao se verificar que a placa era sempre a mesma, ano após ano, o que foge à tradição da FIFA de criar uma identidade visual própria para cada edição de suas competições. E também ao se verificar que a Toyota pode até citar os nomes das entidades, mas NÃO USA SEUS LOGOS. Por que será?


2 - A FIFA era organizadora porque indicava o trio de arbitragem para os jogos

Essa é uma das piores, por um motivo só: é mentira. Não são muitos que se apegam a esse argumento para defender a Copa Intercontinental, mas há quem o faça, dizendo que como o trio de arbitragem era constantemente um quadro FIFA, era a entidade mundial que o indicava, e isso seria uma forma de reconhecer o torneio.

Acontece que a indicação do trio de arbitragem era uma atribuição de UEFA e CONMEBOL como entidades supervisoras da Copa Toyota - para ficarmos só nas edições recentes do torneio. Elas se revezavam, e isso pode ser verificado especialmente na edição de 2000 - quando a CONMEBOL indicou o colombiano Oscar Ruiz para apitar Boca Juniors (ARG) x Real Madrid (ESP), sob protestos do treinador espanhol Vicente Del Bosque. O jornal espanhol Mundo Deportivo relatou esse protesto na sua edição do dia 28 de novembro de 2000, conforme você pode conferir na imagem à direita (veja original nesse link).

Esse revezamento fica claro ao vermos quem foram os juízes que apitaram as edições da Copa Toyota. Peguei somente as 20 últimas, de 1985 a 2004. Olha só:

2004 - CONMEBOL - Jorge Larrionda (URU)
2003 - UEFA - Valentin Ivanov (RUS)
2002 - CONMEBOL - Carlos E. Simon (BRA)
2001 - UEFA - Milton Nielsen (DIN)
2000 - CONMEBOL - Oscar Ruiz (COL)
1999 - UEFA - Helmut Krug (ALE)
1998 - CONMEBOL - Mario Sanchez (CHL)
1997 - UEFA - Jose Maria Aranda (ESP)
1996 - CONMEBOL - Marcio Resende de Freitas (BRA)
1995 - UEFA - David Elleary (ING)
1994 - CONMEBOL - José Torres Cádena (COL)
1993 - UEFA - Joël Quiniou (FRA)
1992 - CONMEBOL - Juan Carlos Loustau (ARG)
1991 - UEFA - Kurt Röthlisberger (SUI)
1990 - CONMEBOL - José Roberto Wright (BRA)
1989 - UEFA - Erik Fredriksson (SUE)
1988 - CONMEBOL - Jesus Diaz (COL)
1987 - UEFA - Franz Wöhrer (ALE)
1986 - CONMEBOL - José Martinez (URU)
1985 - UEFA - Volker Roth (ALE)

Viram? Um revezamento perfeito. A FIFA não tem nada a ver com isso.


3 - Se a Copa Intercontinental não valeu porque só tinha dois continentes, a Copa do Mundo só vale a partir de 1970


Essa é clássica, e muito usada pra justificar uma lacuna grave da Copa Europeia/Sulamericana: sua limitação geográfica. Quem combate essa questão se apóia no fato de que um torneio que só tinha representantes de dois continentes não pode ter o status de um Mundial, pois quatro confederações continentais foram ignoradas.

No entanto, quem pensa assim e usa a Copa do Mundo para reforçar sua opinião ignora uma diferença gritante entre os dois torneios: enquanto a Copa Intercontinental sempre foi reservada à América do Sul e Europa, a Copa do Mundo de Seleções NUNCA foi restrita a um ou dois continentes - muito pelo contrário!

Seleção do Egito que jogou a Copa do Mundo de 1934 (Foto: Jornal Al-Masry Al-Youm)
Em 1930, TODAS as seleções filiadas à FIFA na época foram convidadas a disputar o torneio no Uruguai. Aceitaram participar sete países da América do Sul (Uruguai, Argentina, Brasil, Paraguai, Bolívia, Chile e Peru), dois da América do Norte/Central (EUA e México) e outros quatro da Europa (Romênia, Iugoslávia, Bélgica e França). Ou seja, só havia três continentes representados pelo simples fato de que nenhum país de África, Ásia ou Oceania se dispuseram a participar. Por exemplo, o Egito já estava filiado à FIFA em 1929 e poderia ter ido à Copa de 1930, mas não foi.

A partir de 1934, foi instituído o sistema de Eliminatórias para a Copa do Mundo, e novamente, nenhum continente foi excluído. Já nessa edição, a Egito representou a África pela primeira vez no torneio. Na edição seguinte (1938), as Índias Orientais Holandesas deu espaço à Ásia. E somente a Oceania demorou mais para ser representada - a Nova Zelândia foi a primeira a se filiar à FIFA, em 1948, e também foi a primeira seleção do continente a disputar a competição - em 1982.

Nessa tabela, fica claro o caráter altamente democrático da Copa do Mundo (Imagem: Wikipedia)

Como se vê, a participação de seleções de todo o mundo sempre foi um fato na Copa do Mundo, e a ausência de qualquer continente em alguma edição do torneio era fruto de nada menos que QUESTÕES TÉCNICAS. Diferente da restrição que sempre ocorreu na Copa Intercontinental.


4 - Os jornais da época sempre trataram a Copa Intercontinental como se fosse um Mundial

Quem usa esse argumento para justificar sua defesa comete um erro claro, que é o de transferir à mídia uma responsabilidade que é da FIFA. E isso tudo começou, possivelmente, com o jornal Mundo Deportivo, que publicou a seguinte matéria logo após a vitória do Real Madrid (ESP) sobre o Peñarol (URU) em 1960:

Mundo Deportivo de 05/09/1960 celebra o "campeón intercontinental" Real Madrid (Link)
Entre as várias matérias do jornal, no entanto, o Mundo Deportivo assume e adota a postura de considerar a Copa Intercontinental um torneio mundial - mas não pleno. E explica: "Cuando el Real Madrid ganó su primera copa de campeones europeo, se dijo que no podía blasonar de tal éxito por los numerosos y califícados ausentes, en la competición. Ahora se puede esgrimir lo ya apuntado de africanos, asiáticos y demás federados de la FIFA". 

Mundo Deportivo, 05/09/1960 (recorte)

A ressalva de que o torneio não era um Mundial pleno devido à ausência de africanos e asiáticos - era motivada pela presença constante de países desses continentes nas duas competições de seleções mais importantes da época, a Copa do Mundo e as Olimpíadas (ver item 3 desde post). Além disso, vale observar também que não há uma citação sequer, no jornal, à UEFA, à CONMEBOL ou à FIFA - o que reforça que é uma decisão DO JORNAL considerar o torneio um Mundial.

Podemos provar isso ao verificar que, ao cobrir o torneio em outros anos, nem sempre o Mundo Deportivo manteve a opinião. Por exemplo, na conquista do Atlético de Madrid , em 1975 (pela edição 1974 do torneio), o jornal se limita a considerar a equipe "campeã intercontinental" (link).

Mundo Deportivo, 14/10/1999
É possível mostrar como o jornal espanhol falou, ainda, do Mundial de Clubes de 2000. Veja ao lado recorte da edição do dia 14 de outubro de 1999; é uma nota sobre o sorteio dos grupos da competição. Note que o jornal de refere ao campeonato como o PRIMEIRO Mundial de Clubes. A mudança de postura fica clara e evidente.

O que isso muda? O que significa? NADA ALÉM de mudanças e ajustes na linha editorial do jornal, algo extremamente comum a todos os jornais, e sobre todos os assuntos. E é por isso que a opinião de um jornal não pode servir de base pra decidir se a Copa Intercontinental é Mundial ou não - isso tem que ficar a cargo da FIFA.

Já abordei o tema de forma paralela ao pesquisar a reação da mídia à conquista dos últimos dois Mundiais de Clubes (2013 e 2014), e a mudança de postura de certos veículos foi flagrante, o que reforça  opinião de que é problemático tomar a imprensa como base. Se quiser conferir, aqui está o post sobre o Mundial 2013 e aqui, sobre o Mundial 2014.


5 - O site da FIFA reconhece a Copa Intercontinental em vários textos e páginas

Print de matéria em português do site da FIFA, após o Mundial de Clubes 2005 (Foto: Reprodução)

Esse argumento também é largamente usado, especialmente sendo relacionados com os conteúdos do site da FIFA que estão na língua portuguesa. Esses conteúdos, seja quando são criados em português, seja quando são traduzidos, acabam concedendo à Copa Intercontinental o status de Mundial, gerando a falsa interpretação de que a FIFA reconhece o torneio como tal. Exemplo disso é o famoso texto "São Paulo leva o tri mundial" (link).

O que ninguém sabe, no entanto, é que esse texto é uma tradução livre do artigo "High drama in Yokohama" (link), e no texto em inglês não há nenhuma referência às conquistas de 1992 e 1993 do São Paulo, que é tratado somente como "campeão mundial".

Você pode me perguntar agora qual a grande diferença, se o texto em inglês não fala das Copas Toyotas e o texto em português fala? Simples: o português NÃO É UM IDIOMA OFICIAL DA FIFA! Isso se prova checando o artigo 8 do Estatuto da FIFA: "English, Spanish, French and German are the official languages of FIFA". E reforça em seguida: "English is the official language for mknutes, correspondences and announcements".

Ou seja, se um texto em inglês do site da FIFA é traduzido para outro idioma, e tem seu conteúdo alterado, vale o que está no texto em inglês. Conclusão: não há que se falar em "reconhecimento" da FIFA nesse caso, e em nenhum outro caso semelhante para o conteúdo em português da entidade.


6 - A FIFA trata o seu Mundial de Clubes como continuação da Copa Intercontinental

Esse raciocínio é muito usado por quem defende a Copa Europeia/Sulamericana, principalmente por conta do vácuo entre as primeira (2000) e a segunda (2005) edições do seu torneio - e por conta de essa segunda edição ter ocorrido no ano seguinte ao fim da Copa Toyota - sinalizando uma continuidade.

Existem diversos problemas nesse argumento, ainda que sejam compreensíveis. O primeiro é considerar que a diferença de cinco anos entre os dois primeiros Mundiais FIFA como sinal de que a entidade considerou o campeonato de 2000 um erro. Isso não é um fato verdadeiro. O campeonato foi um sucesso entre os participantes, na imprensa e entre o público - e a prova disso é que a segunda edição do Mundial fora, à época, confirmada para o ano seguinte, e com mais quatro equipes na disputa!

Selo do Mundial-2001

O Mundial de Clubes da FIFA de 2001 seria disputado na Espanha entre 28 de julho e 12 de agosto; dentre os participantes estavam Palmeiras, Boca Juniors (ARG), Dep. La Coruña (ESP) e Real Madrid (ESP). Como no Brasil, o campeão nacional foi convidado para representar o país-sede, e também haveria fase de grupos: tudo da mesma forma que em 2000.

O anúncio do adiamento da competição ocorreu em maio de 2001, surpreendendo a todas as equipes participantes (leia no link). Isso ocorreu pois a FIFA encerrou sua parceria com o grupo ISL, que tinha entrado em processo de falência. Segundo a entidade, isso teria prejudicado a venda de patrocínios e transmissão do torneio por parte da Traffic, inviabilizando a competição - que segundo a BBC iria distribuir US$ 40 milhões em prêmios, US$ 8 milhões somente ao campeão.

Em dezembro de 2001, porém, o Mundial 2003 sofreu um golpe. Em reunião do Comitê Executivo da FIFA, a entidade chegou à conclusão de que não haveria calendário para a disputa naquele ano, pois havia muitos campeonatos marcados previamente, como Mundial sub-17, sub-20 e Feminino, além da Copa das Confederações. Segundo matéria da Folha de São Paulo de 01/12/2001 (link), a única maneira de o Mundial ser em 2003 seria cancelando a Copa das Confederações, o que acabou não acontecendo.

Somente em janeiro de 2004 foi confirmado que a FIFA pretendia retomar o Mundial, já indicando o ano de 2005 para a segunda edição, mas ainda planejando fazê-lo com "12 ou 16" times e no meio do ano (veja matéria do Correio do Brasil de 23/01/2004).  Quatro meses depois, finalmente, o anúncio oficial, no site da FIFA, marcando o torneio para dezembro/2005 (link).

Depois de cinco anos, a FIFA voltaria a realizar seu Mundial, agora com o patrocínio da Toyota (Foto: Reprodução)

Esse texto é muito usado pra embasar o raciocínio de que, quando a FIFA afirma que o Mundial de Clubes "substitui" a Copa Toyota, quer dizer que os dois são a mesma coisa. Falta, porém, profundidade nesse argumento, bastando ao leitor seguir a leitura da matéria pra entender o que a FIFA disse realmente:

"Following negotiations with all of the contractual partners of the Toyota Cup, the FIFA Executive Committee, meeting in Paris today, Monday, 17 May under the chairmanship of FIFA President Joseph S. Blatter, ratified the agreements that had been reached." (Traduzindo livremente, a FIFA afirma que negociou acordos com os atuais parceiros e patrocinadores da Copa Toyota para possibilitar a criação do seu Mundial de Clubes).

Ter a Toyota como parceira do Mundial de Clubes era essencial para a que a FIFA pudesse fazer o Mundial em DEZEMBRO, e não no meio do ano - como seria em 2001 e 2003. Além disso, ela pôde usufruir de um aparato logístico e midiático que já existia por conta da Copa Toyota. Esta foi extinta, e a FIFA ficou com o caminho, a estrutura e as datas livres para seu campeonato!

Essa visão pode ser reforçada lendo o texto "Goodbye Toyota Cup, hello FIFA Club World Championship", de 10 de dezembro de 2004, às vésperas do jogo Porto (POR) x Once Caldas (COL). Entre outras coisas, nesse artigo a FIFA descreve a Copa Toyota como "um torneio de jogo único entre os campeões da Europa e América do Sul, que tomará uma nova dimensão com a chegada da Copa do Mundo de Clubes da FIFA"; afirma que a edição de 2004 será um tira-teima da disputa entre "os dois continentes mais importantes do mundo do futebol"; e que "é irrealista continuar dando um título simbólico de campeão mundial baseando-se em um simples jogo entre os campeões de Europa e América do Sul".

E assim, graças à falência de uma empresa de marketing, a um 2003 cheio de campeonatos de seleções e ao sucesso nas negociações com a Toyota para o patrocínio do Mundial 2005, chegou-se à falácia de quem a Copa Toyota é um precursor da Copa do Mundo de Clubes - quando é, no máximo, uma carcaça, um legado.


7 - A Copa Intercontinetal era o único torneio da época que reunia os melhores times do mundo do futebol

Esse argumento, além de pré-conceituoso, e historicamente muito falho e simplista. Pré-conceituoso, pois ignora a possibilidade de que, entre 1960 e 1999, pudesse existir um time fora do eixo Europa-América do Sul capaz de fazer frente aos campeões desses continentes. E sabemos que não é bem assim, haja vista que já na sétima edição do Mundial da FIFA, um africano conseguiu chegar à final (o congolês Mazembe). Além disso, com o terceiro lugar do Auckland City (NZL) na edição 2014 do torneio, o torneio atingiu uma grande marca: todos os continentes já tiveram um time no pódio do campeonato, ao menos uma vez.

A Copa Euripeia/Sulamericana já foi disputada por times medianos, algumas fracas mesmo. Exemplos são Panathinaikos (GRE) em 1971, Borussia Moenchengladbach (ALE) em 1977, Malmö (SUE) em 1979, Steaua Bucareste (ROM) em 1986, Atlético Nacional (COL) em 1989, Colo Colo (CHL) em 1991 e Once Caldas (COL) em 2004. Você é capaz de garantir que nenhum time do resto do mundo poderia surpreender um desses times? Eu não!

Será que não poderia ter havido uma "rajada" nas décadas de 1970 ou 1980?

O mais grave, porém, é o comodismo do argumento, pois tenta afastar a Copa Intercontinental do rol de dezenas de torneios amistosos internacionais que eram disputados na época, e inclusive muito antes de 1960.

Já em 1887, clubes ingleses e escoceses disputaram a chamada Football World Championship, vencida pelos escoceses Hibernian (1887), Renton (1888) e Heart of Midlothian (1901/02) e também pelo inglês Sunderland (1895). Em 1897, começou a disputa da Challenge Cup entre equipes do Império Austro-Húngaro - esse torneio durou até 1911.

Pouco depois, em 1908, surgiu o Torneo Internazionale Stampa Sportiva, vencido pelo Servette (SUI), que inspirou a criação do Sir Thomas Lipton Trophy, vencido em 1909 e 1911 pelo West Auckland (ING). Essa competição foi a primeira a reivindicar um status de mundial - ainda que só tivesse sido disputada por europeus!

Outros torneios passaram a ser organizados e disputados entre os clubes europeus, com destaque para a Mitropa Cup (iniciada em 1927 e disputada irregularmente até 1992) e especialmente a Copa Latina, que surgiu em 1949 e foi considerada uma inspiração para a criação da então Copa Europeia, hoje UEFA Champions League.

A Copa do Mundo de 1950, a primeira após a II Guerra, foi um marco para uma mudança crucial na logística dos torneios amistosos internacionais. O Maracanazzo feriu o orgulho brasileiro, e foi uma das motivações para que a CBD (Confederação Brasileira de Desportos) organizasse a chamada Copa Rio Internacional, celebrada pela imprensa brasileira como um torneio mundial. Vencida pelo Palmeiras em 1951 e pelo Fluminense em 1952, reuniu potências do futebol sulamericano e europeu.

Enquanto isso, na mesma época, era disputada na Venezuela outra competição intercontinental, a Pequeña Copa del Mundo de Clubes - que entre 1952 a 1957 reuniu grandes clubes sulamericanos e europeus. O Corinthians venceu esse torneio em 1953, e o São Paulo em 1955. Os espanhóis Real Madrid e Barcelona frequentaram o torneio na maioria das edições.

Assim foi a recepção da torcida corinthiana após a Pequena Taca do Mundo 1953

Outras iniciativas de criar torneios internacionais surgiram como o Octogonal Rivadavia Corrêa Meyer 1953, disputado no lugar da Copa Rio e vencido pelo Vasco; o Torneio Internacional Charles Miller 1955, organizado pela CBD e vencido pelo Corinthians; e por fim a ISL - International Soccer League, disputada entre 1960 e 1965 e que teve o Bangu como primeiro vencedor. Todos estes campeonatos eram bem-vistos pelo público e imprensa, e seus campeões eram supervalorizados.

A mostra final de que, à época, qualquer grande resultado de uma equipe podia levar público e imprensa a conceder à essa equipe um status mundial ocorreu em 1954, quando o inglês Wolverhanpton Wanderers enfrentou e venceu por 3x2 o lendário Honved, da Hungria - a equipe de Férenc Puskas. O Honved havia, pouco tempo antes, humilhado a seleção da Inglaterra em dois amistosos, 6x3 na Inglaterra e 7x1 na Hungria, e portanto a vitória do clube inglês foi histórica, levando a imprensa da época a proclamar o clube "Campeão do Mundo". Em parte, foi essa reação exagerada da imprensa inglesa que iniciou as discussões pela criação de um campeonato europeu de clubes, o que acabou ocorrendo anos depois.


Reação do L'Équipe à vitória do Wolverhampton contra o Honved de Puskas

Então eu pergunto: diante de uma realidade tão rica de disputas entre clubes, todas muito semelhantes na essência e gerando reações tão similares na imprensa, dá mesmo dizer que a Copa Intercontinental é tão especial assim, pra ser o único torneio amistoso internacional com status mundial? O que impede o Hibernian ou o Servette, então, de se declararem campeões do mundo, se quando eles venceram seus torneios ainda não havia futebol organizado na América do Sul?


Conclusões finais

Intercontinental x Mundial de Clubes: um debate eterno!

Sempre preciso repetir, quando o assunto é Copa Intercontinental, que nada do que escrevo serve para desmerecer o torneio, ou os clubes que o venceram. Deixei isso claro desde o primeiro post sobre o assunto, que é o mais acessado e comentado do blog.

Como já disse uma vez Juca Kfouri, nem mesmo a FIFA pode tirar do torcedor o que ele comemorou. E se o torcedor se sente campeão do mundo, quem sou eu pra desiludi-lo, não é mesmo? Aqui a questão é outra: colocar as coisas em seu devido lugar e respeitar a história, acima de tudo.

Nada vai tirar de times geniais como o Santos de Pelé ou o Flamengo de Zico o brilho de terem sido vencido seus rivais europeus para vencer o Intercontinental. Era o mais importante troféu que eles podiam ganhar, o mais alto em que se podia chegar. Seria muito difícil, impossível até, uma equipe semiprofissional de América Central ou Ásia fazerem algo.

MAS, ao tirar desses continentes o direito de tentar, o torneio perde o direito de se proclamar Mundial. E, estou certo, se UEFA e CONMEBOL tivessem aceito outras confederações na disputa quando lhes foi solicitado - principalmente na década de 1970, quem sabe a FIFA não teria se envolvido com o torneio, e tivesse realmente assumido sua organização e unificado os campeões? Não vamos saber nunca o que ocorreria - ainda que eu já tenha escrito sobre o assunto, nesse texto aqui!

O que sei, e nunca vou deixar de defender, é que um Campeonato Mundial de Clubes precisa ter clubes representantes de todas as confederações, e precisa ter ou o reconhecimento da FIFA, ou ser organizada por ela. E esses são,talvez, os dois únicos critérios que a Copa Intercontinental falhou em atender.

A Copa Europeia/Sulamericana era o máximo que um clube podia vencer em sua época - mas o máximo nem sempre é o suficiente.

102 comentários:

  1. Belo trabalho! Mais uma ótima pesquisa! Por um lado reforçou o que eu já acreditava: Intercontinental não é Mundial. Mas por outro lado criou um respeito que eu não tinha, pois ficava sempre debatendo o assunto. Agora vou evitar polêmica, se pra quem comemorou foi Mundial, então deixa ele ser feliz. Oficialmente sei que não é Mundial. E se houver insistência pro debate, vou indicar a leitura desse texto aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra corintiano é otimo texto só que voce deve saber que o Blatter presidente da FIFA disse que Mundial de 2000, foi feito de maneira errada com dois do mesmo país na final, ele elogiou o Raja como primeiro representante do país sede a chegar a final digo mesma coisa se vcs corintianos consideram bimundial deixa vcs serem felizes que na pratica é um mentira é mundial comprado de 2000 que vale igual nota de 3 reais

      Excluir
    2. Por que não é valido, foi porque foi no Brasil, pelo menos o timão jogo melhor que a seleção de 2014, o Corinthians foi campeão por ser representante do Brasil, o erro foi de colocar o Vasco juntos com o corinthians, e se foi um erro então por que a FIFA reconhece o título de 2000, leia direito antes de fazer comentários sem sentidos

      Excluir
    3. Reconhece porque foi ela que organizou, isso não quer dizer que ela não pode ter errado, Corinthians ameaçou processar a mesma, caso não reconhecesse "aquilo" como mundial, ela não quer correr riscos, sem sentido é seu comentário, só porque jogou melhor que a seleção, deve ser base pra validar como Mundial ??, também venceu só clubes pequenos, com os grandes empatou, então os clubes vencedores da Intercontinental deve ser campeão Mundial porque jogaram bem ? corintiano tudo contraditório.

      Excluir
    4. deixa eu ver se entendi, tu desconsidera o corinthians campeao mundial de 2000, mas considera o sao paulo tri mundial? e isso? kkk

      Excluir
    5. O Vasco só foi por que o Palmeiras não quis jogar essa merda aí! Se não o corinthians ia levar pau de novo igual em 99-00

      Excluir
  2. Belo trabalho mas você é corintiano, se você se sente melhor em ignorar a historia e se assegurar na FIFA para querer ouvir que seu time ganhou Mundial em 2000, este texto é perfeito, mas coloca ai que não teve "mundial da FIFA" em 2001,2002,2003 e 2004 é estranho isso também né "que mundial é esse" ??? e ainda roubaram pro Corinthians ser campeão em 2000 e só foi oficial mesmo mundial em 2007, "que mundial é esse que só validaram após 7 anos ?. Você fala tanto de clubista e é um clubista nato, então não existia melhor jogador do Mundo antes de 1991 ?? Pele e Garrincha não foram os melhores, se valeu Copa do Mundo de seleções com dois continentes então valeu intercontinental, os clubes coadjuvantes eram vetados de participar porque já participavam de outro torneio entre campeão asiático x africano, que poderia ser considerado a disputa entre 3° e 4° colocado no Mundial de Clubes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo! Por que vocês não deixam seus nomes nos comentários? =/

      Eu tento explicar no item 6 o porquê de não ter havido Mundial entre 2001 e 2004, dá uma relida lá, e se tiver alguma dúvida ainda pode voltar aqui, sem problemas!

      Sobre o título de melhor jogador do mundo, bom, eu pelo menos entendo que a Bola de Ouro da France Football já tentava indicar os melhores jogadores desde a década de 1950, não? Sobre o Pelé, ninguém questiona que foi o melhor da história, tanto que nem disputava esse troféu. Já sobre o Garrincha, temos o problema de que os times sulamericanos não eram representados nessa disputa, mas nós, brasileiros, sabemos que ele foi um dos melhores né? É uma situação diferente de torneios de clubes, não cabe a comparação.

      Sobre o Mundial, você está errado ao dizer que só os Mundiais da FIFA a partir de 2007 foram validados. O documento "FIFA Competitions and Olympic Football Tournaments 1908 - 2017" deixa isso claro, mostrando que todos os torneios (2000 e 2005-2014) são validados pela FIFA. Dá uma olhada nesse link: http://www.fifa.com/mm/document/fifafacts/mencompovw/51/98/99/144031-factsheet-fifacompetitions1908-2022_neutral.pdf

      Finalmente, sobre os campeões africanos e asiáticos, não é verdade que eles não participavam da Copa Intercontinental porque disputavam a Copa Afro-Asiática de Clubes (esse era o nome do torneio). Houve pedidos OFICIAIS da AFC e da CONMEBOL desde a década de 1970 pra entrar na Copa Europeia/Sulamericana, sempre negados por UEFA e CONMEBOL. Não é difícil comprovar essa informação, basta querer.

      Se você me acha clubista, não posso fazer nada. Mas prefiro que você use desse vigor todo pra comemorar a história de seu clube, se o que eu relatei aqui é tão ofensivo e mentiroso. Algumas pessoas nunca vão se abrir pra novas informações, e eu não tenho nada a ver com isso. Um abraço!

      Excluir
    2. Vc que nao leu que eu escrevi meu fio cabe comparaçao sim. Copa Seleçoes sempre foi organizada pela Fifa por isso ela nao chama de Intercontinental. eu disse que o Mundial de 2000 foi validado em 2007 apenas esse e Blatter ja deixou bem claro várias vezes que mundial 2000 Foi errado uma dizendo que nao podia ter dois clubes do mesmo país na final e depois elogiando o Raja casablanca como 1 representante país sede do mundial a chegar a final vcs corintianos acham que inventaram o futebol isso É UMA MENTIRA

      Excluir
    3. Copa intercontinental é mesma coisa que a Copa afro-asiatica? Entao como vc diz que a intercontinental timha limitaçao geografica vcfatp de ser separada nao muda os fatos , de acordo com vc ,vc se perde no seus argumentos clubistas

      Excluir
    4. Deixa de ser clubista cara, posta aqui as reportagens da FIFA desdenhando o Mundial de 2000:

      http://globoesporte.globo.com/futebol/mundial-de-clubes/noticia/2013/12/blatter-ignora-mundial-do-corinthians-ao-elogiar-raja-casablanca.html


      http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/2010/10/blatter-reconhece-que-fifa-errou-na-organizacao-do-mundial-de-2000.html

      Larga mão de achar que só as conquistas dos outros não vale, e só de vocês que vale, esse Mundial de Verão de 2000 foi feito de maneira errada e roubaram o Raja pro Corinthians chegar na final: https://www.youtube.com/watch?v=tR4mvQau0XM

      Excluir
    5. Em todo campeonato sempre teve erro de arbitragem, se fosse outro time que ganhasse ia ser mundial porque voces não aceita a verdade e para de falar besteiras, o Corinthians foi campeão por seus meritos, jogou com raça e mostrou que pode ganhar uma competição como essa, oh bando de invejosos que só da ibobe para o meu timão

      Excluir
    6. Meritos, leia o regulamento do Mundial FIFA, precisamente de 2007, vai ver que Corinthians nem era pra ter participado do "mundial", todos tem erros de arbitragem para favorecer e ser campeão ??, MENTIRA o Corinthians que mais venceu campeonatos com ajuda de arbitragem e CBF e até mesmo FIFA validando aquilo como Mundial. Inveja ??, pode ficar com estes dois mundiais, contra dois times medianos, um sem nenhuma historia na Europa outro que só fica em vice em todos campeonatos que disputa, realmente é de morrer de inveja, mais fácil vocês tem bem mais motivo para sentir inveja do SPFC 2005 e Internacional 2006 que pegaram verdadeiros times grande da Europa e ninguém diz que o mundial da FIFA deles, foram mundial de verão.

      Excluir
    7. Esse anônimo é mais um anti papagaio da imprensa anti corintiana .Com , certeza não acompanha todos os jogos pra dizer que só o Corinthians é beneficiado ...Já que você , anônimo, está coletando erros de arbitragem no mundial de 2000, poderia observar também que contra o real madrid , o Timão teve um gol legal anulado ....Seja imparcial ..Chora no site da FIFA

      Excluir
    8. Só lembrando o anônimo clubista que o Timão venceu o chelsea e o chelsea havia eliminado nada menos que o barça na semifinal ...Vencemos o Vasco , sim no Mundial de 2000 , mas até então (2000) , o vasco não tinha sindrome de vice ainda ..Poderia ter sido o campeão , mas como o campeão foi o todo poderoso Timão sempre aparece esses mimimis

      Excluir
    9. Texto perfeito anonimo o cara fala de clubismo é uma pida explica como foi o unico campeão mundial sem ser campeão do seu continente e em cima do vasco

      Excluir
    10. o mais legal de tudo aqui é que nenhum sao paulino questiona os argumentos citados pelo autor sobre o tri mundial. caem de pau no mundial de 2000. se nao pode se defender, ataque.. kkk

      Excluir
  3. 1- Que a Copa Intercontinental foi criada com a idéia de indicar o campeão mundial de clubes, é fato. Que foi assim considerado por boa parte da imprensa, clubes, torcida, etc, é fato, não só no Brasil mas em outros países (ainda que exterior o deslumbre era bem menor que no Brasil). Fato. Mas e daí? O que isso quer dizer? Qual a razão da polêmica? Título simbólico é simbólico, título pleno é pleno. Simples assim. Copa Intercontinental pode ter sido Mundial simbólico, mas nunca Mundial pleno, porque nunca o foi. Simples assim.

    Europa e América do Sul são os continentes mais fortes no futebol. Beleza. RJ e SP são os Estados mais fortes no futebol do Brasil. Se vocês pegarem jornais de 1950, vão ver que o Torneio RJ-SP foi então estabelecido com a idéia de indicar o melhor time do Brasil, e se vocês lerem esses jornais, vão ver que na década de 1950 a imprensa brasileira frequentemente chamava o Torneio Rio-São Paulo de "título brasileiro simbólico". E daí? Até o ponto que sei, nenhum torcedor de clube vencedor do Torneio Rio-São Paulo pleiteou ter seus títulos desta competição equiparados ao Campeonato Brasileiro. Em resumo: na falta de uma competição nacional até 1959, o Torneio Rio São-Paulo era título brasileiro na "boca do povo", tal como Copa Intercontinental era Mundial "na boca do povo" pela falta de um Mundial da FIFA. Agora, achar que Copa Intercontinental tem valor mundial tal qual o Mundial da FIFA, é dose para leão, é tão descabido quanto achar que Torneio Rio-São Paulo vale igual Brasileirão...

    Não se trata de querer desmerecer competições ou apagar o passado, nada disso. Quando apontamos os fatos, os são-paulinos vem com essas desculpas emocionais ridículas ("querem apagar o passado" e blablabas), mas não se trata disso. Copa Intercontinental é título oficial da maior importância e não é necessário dar a ela um valor que ela jamais teve (de Mundial pleno e oficial) para reconhecer-lhe o devido valor. Da mesma forma que não é necessário tratar o Torneio Rio-São Paulo como título brasileiro para dar-lhe o devido valor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uruguai, Inglaterra venceram Copa do Mundo simbólica? Kkkk

      Excluir
    2. O campeonato nacional era chamado de taça Brasil para sua informação, não qual teu quatro títulos por fax a alguns times que foram campeões nessa competição

      Excluir
    3. Agora pressionar FIFA pra validar um torneio, mal feito aqui do Brasil não é mesma coisa que ganhar por fax ?.

      Excluir
    4. Não há o que ser validado! kkkkkkkkkkkkk

      Se a Fifa organizou o torneio, ela precisa validar o que e por quê? kkkkkkkkkk

      Excluir
    5. 2007 que foi validado cumpadi kkkkkkkkk

      Excluir
  4. 2 - Aparecem com o papo ridículo de que "Copas do Mundo até 1970 não tiveram times de todos os continentes e nem por isso deixam de ser Mundiais". Esse é o argumento mais vil de todos, pelo que tem de esdrúxulo e por continuar sendo repetido por são-paulinos como "artigo-de-fé" mesmo já tendo sido mais do que refutado. Para começo de conversa, Copa do Mundo não é só o torneio final de 4 em 4 anos, mas em sua definição correta, inclui também as Eliminatórias. Desde 1934, as Eliminatórias da FIFA têm times de todos os continentes (incluindo América do Norte, Central, Ásia e África; ex: EUA, Egito e Palestina em 1934) exceto a Oceania. Se alguns países de certos continentes não conseguiam se classificar das Eliminatórias para a fase final (Copa do Mundo propriamente dita) é outra coisa. Mas havia essa possibilidade, essa oportunidade de tentar, não havia "bloqueio" a continentes.  Sobre a Copa de 1930, a FIFA mesmo diz em seu site que convidou todos os seus países filiados para participar. Logo, isso inclui os três países filiados que a FIFA tinha em 1930 que não eram europeus ou americanos: Egito, Japão e Tailândia. Se esses 3 países foram convidados mas não participaram, é porque não quiseram. A Copa do Mundo de 1930 não foi "bloqueada" a eles por serem de Ásia ou África. Sobre a Oceania, o primeiro país da área que se filiou à FIFA  foi a Nova Zelândia em 1948, mas esta só se candidatou a tentar as Eliminatórias para a Copa de 1970. Não porque a FIFA quisesse "bloquear" a Oceania, pois a Austrália se filiou à FIFA em 1963 e participou das Eliminatórias logo da Copa seguinte, as Eliminatórias da Copa de 1966.  Em resumo, o fato real é que o acesso à Copa do Mundo (tentar entrar pelas Eliminatórias) sempre foi aberta ao mundo, a todos os filiados da FIFA que quisessem participar e se inscrever nas Eliminatórias, independente de seu continente de origem. A FIFA nunca "bloqueou" países de disputarem as Eliminatórias da Copa do Mundo discriminativamente pelo fato de serem de continente X ou Y. Já a Copa Intercontinental era reservada a europeus e sul-americanos. Os outros eram bloqueados, mesmo quando queriam participar (Concacaf e Ásia em 1967), e  mesmo quando ganhavam em campo as credenciais técnicas para participar (em 1978 e 1981, times do México foram campeões do continente americano inteiro através da Copa Interamericana, e se o objetivo da Intercontinental fosse indicar o melhor do mundo, nada mais justo que esses times do México nessas ocasiões é que tivessem a chance de representar as Américas contra o campeão europeu. Os times do México fizeram essa postulação, mas foi negada, ou seja, Copa Intercontinental visava ser só Europeia-Sul-Americana mesmo, não postulava ser sequer Europeia-Americana, que dirá então Mundial).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ridículo foi Mundial de 2000 mal de vcs corintianos querer defender a Fifa para dizer que só vcs tem Mundial a Intercontinental tem mesmo peso e valor que as Copas de 1930 a 1970 tanto é que a Intercontinental so os melhores clubes venceram por isso o Corinthians nunca venceu porque era um saco de pancada na libertadores

      Excluir
    2. Vcs tem que zuar que o Corinthians não tem intercontinental, mais tem muitos títulos internacionais e porém por que vcs do são Paulo palmeira e santos não participa do amistosos da Flórida cup, seria bom para uma pré temporada

      Excluir
    3. Copa Intercontinental nunca foi amistosa, no site da FIFA diz bem a importância dela:

      >>http://m.fifa.com/clubworldcup/news/y=2005/m=12/news=are-the-champions-101662.html

      E outra Corinthians criou até uma camisa em 1999, metade Manchester e metade Corinthians, se era amistoso porque criou à camisa ???

      >>http://www.quatromaiores.com.br/pau-que-bate-em-chico-bate-em-francisco/

      Isso de "amistoso" foi invenção de corintiano, porque nunca venceu uma, um time que considera Florida Cup como Mundial:

      http://oledobrasil.com.br/corinthians-chama-florida-cho-de-mundial-de-clubes-em-seu-sute/

      Vai querer me convencer que se não vencesse a Intercontinental não iria contar como Mundial ?? a vá plantar batatas em Itaquera. Fica com inveja não cara, ganha um Mundial Legitimo pós Libertadores ai vocês podem querer zoar alguém, só não vale Mundial de Verão como o de 2000 blz ????

      Excluir
  5. 3- Basta ler o que o jornal espanhol El Mundo Deportivo escreveu em 05/09/1960 ao considerar o Real Madrid como campeão mundial de 1960. O jornal espanhol El Mundo Deportivo chamou naquela época o clube de "O Primeiro Campeão Mundial", porém observou que a competição não incluía "africanos, asiáticos e outros federados da FIFA". O jornal foi ao ponto: considerava que a Copa Intercontinental, como Mundial, podia ser um Mundial "simbólico", "imitação de Mundial", ou o que valha, mas para ser um Mundial pleno, real, de verdade, tinha que ser aberto à possibilidade de participação de todos os filiados da entidade Mundial, independente da localização destes filiados, e não um torneio reservado a dois continentes e excludente de todos as demais regiões. Já em 1960, o jornal espanhol já mostrava a diferença entre um "Mundial" simbólico limitado a continentes escolhidos (a Copa Intercontinental) e um Mundial de verdade, de fato aberto ao Mundo todo (a Copa do Mundo da FIFA). Já passaram 55 anos desde 1960, mas boa parte dos são-paulinos ainda insistem na falácia de que "Copas do Mundo até 1970 não tiveram times de todos os continentes e nem por isso deixam de ser Mundiais". Chega a ser ridículo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ridiculo foi o mundial fajuto em 2000 sem critérios e com clubes filiados a traffic vetaram Palmeiras e campeao asistico de 1999 se por fato de vetar nao vale o mundial de verão de 2000 tb nao valeu.

      Excluir
    2. O anônimo parmerense sem mundial, uma coisa o parmeiras perdeu o a copa intercontinental para o Manchester e outra foi uma inauguração ao Primeiro título do Corinthians que foi campeão duas vezes no brasileiro e como todo os times que são convidados para participar do mundial interclubes assim foi no Brasil a qual o Corinthians que foi participante como time sede em seu país

      Excluir
    3. Não sou Palmeirense e meu time tem Mundial contra time grande não contra o "super campeão" continental Chelsea, que este único mundial de homem que seu time tem huahau. Perai não entendi se o Corinthians já era "representante do país sede", como participou da Libertadores de 1999 e 2000 ??, já que tinha vaga garantida estranho né ?, você sabia que em 2007, quando voltou a ter vaga de país sede no Mundial FIFA, ela veta participação de dois clubes do mesmo país na competição ??,justamente para não repetir erro grosseiro de 2000. Por isso participou campeão e vice campeão continental asiático, para não ter dois clubes do mesmo país. Portanto o detentor da vaga de país sede seria o Palmeiras e ele cederia sua vaga de campeão da Libertadores para o vice campeão continental Desportivo Cali, de acordo com a regra do Mundial FIFA desde de quando voltou ter vaga de país sede no torneio em 2007. Vai ver abriram uma exceção em 2000, para convidar apenas os patrocinados pela Traffic, ainda tem torcedor como você clubista que se acha o máximo bi mundial da FIFA. ohhhhhh, grande campeão contra dois timaços um sem historia na Europa, outro famoso por vices.. huhauahau, de morrer de inveja mesmo, corintiano é muito sentimentalista, se achar o máximo com isso. kkkkkkkkkk

      Aqui mostra claramente os participantes e as regras da FIFA:

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Copa_do_Mundo_de_Clubes_da_FIFA_de_2007

      me prova que o Palmeiras não tinha direito da vaga de "país sede", com argumentos validos, não vale usar blog de corintiano fanático igual você blz ?? kkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Rapaz, a vaga de país-sede é dada ao campeão nacional do país... como seria possível o Palmeiras levar essa vaga? Ele deveria ter ido ao Mundial-2000 como campeão da Libertadores, isso sim, mas ninguém mandou eles trocarem a vaga com o Vasco por um lugar no Mundial seguinte.

      Excluir
    5. Cara você cria um blog, para criticar a Intercontinental e faz uma pergunta dessas ????
      "como seria possível o Palmeiras levar essa vaga? "

      Quando campeão continental é um time do país que está acontecendo o mundial, ele se torna o representante do país sede e o vice campeão continental é o representante continental do torneio, portanto Palmeiras seria sim o representante do país sede e o Desportivo Cali o representante da Libertadores, ou se fosse campeões de 1998 o Vasco representante do país sede e o Barcelona do EQU, o representante da Libertadores, o Corinthians de uma forma ou de outra não tinha nada a ver com o torneio. Resumindo, nem sempre o campeão nacional tem o direito de participar do torneio, isso é um "mito" inventado pela sua torcida, para justificar a participação do Corinthians, se criaram o regulamento diferente na época não deixa de ser errado.

      Excluir
    6. A regra a qual você se refere é real, mas você esquece de um detalhe: ela não existia em 2000... só foi instituída a partir da edição 2007 do torneio, quando o campeão nacional do país-sede voltou a disputar o Mundial (após uma ausência em 2005 e 2006). Quanto a achar o regulamento errado, com todo o respeito, penso que você pode achar o que quiser, mas ele continua sendo válido. Em tempos de internet, acesso fácil às informações, falar de "mitos" e "invenções" é a mesma coisa que passar vergonha em público. É por isso que você comenta como anônimo? Pra vergonha ser menor? Abraço, volte sempre!

      Excluir
  6. E o que é pior: se os são-paulinos dessem o devido valor da Copa Intercontinental, acabariam valorizando-a muito mais. Mas como preferem tentar dar-lhe valor igual ao do Mundial FIFA valendo-se de blablablas emocionais ("querem apagar o passado", "a imprensa tratava como Mundial" e blablabas) e mentiras, esses torcedores acabam é diminuindo o valor da Copa Intercontinental. Ao agirem desse jeito, acabam colocando a Copa Intercontinental no mesmo saco de outros ditos "mundiais", outras competições que também nunca foram Mundiais de verdade mas cujos clubes e torcedores campeões insistem em tentar transformar em títulos mundiais, através também de emocionalismos ("querem apagar o passado", "a imprensa tratava como Mundial" e blablabas) e mentiras. No afã de dar à Copa Intercontinental um valor mundial que ela não tem, acabam colocando-a no mesmo saco que outras conquistas de importância menor.

    Se os são-paulinos e gremistas dessem à competição o seu valor devido (título europeu-sul-americano) , a Copa Intercontinental seria única, ninguém ia tentar ir "na onda" dela. Mas como insistem em tentar transformá-la em Mundial sem ela sê-lo, aí pronto: tem torcedor da Portuguesa querendo transformar até Fita Azul em Mundial, entre outros exemplos grotescos de "mundiais" do passado que desde 2000 aparecem toda santa hora na onda da mundialização da Copa Intercontinental...

    Mas é aquilo: conforme eu mostrei até dando o exemplo do jornal espanhol, na maior parte do mundo a imprensa é séria, isenta, e mostrou desde sempre, desde tão cedo quanto 1960, a diferença entre "mundial simbólico" e "mundial real". Já aqui no Brasil, infelizmente até pouco tempo atrás, até surgir a Internet, vivíamos sob um monopólio da transmissão televisiva de eventos internacionais por parte de um certo grupo de mídia que nunca primou pela verdade, e que no afã de atrair público e patrocinadores ao jogo que transmitia, sonegava a verdade do público e tratava "mundial simbólico" como "mundial real". Em 1999, a FIFA criou o Mundial de Clubes real, e passados 15 anos, tem certos torcedores que não se recuperaram ainda do trauma, insistem em mentir para si próprios e pros outros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mundial real ? Kkkkk copa intercontinental vale tanto quanto as primeiras Copas FATO vcs que querem valorizar um mundial fajuto da Fifa para se colocarem como melhor time do Brasil Flamengo de Zico SPFC do Tele e Santos de Pele era infinitamente superior ao small curica de 2000 bi eliminado da libertadores 1999 e 2000

      Excluir
  7. Não quero destilar muito clubismo, mas construir toda uma base de argumentação para que releguem a Copa Intercontinental a um plano inferior ao Mundial Fifa (ainda que diga espeitar o Intercontinental) encaixa perfeitamente com uma torcida de um clube que entre 1960 e 2004 passou longe de conquistar a glória máxima que um clube sul-americano poderia conquistar. É muito conveniente repetir a mesma mentira mil vezes para tentar ser 'superior' aos outros clubes que foram competentes durante o período da Intercontinental. D-U-V-I-D-O que se o Corinthians tivesse sido campeão da Libertadores antes de 2005 e posteriormente Intercontinental veríamos esse tipo de comportamento e empenho de seus torcedores e dirigentes para diminuir esse período.
    Quanto ao Mundial de 2000, esse foi uma anomalia completa! A resposta padrão é que "O campeão do país-sede tem vaga", sim, porém o mundial é disputado usualmente em países com teoricamente poucas chances de ser campeão (raja sendo uma exceção). Por trás desse mantra propagado há uma incongruência trágica. Note-se que nas primeiras duas edições, 2005 e 2006, não houve vaga para o anfitrião, e que de 2007 em diante instituiu-se que haveria representante do país-sede, com uma CONDIÇÃO que não foi respeitada em 2000. No caso de uma equipe do país-sede ser campeã continental, a vaga destinada ao campeão do país-sede é alocada ao vice-campeão da competição continental (caso que ocorreu nos Mundiais de 2007 e 2008). Para o caso de 2000, se os critérios atuais fossem respeitados, os representantes da Conmebol deveriam ser Vasco e Barcelona de Guayaquil, se referente à 1998 ou então Palmeiras e Deportivo Cali, se de 1999.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe mas você está errado. O Mundial realmente PASSOU a ser disputado usualmente em países de menor tradição a partir de 2005 pois a FIFA mudou seu critério. Em 2000 o torneio foi no Brasil e em 2001 seria na Espanha, ambos países com futebol muito forte, não?

      Excluir
  8. Cara tu tem que arrumar ali.

    Nas 7 verdadades sobre a copa itnercontinetnal tu cita que o torneio era falho por falta de datas, e depois tu menciona que nos anos de 2003 e 2004 não teve mundial por que faltou data.

    Não entendi então, quer dizer que a falta de data desqualifica o intercontinental como campeonato sério e equiparavel ao mundial, mas a falta de datas para o mundialito não acarreta em nada? HUmm... entendo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo,

      Entendi o que você quis dizer, porém me permita diferenciar os critérios. A não-disputa do Mundial entre 2001 e 2004 ocorreu por questões logísticas e estruturais da FIFA e dos seus patrocinadores; havia demanda e interesse pela disputa, por parte dos times.

      Já a não-disputa da Copa Intercontinental por várias edições, na década de 1970, ocorreu por pura falta de interesse dos participante (na maioria dos casos, dos times europeus, que não viam vantagem em disputar o campeonato). Havia a estrutura, havia a logística, mas não havia dois times interessados.

      Parece uma diferença crucial, não acha? Um abraço! =D

      Excluir
  9. O que acontece é que se o Corinthians tivesse ganho um intercontinental, não estaríamos falando disso aqui.

    Neto Rodrigues

    ResponderExcluir
  10. Sky of Eraklyon18/06/15 02:53

    Pesquisa e texto sensacionais, Daniel. Mereceu ocupar o espaço do meu lanche noturno pós-treino... HAHAHA! Comentei sobre isso em seu outro post, pois esse é um assunto que particularmente gosto bastante de discutir sobre, e reitero que não sou torcedor do Corinthians e admiro sua postura independente disso.

    Sobre a matéria, acrescento algo que não vi no texto mas acho relevante: a existência de outras duas competições de clubes intercontinentais entre OUTRAS confederações, nos mesmos moldes da Copa Intercontinental: a Copa Interamericana, disputada entre Conmebol e Concacaf - e que o Vasco participou em 1998 sendo vic.. Deixa essa parte pra lá, daqui á pouco vão dizer que tô escrevendo isso de sacanagem. Enfim... e também o Campeonato Afro-asiático de Clubes, auto explicativo: Ásia e África; CAF e AFC. Os moldes eram idênticos á Copa Intercontinental, E A ÚNICA diferença é a falta de status e mídia, o que já aprendemos aqui antes que NÃO define uma condição.

    Uma boa forma de rebater os que reivindicam o reconhecimento da CI como Mundial é sugerir que, juntamente com esta, fossem homologadas as Copas Interamericanas e os Campeonatos Afro-asiáticos como títulos mundiais também. Aposto que essa parte eles não aprovariam.. hehehe! Sempre com alguma desculpa que visa ignorar os clubes fora do eixo Sudamérica/Europa por serem teoricamente mais fracos - teoricamente, pois sabemos que na prática, Rajas e Mazembes aprontam por ai. Isso aliás é exatamente o que me deixa P da vida quando ouço de alguém que um time foi campeão mundial antes de 2000/2005: aonde é que está a democracia?! Como fica o espírito esportivo quando se desconsidera quatro continentes como parte do mundo numa competição?! Bora fazer Olimpíadas só com Estados Unidos e China então?! Afinal, são os mais fortes... Ora, vão se catar! Eu repito o que postei na outra matéria: quem garante que se os clubes desses continentes estivessem disputando um título Mundial desde o princípio da Copa Euro/Sudamericana, ou ao menos desde que a FIFA interveio com este pedido, hoje eles não seriam MUITO mais fortes do que são??? Já tendo mais experiência internacional, mais visibilidade e mais motivação pra crescerem?! Se em 11 edições, tivemos Raja Casablanca, Auckland City e TP Mazembe no pódio do torneio, como seria desde o início?! Isso é algo que ninguém pensa no momento em que ignora nações, confederações e equipes por serem fracas no futebol: elas são fracas porquê o futebol não voltou seus olhos para elas por muitos anos. E mesmo assim, hoje a realidade já é muito diferente.

    Enfim, parabéns novamente, e compartilho da sua ideia de que colocar as coisas em seu devido lugar não desmerece á ninguém. Pelo contrário, apenas evita o desmerecimento de boa parte do mundo, que ficou esquecido nessa venda midiática de que a competição da Toyota e sua antecessora valiam títulos mundiais. Se o Flamengo de Zico, o Santos de Pelé, ou muitos outros times, disputassem a Copa do Mundo de Clubes, tenho certeza que poderiam vencer, mas não dá pra dizer que são campeões de algo que NÃO disputaram. A culpa não é deles se não existia Mundial na época, mas de fato não existia, e não adianta querer inventar um agora pra colocar no lugar.

    ResponderExcluir
  11. A Copa do Mundo de Seleções da FIFA não valeu nada.O Brasil ainda poderá se recuperar do vexatório 1x7.
    Basta vencer a Copa América e aguardar a seleção campeã da Eurocopa para,em um jogo único em Tóquio(sem o reconhecimento da FIFA)disputar o título mundial.
    Obs:Seleções das Américas do Norte e Central,Oceania,África e Ásia(TODAS filiadas a FIFA)não poderão jamais sequer tentar pleitear esse título,pois elas são fracas demais.APENAS europeus e sul americanos tem esse direito.
    A fórmula de disputa do"mundial"interclubes não é assim?(hein antis?)
    Então,a de seleções deve ser igual né?
    Pra quê assistir aos jogos da Copa do Mundo de Seleções da FIFA,torcer,vibrar,sair mais cedo do trabalho,congestionar o trânsito,se reunir com os amigos,encher os bares.....enfim!
    Pra quê tudo isso se essa Copa da FIFA vale nada?Pessoal(antis)maluco né?
    Esperem para fazerem tudo isso,quando a partida mencionada no começo do texto acontecer.
    Porque aí sim,estará valendo título MUNDIAL de verdade.Não é mesmo?(antis)

    ResponderExcluir
  12. Bom primeiramente informo que sou gremista, mas não vou comentar nada sem nexo querendo transformar uma coisa no que não é
    primeiro ponto: por que não podemos considerar o campeão intercontinental como campeão do mundo?
    Eram os dois maiores campeões do ano, os outros continentes não teriam a menor chance, tudo bem, depois que começaram a participar já chegaram em duas, mas o futebol está ficando mais nivelado, e o sul-americano está em decadência, naquela época os sul-americanos e os Europeus estavam muito acima.
    Segundo ponto: a FIFA não considera, mas a FIFA não é dona da razão, ela pode definir as coisas, mas não quer dizer que esteja correta
    Vamos pegar o exemplo de 2000: o campeão do mundo foi um campeão nacional
    Ora me digam o que faz mais sentido
    Ser campeão do mundo um clube que ganhou um titulo nacional, ou um que foi campeão continental?
    Então a FIFA errou feio, mas segue o Corinthians campeão mundial sem ter ganho a libertadores
    Então nunca vou desconsiderar um titulo por causa de FIFA
    Mas minha opinião é que seria correto ter outros continentes disputando, eu gostaria que tivesse sido assim, mais justo
    Agora eles não iriam mudar nada, seriam as finais de sempre
    Minha opinião
    Nome = copa intercontinental mas equivalente ao mundial.
    Estou aberto a debates.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alison! É bem por ai amigo, tanto que a FIFA mudou o formato do Mundial duas vezes... chegou a tirar a vaga do campeão do país sede, mas voltou com ela duas edições depois. Eu ainda acho que muito da rejeição por essa vaga vem do fato de que o Corinthians venceu em 2000 entrando como campeão brasileiro. Acho, de verdade, que nem mesmo a FIFA esperava que os dois brasileiros chegassem à final em 2000!

      Excluir
  13. Campeonato Brasileiro começou em 1990, Libertadores começou em 2012, Mundial de Clubes em 2000, assim vai, coincidência, sempre quando Corinthians vence, que começa existir, que começa a ser disputada com todos os clubes etc,etc. larga mão de ser clubista e achar que só seu time é melhor em tudo, vocês tem este defeito em não aceitar as verdades, inventam desculpas iguais a essa e querem convencer, igual dizer que Corinthians tem torcida maior que é do Flamengo, papo furado.Ganharam Mundial FIFA 2000, feito nas coxas e estão se achando por isso.Aqui no Brasil que é aonde vivemos Mundial é de Verão é bom vocês aceitarem e não adianta inventar desculpas, FIFA validou até Mundial de 51 do Palmeiras (menos ridículo que o de 2000). Este site só critica feitos de rivais, isso que demonstra que vocês que são "antis clubes brasileiros", INVEJA PURA DE SUA PARTE !, não vai publicar o comentário né, porque está anônimo ?kkk

    ResponderExcluir
  14. como todo o respeito quero debater aki e discordo . primeiro responde a pergunta "e se houvesse uma hajada?"primeiro q nao mudaria o fato ou do time europeu ou sul americano ganhar no final sempre foi e sera assim

    agora posto aki alguns links OFICIAIS DA FIFA EM INGLES q chamam de algum modo intercontinental de mundial

    http://www.fifa.com/clubworldcup/news/y=2005/m=12/news=are-the-champions-101662.html

    a FIFA chama os campeões da intercontinental de world champions...e NENHUMA PÁGINA DO SITE DA FIFA AFIRMA O CONTRÁIRO E O NOME DA COMPETIÇÃO SEMPRE FOI INTERCONTINENTAL...


    http://www.fifa.com/clubworldcup/news/y=2007/m=3/news=high-drama-yokohama-501892.html


    "Together with the Toyota Cup, 13 different South American clubs had won the world's best title, compared with twelve European sides..." (Juntamente com a Copa Toyota, 13 diferentes clubes da América do Sul havia vencido o título de melhor do mundo, em comparação com doze clubes europeus)
    "Among this year's six representatives, Brazil's Sao Paulo are the only team that can claim to have been world champions..." (Entre os seis representantes deste ano, o São Paulo, do Brasil, é a única equipe que pode afirmar ter sido campeã mundial)
    "Passion has always accompanied the fight for the right to be named the world's best club." (A paixão sempre acompanhou a luta pelo direito de ser eleito o melhor clube do mundo)


    http://www.fifa.com/clubworldcup/news/y=2007/m=12/news=milan-europe-proud-662917.html


    Nesta matéria feita sobre a edição do Mundial de Clubes de 2007, a FIFA deixou bem claro que Boca Juniors ou Milan se tornariam os maiores campeões do mundo, com quatro conquistas, incluindo, com isso, três copas intercontinentais:
    "And should the Xeneizes or AC Milan prevail at Japan 2007, they will become the club with the greatest number of successes in the competition, including its predecessor the Intercontinental (Toyota) Cup." ("E se os Xeneizes ou AC Milan prevalecer no Japão de 2007, passará a ser o clube com o maior número de sucessos na competição, incluindo o seu antecessor, a Copa Intercontinental (Toyota)").


    http://www.fifa.com/classicfootball/clubs/club=30504/index.html


    It was Real Madrid's legendary President Santiago Bernabeu who came up with the idea of a game between the Champions of South America and the champions of Europe to determine the best club side in the world.



    http://www.fifa.com/classicfootball/history/news/newsid=2231137/




    http://www.fifa.com/ballon-dor/news/y=2012/m=9/news=penarol-sink-benfica-for-global-glory-1703699.html


    QUE O PEÑAROL VENCEU O BENFICA PARA A GLÓRIA MUNDIAL.


    http://www.fifa.com/world-match-centre/news/newsid/197/125/3/



    nesse link a fifa cita muitas vezes que o intercontinental é de nível mundial,apesar de continuar falando intercontinental,


    http://www.fifa.com/classicfootball/players/player=63869/index.html

    no canto direito inferior esta escrito

    Honours
    World and continental
    Copa Libertadores winner: 1962, 1963
    Intercontinental Cup winner: 1962, 1963

    onde podemos ver ali q a fifa considera a conquista de intercontinental como conquista do mundo e mais embaixo Pele scored five goals over two legs as Santos beat Benfica in the 1962 CLUB WORLD CHAMPIONSHIP by an 8-4 aggregate margin of victory.



    Que tal um documento do então presidente da FIFA? Havelange



    http://4.bp.blogspot.com/-aJBXLRPu6P8/VWnGokM4gKI/AAAAAAAAJBU/az3HclCIfSo/s1600/Flamengo%2BCampeao%2Bdo%2BMundo%2B1981%2BJo%25C3%25A3o%2BHavelange.jpg




    outro documento oficial da historia do mundial de clubes da fifa



    http://resources.fifa.com/mm/document/fifafacts/mencompcwc/01/15/71/66/statskit_fcwc2014_event_neutral.pdf

    com todo o respeito
    abraços tricolores

    ResponderExcluir
  15. Daniel Kleper, parabéns pelo texto.
    Com relação ao seu item 7, não concordo muito com o argumento de que o fato de algumas equipes serem medianas, e de fato eram, fosse algo que chegasse a "invalidar" o título. O que invalida mesmo o título é o FATO de que, excluindo o Milan, que em 1993 substituiu o Olimpique de Marselha pois foi suspenso de competições internacionais por ter subornado um árbitro em jogo do campeonato Francês, em outras 5 edições o vice Europeu substituiu o campeão:
    1971 o Panathinaikos substituiu o Ajax;
    1973 a Juventus substituiu o Ajax;
    1974 o Atletico de Madrid substituiu o Bayern Munique;
    1977 o Borussia Monchengladbach entrou no lugar do Liverpool;
    1979 o Malmoe substituiu o Nottingham Forest.
    É inacreditável como os anticorintianos são caras de pau nesse quesito. Dá impressão que o único requisito que não pode faltar pra ser campeão mundial é a Libertadores.. se não tiver a Champions League, tudo bem. Esses 5 aí, não são campeão nem da Copa Intercontinental, pois não jogaram contra os campeões europeus de fato. Os antis nada comentam, talvez por ignorância, talvez por desfaçatez mesmo!
    http://www.campeoesdofutebol.com.br/intercontinental.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então mais um motivo para invalidar o titulo de 2000 do Corinthians, o atual campeão da Libertadores em 2000, ainda era o Palmeiras, porque o Boca só se sagrou campeão pós mundial de 2000, Se o Manchester United como campeão da Europa de 1998-1999, participou, porque o Palmeiras não ?? pois foram campeões continentais na mesma época.

      Excluir
  16. Sou são - paulino, parabéns pelo texto, vivo falando a meus amigos que Mundial =/= Intercontinental, e eles me xingam ou provocam.
    Até tenho orgulho de afirmar que temos 2 Intercontinentais e 1 Mundial, pois Intercontinental vocês não tiveram competência de ganhar :d kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MarcoCorinthiano09/12/15 13:03

      Aí eu concordo com você. É um título que, obviamente, todo corinthiano sonhava. Quem diz que não, está mentindo. Mas mundial nós temos 2...kkk. Abraço, amigo

      Excluir
  17. mano...muito bom o post, parabéns...o melhor que já sobre o assunto...salve Wolverhanpton Wanderers, Servette, Hibernian e Bangu legítimos campeões mundiais...kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  18. ninguem nunca negaram esses titulos ate o dia que o corinthians ganho um mundial em 2012, e querem desmerecer os outros clubes. chola mais lixões kkkkkkkkk

    Mundial de 2000 ninguém fala nada kkkkkkkkkk

    http://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/2010/10/blatter-reconhece-que-fifa-errou-na-organizacao-do-mundial-de-2000.html

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2010/10/27/fifa-admite-erro-em-formula-do-mundial-conquistado-pelo-corinthians-em-2000.jhtm

    ResponderExcluir
  19. Copa intercontinental =mundial sem a chancela da(corrupta)fifa,a fifa é uma entidade tão "séria "que reconhece a copa rio 51 e não a copa intercontinental, por quê será?

    ResponderExcluir
  20. Mas não deixa de ser histórico o bicampeonato da Copa Intercontinental pelo São Paulo em 1992 e 93 em cima de Barcelona e Milan. Agora, os jornais italianos, quando o Milan venceu a Copa Intercontinental em 90, tinham manchetes como "Mondo Milan". Gosto de pensar naquela equipe como bicampeã mundial pois foi um timaço, o Milan de Sacchi foi um dos cinco melhores times de todos os tempos, pelo menos, não concordam?

    ResponderExcluir
  21. eu gostaria de saber por que brasileiro é tao imbecil? em todos os outros paises do mundo, até os chatos dos argentinos nao tem essa discussão. sabem diferenciar taça toyota de campeonato mundial da fifa. só aqui nesse pais todo cagado se discute isso. lamentavel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estás louco ??

      Site da FIFA coloca Mundial da FIFA equivalente Copa Intercontinental:

      >>http://m.fifa.com/clubworldcup/news/y=2005/m=12/news=are-the-champions-101662.html

      Site do Boca se diz campeão do mundo em 2000:

      http://www.bocajuniors.com.ar/el-club/titulos-internacionales

      Copa Intercontinental

      Boca logró su segunda Copa del Mundo con un triunfo por 2-1 ante el poderoso Real Madrid de España, en Tokio, con dos goles de Martín Palermo.

      Sabe muito você !



      Excluir
    2. Barça e Real Madrid também diferenciam isso.
      O fato de aclamarem como sendo um título de nível mundial, não quer dizer que é um MUNDIAL.

      Excluir
  22. Kkkkk esses Corinthianos é uma piada se continuasse aquele mundial inventado de 2000 até o união de arapiraca seria campeão kkkk lamentável

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Larga de ser desleal. Aquele de 2000 tinha chave, bem melhor que o atual.

      Excluir
  23. Simples, os corintianos não consideram o intercontinental como mundial simplesmente por não terem NENHUM!! Será que se tivesse ganhado algum intercontinental se considerariam BI mundial ou TRI mundial??? Precisariam fazer um site só pra falar mal da intercontinental? respondam sem clubismo por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MarcoCorinthiano09/12/15 13:18

      Eu diria que sou Bi-mundial e tenho um Intercontinental. Se eu queria ter um Intercontinental? Lógico que sim!

      Excluir
    2. Então, porque criaram este site cheio de inverdades ?, de acordo com site da própria FIFA, ela chama campeões da Intercontinental de campeão mundial de antigamente, anterior ao Mundial dela >>>>>http://m.fifa.com/clubworldcup/news/y=2005/m=12/news=are-the-champions-101662.html

      Excluir
    3. A FIFA chama de campeão mundial "simbólico", ou seja, não de fato ;-)

      Pra ser mundial precisa de TODAS as confederações, simples!

      Excluir
  24. Cara, você escreve 'pré-conceito'. Não dá nem pra começar a debater com quem escreve desse jeito, me desculpe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MarcoCorinthiano09/12/15 13:07

      Tem diferença entre pré-conceito e preconceito. Leia de novo e verá que está dentro do contexto.

      Excluir
    2. Pratique mais leitura, Kadu. Há uma diferença enorme entre pré-conceito e preconceito. Abraço.

      Excluir
  25. O problema dessas teses é que se a não deixavam times asiaticos e africanos participarem,por uma questão técnica,questão de habilidade ,não havia sequer profissionalismo no continente africano e asiatico ,então quem ganhou o mundial ganhou porque era o melhor do mundo sim ,não acredito que um Raja Casablanca ou um time japones fossem fazer frente a esses campeoes .é claro que não iriam,da mesma forma na copa do mundo ,fala-se em fifa chamar isso e aquilo na maior hipocrisia,quando na verdade nem seleções africanas ,nem asiaticas chegaram sequer a uma final de copa do mundo e não são cotadas nem como favoritas.Não adianta participar de copa e fazer como fez o Zaire,Nova zelandia em 1982,Haiti em 1974.Então a Julles Rimet era aberta somente as seleções europeias e sulamericanas,que eram as melhores da época e foram a base dda Julles Rimmet. O egito participou de copa do mundo,tunisia idem ,mas ganharam?não .Esses são os fatos futebol são fatos não é se .Se não ganha jogo .Coreia ,JaPão e China ganharam alguma copa? tb não . Então cai por terra o argumento de que os demais continentes fariam isso ou aquilo participando de mundial interclubes,não eles não fariam ,justamente por não ter organização ,talento,eficacia e eficiencia para fazer.O Maazembe chegou na final,mas ganhou?Não ,não ganhou .Então o fato de que talvez pudesse encarar os demais clubes da europa e America de igual para igual ,e um argumento ingenuo,fora da realidade e futebol não é assim ,não é alice no pais das maravilhas. No futebol ou tem time ,elenco e talento ou não tem .Esses clubes participando iriam somente passar vergonha virando saco de pancada de europeu e sulamericanos.So que vou além ,a Fifa criou a Taça Fifa para arrecadar votos de asiaticos e africanos,conseguiu, fez o mundialito de verão em 2000 conseguiu.Parou 5 anos e voltou em 2005 ,de lá para cá nenhum clube emergente conseguiu ganhar ,levantar a taça,nenhum africano,oriental,oceanico,nenhum desses clubes conseguiram nada disputando essas competições por serem medianos demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fosse assim, a copa do mundo então só teria seleções européias e da sul-américa.
      Questões técnicas não são desculpa.

      Excluir
  26. 3 libertadores com 3 mundial só o são Paulo tem chupam gayvotas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acorda Anderson, ninguém tem três Mundiais ainda rs

      Excluir
  27. Respostas
    1. Está com o Boca Jr até o momento, se alguém roubar ai são outros 500.

      Excluir
    2. Cade os tres mundiais do são paulo??

      Excluir
  28. É o seguinte, sou São Paulino, estamos levando um coro do Corinthians blz, resultado de uma administração que conseguiu acabar com o São Paulo a longo prazo, parabéns ao Corinthians pela superioridade em campo, porém não é porque ganharam um mundial de 2000 que não considero e uma libertadores e um verdadeiro mundial posteriormente, que vão diminuir nossas conquistas. Na época não tinha mundial,blz, mas tinha a copa Toyota libertadores que na época era o reconhecimento do melhor time quem quem conseguisse levar a taça. Então na época era o que havia para ser disputada. Na sua época era o segundo torneio mais importante depois da copa do mundo, ou seja o mundo viu nossas conquistas, consolidando o São Paulo como o melhor time é isso não a de se negar, mesmo para aqueles que não dão jeito nenhum o braço a torcer, seja continental ou mundial, cada pensa o que quiser, o fato é que ganhamos um torneio consolidado e não um título que foi formulado nas coxas de qualquer jeito. Mas blz, se FIFA deu esse título eu acho que se deve mais as ameaças corintiana de um processo, e para evitar pano pra manga e fifa reconheceu este título. Reconheco o Corinthians como um verdadeiro campeão da libertadores e um verdadeiro campeão mundial, e apesar de eu ser tricolor Reconheco a superioridade corintiana em confrontos, mas blz futebol é futebol..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for assim, te que ser considerado Taça Charles Miller, Pequena taça do mundo, etc.
      Aceitem que dói menos. INTERCONTINENTAL NÃO É MUNDIAL!

      Excluir
  29. Sou O Roni e Sou Santista.
    Vejam o trecho que a Fifa diz que Intercontinental é Mundial, falou no Filme dos 100 Anos da Entidade Fifa.
    é só ler na legenda. Copia o link e carrega na internet.
    https://www.youtube.com/watch?v=pg0FcIs2vsc

    ResponderExcluir
  30. Cara na boa, eu fui obrigado a rir de tudo isso que você escreveu porque quem lê acredita que a FIFA faz seus torneios pelos clubes e pra deixar os torcedores felizes... Mentira!!! A FIFA gosta é de dinheiro e todos sabem disso principalmente após todas as denúncias contra a galera da FIFA. O que acontece é que os outros continentes passaram a investir mais no futebol, principalmente os asiáticos destaque pra China que levou recentemente meio time do curintia. Logo, a FIFA viu ali a oportunidade perfeita de ampliar seus lucros. Abrindo espaço pra novos continentes a renda seria maior e eu não estou falando de ingressos não, eu falo é de patrocinadores, cotas de tv, contratos absurdos de imagens, enfim muito mas muito dinheiro. Mesmo que tenham reformulado e dado novo nome isso não altera o fato de que não há a menor chance, pelo menos hoje de qualquer time vencer o torneio sem ser sulamericano ou europeu. Talvez mais pra frente mas hoje não há a minima condição, assim como antigamente não havia. Se um time sulamericano vence o campeão europeu, alguém de outro continente pode vencer esse time??? Não! Em uma decisão nunca! O mesmo vale para os europeus que vencerem o campeão da libertadores, eles vão perder pra um time asiático ou africano??? Não existe! É simples não tem mistério, portanto mesmo Intercontinental não deixa de ser mundial pois os mais fortes do mundo disputaram o titulo, bem diferente da final conhecida entre curintia e vasco série B. Podem pegar todos os campeões dos torneios intercontinentais e pesquisar se na sua época existia algum outro time que pudesse vencelos e verão que não! Se você venceu o time mais forte do mundo e não há outro time melhor que o seu para desafia-lo você é o melhor do que? Não é o melhor do mundo??? É isso amigos, não é questão de explicar ou argumentar, a questão são os fatos e contra fatos não há argumentos. Imaginem se o Barça vencer o campeão da libertadores, será que algum continente tem time pra vencer??? kkkkkkk talvez hoje até consigam, pois investiram pesado em jogadores mas antigamente isso não existia e portantoi nunca mas nunca que o torneio intercontinental deixará de ser mundial, pois o campeão desse torneio não tinha mais adversários nos outros continentes, logo era o melhor clube do mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia! Vamos lá: (1) A FIFA tinha planos para criar o seu torneio mundial de clubes desde o Congresso Técnico realizado em 1970, portanto bem antes dessa era midiática e de modernização que você citou. (2) Concordo que a possibilidade de uma zebra em possíveis torneios mundiais nas décadas de 1960, 70 ou 80 eram ridiculamente mínimas, porém não impossíveis! Isso ninguém pode garantir, nem eu, nem você. (3) Respeito sua opinião, como indivíduo é seu direito pensar o que quiser, mas para efeito de validação no futebol, fico com a da FIFA. (4) Justamente por isso, caso um dia a FIFA venha a unificar as Copas Intercontinentais com o seus Mundiais, reconhecendo os campeões, vou aceitar também. Um abraço!

      Excluir
  31. kkkkkkkkkkk. . .
    Uma coisa é certa! ! ! Mundial todos os clubes podem ganhar, agora INTERCONTINENTAL quem TEM, TEM!!!
    Quem não TEM, nunca vai TER!!! O máximo que um clube podia ganhar antigamente , a INTERCONTINENTAL, hj a FIFA
    organiza o máximo que um clube pode ganhar o MUNDIAL DE CLUBES, com exceção de 2000, que foi mal elaborado, mas foi um MUNDIAL, o resto ta valendo. . .

    ResponderExcluir
  32. quanta besteira, um texto desse tamanho pra dizer (e menosprezar) o intercontinental, duvido se o corinthians tivesse ganhado, vc que diz que não é clubista mas é, vc escreveria um texto desses.

    ResponderExcluir
  33. 1 - É mais que óbvio que um campeonato só pode ser MUNDIAL se tem todas as confederações do MUNDO. O nome ja diz.

    2 - A FIFA mudou a regra pra não ter final com dois times do mesmo país. Mas isso não deslegitima o título. Até porque se fosse assim, aquela final do São Paulo contra o Atlético-PR na Libertadores não valeria.

    3 - Se for pra contar Intercontinental, o timão também tem um em 1953 e 1955. mas nós não nos apoiamos em mentira ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O MUNDIAL DE 2000 DO CORINTHIANS VALE TANTO QUANTO O DO PALMEIRAS DE 1951,

      Excluir
  34. As afirmações veementes do rapaz não passam de um monte de achismo, sem conhecimento legal e histórico. Pra começar, a Fifa, entidade de idoneidade inquestionável (#SQN), reconhecia os Mundiais anteriores até 2006 (tenho provas). Após conseguir absorver o Mundial consagrado pela história, em 2005, a gloriosa Fifa deixou passar um tempo para não (tentar) rasgar a história em cima do fato. E rasgou logo após. A presença da Fifa, UEFA, e Conmebol, representa a concordância necessária para que a competição seja realizada – caso contrário, os clubes estariam sujeitos à exclusão de tais federações (e de todas suas competições, por consequência). Aos Corinthianos, time que respeito e guardo até simpatia, lembro que o Mundial atual inclui um time cujo o mérito é ser o time da casa. Assim, como o Corinthians, no primeiro mundial da Fifa, era apenas Campeão Brasileiro, e não sul-americano. Melhor é valorizar os méritos de vocês, do que ficar inventando razão para desvalorizar os dos outros.

    ResponderExcluir
  35. Os caras se oxupam em criar um.texto enorme, apenas para tentar desmundializar o São Paulo, se seu time não tem história e não alcançou tamanha glória e façanha não é você que vai fazer isto. SPFC é um dos maiores clubes do mundo.
    Só pra lembrar o Corinthians ganhou a final da Libertadores de 2000 em cima de quem, procuro mas não acho aaui no Google.

    ResponderExcluir
  36. Blz, Me explica entao que a FIFA "criou" um Mundial de Clubes do " nada " em 2000 e depois retomou somente em 2005? No minimo estranho, ou seja 2001, 2002, 2003 e 2004 são os mesmos torneios Intercontinental Toyota Club de antigamente.

    Portanto os mundiais ditos por voces corintianos de 2000 e 2012, são a evolucao do campeonato mundial liderado atualmente pela FIFA. Como vc mesmo diz ate a Copa do Mundo teve a sua evolução e não deixou de reconhecer os verdadeiros campeões mundiais.

    Portanto: Corinthians tem 2 Mundiais e o SPFC tem 3.
    Futebol é paixão, alegria, rivalidade e engloba todos os niveis sociais, enquanto isso a FIFA quer mandar, roubar e atrapalhar um ou o Principal Esporte Mundia. Ou seja a FIFA é uma entidade no minimo "duvidosa".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu expliquei no texto o porquê do vácuo entre 2001 e 2004. Lê lá de novo que você acha. Outra coisa, não se cria um Mundial "do nada", esse torneio era idealizado pela FIFA desde a década de 1970 e sua realização foi acertada em 1998. Por fim, concordo contigo sobre o caráter da FIFA, que é uma entidade suja, mas enquanto não criarem outra entidade que represente o futebol mundial, temos que aceitar a palavra dela... não posso fazer nada sobre isso. Abraço.

      Excluir
  37. Olá Daniel, a respeito dos textos em PTBR da FIFA dizendo que Intercontinental é mundial, há também vários links em Inglês tratando Intercontinental como se fosse "mundial", como por exemplo esse link de 2005 http://www.fifa.com/clubworldcup/news/y=2005/m=12/news=are-the-champions-101662.html com o título "We are the champions" e tem um trecho que fala "we feature the 26 clubs that have been named world champions." o que vc tem a falar sobre isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! O próprio texto responde você, quando usa a expressão "have been named". Traduzindo, "foram nomeados". Penso que foi a forma que a FIFA encontrou de deixar claro, no texto, que sabe que esses clubes são CONSIDERADOS campeões mundiais pois assim foram NOMEADOS por boa parte da imprensa. Se a FIFA realmente quisesse bancar que considera esses títulos como Mundiais, porque ela daria essa volta e usaria essa expressão? Não seria mais direto e claro escrever algo como "we feature the 26 clubs that WERE world champions"?

      Excluir
    2. Outra coisa: a FIFA reforça em vários pontos do texto que a disputa da Copa Intercontinental / Toyota era restrita à Europa e América do Sul, e observa que somente com a criação da Copa do Mundo de Clubes houve um torneio com clubes de todos os continentes. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  38. São Paulo tem três 91,92,05 Santos tem dois 62,63 Corinthians tem dois 00,12 Palmeiras tem um 51 O RESTO É IDIOTICE DE TORCEDOR.

    ResponderExcluir
  39. QUAL É O PROBLEMA COM O NOME INTERCONTINENTAL? O nome é feio?É de difícil compreensão por parte da maioria dos torcedores?Passa a sensação de estar sendo diminuído?É sinônimo de inferioridade?É impronunciável?É um palavrão? O que de fato acontece com o nome INTERCONTINENTAL? Por quê tamanha repulsa ao nome?Por quê tamanha vontade de esconder,de omitir,de rejeitar,de não aceitar esse nome? Medo?Vergonha?Se for por algum desses argumentos,chega a ser patético por parte de alguns(maioria)que renegam DE MORTE esse nome.Nunca entendi realmente o "por quê" disso.Parece soar como algo do tipo:"odeio o meu nome verdadeiro,me chamem por outro" Vencedor do Torneio Rio-São Paulo?É o campeão do Rio-São Paulo. Vencedor do Campeonato Paulista?É o campeão paulista. Vencedor da Copa do Brasil?É o campeão da Copa do Brasil? Vencedor do Campeonato Brasileiro?É o campeão brasileiro. Vencedor da Taça Libertadores?É o campeão da Libertadores. Vencedor do Mundial de Clubes da FIFA?É o campeão mundial. Vencedor da Copa Intercontinental?É o campeão...@#$%&?*~¥^€(parece que foi censurado) Esse é um fato ridículo e desnecessário na história do futebol,criado por desespero,inconformismo,pela não aceitação da realidade?...... Xingue a mãe,o pai,os irmãos,cachorro,papagaio....a família inteira.Só não chame de INTERCONTINENTAL.

    ResponderExcluir
  40. Pode crer!Quando chamam de Intercontinental elas descem do salto e rodam a baiana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É como tentei escrever no texto, o torneio tem seu mérito, era talvez o maior título possível de se conquistar, um verdadeiro motivo de orgulho... só não é um Mundial de fato, mas isso não tira nenhum brilho dele.

      Excluir
  41. Na Europa esse debate é praticamente inexistente.Lá a maioria dos clubes não vê nenhum problema em listar nas suas relações de títulos em seus sites oficiais que são campeões intercontinentais e mundiais.Lá não existe essa babaquice.Ao contrário,se orgulham de sua história,de suas conquistas.Sejam elas regionais,nacionais,continentais,intercontinentais,mundiais.Se orgulham de TODAS elas,mas sabendo exatamente,sem querer fantasiar(os sites oficiais comprovam)a dimensão,a importância de cada troféu.Só no Brasil existe,por uma grande parte de torcedores e imprensa,uma gigantesca obsessão,uma fixação,um desespero,uma alucinação em querer de TODAS as formas equiparar a Copa Intercontinental a Copa do Mundo de Clubes da FIFA.Por quê isso?O que há de errado em ser campeão intercontinental?É uma glória a mais,uma conquista a mais,uma conquista muito importante aliás.Uma conquista para se orgulhar e não para se envergonhar.Realmente é incompreensível o fato de torcedores de clubes vencedores da Copa Intercontinental não aceitarem em HIPÓTESE ALGUMA,serem chamados de campeões intercontinentais.Parece que estão sendo insultados,ofendidos... Não é o nome oficial do torneio?Sim. Não é o que está escrito no troféu?Sim. Não é como a FIFA reconhece?Sim. É um título importante?Sim. Do qual qualquer torcedor deveria se orgulhar?Sim. Sim.Sim mesmo.A Copa Intercontinental é(foi)tudo isso. Aí fica a pergunta:sendo a Copa Intercontinental um ápice de prestígio para todos os clubes que a conquistaram,por quê existe essa rejeição,essa omissão,esse incômodo,esse mal estar em dizer a plenos pulmões(onde deveria ser motivo de alegria)que o meu time do coração é campeão intercontinental? Onde está a necessidade de mudar o nome da conquista?Onde está a necessidade de camuflar,de trocar,de renegar,de enganar? Chamando pelo nome oficial(e verdadeiro)a conquista será diminuída?O brilho será menor?A compreensão sobre o que de fato significa o nome não é abrangente a maioria das pessoas?Os rivais não entenderiam?O termo é complexo? Enfim,o que de fato acontece eu não sei.Só mesmo torcedores de clubes que já ganharam a Copa Intercontinental para responder essas perguntas com propriedade.

    ResponderExcluir
  42. Aff!!!Esquece!Elas nunca serão respondidas por eles.É mais fácil você acertar a mega acumulada do que ouvir de algum desses torcedores a seguinte frase:"sou campeão intercontinental". Isso parece ser o fim do mundo para eles.Não sei o por quê disso.Mas é assim que as coisas são.Vai entender né?!

    ResponderExcluir
  43. Moral da história
    Corinthians não tem Copa Intercontinental.
    Kkkkkkk
    E na época era doido pra ter
    Mas ela deixou de existir, por que será, hein?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, isso você vai ter que perguntar pra Toyota ou pra Federação Japonesa. Dá pra entrar em contato por esses links: "http://www.toyota.com/support/contact-us" e "http://www.jfa.jp/eng/", OK? Boa sorte na sua busca!

      Excluir
    2. Hmm...não disse:o cara puxa um zilhão de assuntos e de justificativas(inúteis)mas não assume NEM FUDENDO que o time dele é CAMPEÃO INTERCONTINENTAL.Mas que bosta!Esse nome é maldito,é impronunciável,atrai coisas ruins,não pode ser dito pois é um pecado,causa algum tipo de doença em quem menciona-lo?

      Excluir
  44. Sei que não vai salvar meu pequeno comentário anterior.
    Porque ele é verdadeiro, né amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu aprovo todos os comentários que não são ofensivos, Anderson. Seja algo inteligente ou alguma besteira qualquer. Fique à vontade pra comentar sempre que quiser e obrigado pela visita!

      Excluir
  45. Quando Grêmio, Flamengo ou São Paulo chegarem novamente numa final (Mundial ou Intercontinental) vamos ver como a mídia irá tratar. Pra ser Mundial deve ser respectivamente a busca pelo BI, BI, TETRA. Senão, viva a FIFA. Sou Corinthiano, mas considero Timão Bi-mundial, São Paulo (Tri), Flamengo e Grêmio Campeões Mundiais. Só não me peçam do Mundial de 2000 do BOCA JÚNIORS, pois prefiro seguir a FIFA. Mas uma coisa é certa PALMEIRAS NÂO TEM MUNDIAL.

    ResponderExcluir