Paulista-1977: o adeus aos anos de sofrimento

♠ Publicado por MATHAEUS HENRIQUE em ,,,,, às 19:42

O Campeonato Paulista de 1977 é apenas mais um dos vários que o Corinthians disputou e ganhou na sua história. Porém, aquele torneio vencido em um 13 de outubro, há exatos 38 anos, tem seu lugar de destaque no coração dos torcedores, como uma das conquistas mais incríveis do Corinthians.

O Paulista-1977 representa o adeus aos anos de sofrimento que o time teve. Um jejum de nada menos do que 23 anos sem título... 23 anos em que o grito de "é campeão" ficou entalado na garganta da nação corinthiana, sofredora, apaixonada.

Após o primeiro turno terminar não muito favorável a nós, com o Botafogo de Ribeirão Preto sagrando-se campeão, o Timão foi para o tudo ou nada na segunda fase da competição, onde alcançou 13 vitórias nos 18 jogos disputados, conseguindo a classificação para disputar o título do turno - que viria após passarmos por São Paulo e Palmeiras. Assim, chegávamos à final, contra a temida Ponte Preta.

A primeira disputa das três que o Corinthians precisava fazer, acabou servindo para que a torcida começasse a sentir o peso do jejum diminuindo, na medida em que aumentava a alegria que viria com o possível título: afinal, o Corinthians conquistou uma excelente vitória por 1x0. No segundo jogo, porém, nem o recorde de público conquistado pela Fiel (146.082 torcedores, no total, foram ao Morumbi naquele 9 de outubro) ajudou o Corinthians a dar fim ao jejum. O Corinthians perde Palhinha, contundido, e também a partida: 2x1 para a Ponte.

O GRANDE DIA

Basílio, um dos heróis de 1977
E então chegou o dia do terceiro e último jogo, 13 de outubro. Mais um daqueles jogos que parecia nunca acabar, como é tradição no nosso Corinthians!

Muita tensão no estádio, e quase 100 mil corinthianos com o coração na boca. Mas no final dos 90 minutos, o Corinthians conseguiu o seu objetivo: o título de campeão do Campeonato Paulista de 1977! 

O jogador Basílio fez história, marcando a oito minutos do fim jogo o gol que deu a vitória para o Corinthians. É um dos gols mais importantes da nossa história - eternizado graças à incomparável narração de Osmar Santos, que não escondeu sua felicidade ao narrar este momento. Até hoje suas palavras emocionam a todos, e são um exemplo do que nosso Corinthians representa:

“E que Gooooool. Coringão na frente. Olha o espetáculo, olha a emoção e a motivação. Olha a festa no Brasil. Você enche de lagrimas os olhos desse povo. Você enche de felicidade o coração desta gente. Corinthians, o grito sufocado de um povo. O grito do fundo do coração de um torcedor. Depois de vinte anos, a Fiel está explodindo. 22, 23, duas dezenas de anos na cabeça desse povo, tumultuando meu povo. O Corinthians, que, na explosão, exibe o maior espetáculo do território brasileiro. Corinthians, você acima de tudo é a alma deste povo. Você liga a imagem do sorriso e a felicidade das raízes do povo, Corinthians. Hoje a cidade é do povo. Tem que ter festa alvinegra. Tem que cobrir as ruas da cidade de paixão e loucura. Com felicidade que desabrocha e contagia o povo pelas avenidas. Hoje é o verdadeiro dia do povo. Dia de cantar a alegria e ser feliz. Dia de sair gritando com a crista alta, muito alta. Hoje mais do que nunca a cidade é do povo. Festa do povo. Basílio pro pedaço, Basílio, 37 minutos do segundo tempo. Doce mistério da vida este Corinthians. Inexplicável Corinthians. Vai buscar alegria no fundo da alma do povo.”

Ao fim da partida, com o título em mãos, a torcida do Corinthians entrou no campo para comemorar o momento tão esperado, agradecendo aos céus (provavelmente a São Jorge, protetor do Corinthians) pela conquista tão esperada.  Afinal, não é todo dia que um jejum de 23 anos acaba!

Nunca é tarde ou demais para rever os melhores momentos dessa partida, então confiram no video!


Celebrar o Paulista de 1977 é celebrar nossa história!



0 comentários:

Postar um comentário