Precisamos conversar sobre a Klar, Corinthians

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,,,,,, às 15:27
Camisa do Corinthians com o logo da Klar
Klar é a nova parceira do Corinthians. Mas, de onde veio a Klar? (Foto: ESPN)
Uma temporada como a que o Corinthians fez em 2015 é difícil de se ver. Um desempenho acima da média que, naturalmente, atrai empresas - e o dinheiro delas. É o caminho natural e o Corinthians tem, de certa forma, aprendido a capitalizar o sucesso obtido dentro de campo.

Talvez por isso, não chamou muita atenção o anúncio, no último dia 2, da nova patrocinadora do Corinthians para 2016 e 2017 - a Klar, empresa com atuação no comércio de limpeza. Segundo a nota oficial do clube, a Klar é uma marca de outra empresa, a Tabor Chemicals, que por sua vez é parte da Holding GLAIC, um conglomerado de empresas de vários segmentos, como Petróleo & Gás, Agricultura, Papel e Celulose, Tintas e Vernizes, Construção Civil e Esporte.

Não será a primeira vez que uma empresa relativamente desconhecida do público em geral se utiliza de um acordo de patrocínio com o Corinthians para alavancar seu nome no mercado. Um exemplo muito recente é o da Iveco, marca de caminhões da Fiat. Ela já era líder do segmento, nacional e internacionalmente falando, mas faltava inserção no grande público. Em 2012, a marca ocupou o patrocínio master da nossa camisa e viu sua notoriedade explodir em poucos meses. Foi divulgado recentemente até um video sobre o assunto:

O que quero dizer é que seria compreensível, para uma marca, se lançar no mercado apoiada em uma parceria com o Corinthians, cuja torcida possui um potencial de consumo acima da média. É um investimento que vale a pena, que pode compensar - se a parceria for bem explorada. Tanto que, à primeira vista, não vi empecilhos nesse patrocínio.

Só que o presidente da Klar começou a falar. E nos últimos dias, ele tem falado demais: em poucos dias, o senhor Marcelo Prado fez as seguintes declarações (extraídas de matérias do Meu Timão, Globo Esporte e Gazeta Esportiva):
Marcelo Prado, da Klar
Marcelo Prado, presidente da Klar no Brasil (Foto: Globo Esporte)

1 - Revelou que o valor do contrato de patrocínio é variável, mas que pode, em 2018, ultrapassar a marca de US$ 20 milhões (R$ 80 milhões). E sem exigir um espaço específico na camisa, pois essa decisão é do clube - pode ser manga, omoplata, meião. Vale lembrar que hoje, por exemplo, a Caixa paga R$ 31 milhões no espaço nobre da camisa. Enfim.

2 - Indicou que pretende contratar um reforço "internacional top" para o Corinthians, de um país cuja seleção esteve nas semifinais da última Copa do Mundo (ou seja, ArgentinaAlemanha ou Holanda). Segundo ele, a família está dificultando a transferência.

3 - Afirmou que a Klar enviou ao Corinthians uma proposta para a compra dos naming rights da Arena, nos termos exigidos pelo clube - ou seja, cerca de R$ 400 milhões em 20 anos de contrato. Deu a entender, ainda, que sabe quais são as outras empresas concorrentes, dizendo ainda que sua proposta corre por fora. 

A despeito do deslumbramento geral com as promessas do novo parceiro do nosso Corinthians, sempre tem aquele grupo mais atento de corinthianos que quer saber mais. Tive a sorte de encontrar alguns desses torcedores em um grupo de Facebook, a Barbearia Battaglia. E o debate que se sucedeu ali, hoje de madrugada, me preocupou. E acho que deveria preocupar vocês também, por isso estou escrevendo esse texto. Mas antes, vamos aos fatos.

Os fatos
Miguel Larios
Esse é Miguel Angel Larios, novo parceiro do Corinthians (Foto: BOL)
1 - A Klar não é uma empresa de capital aberto. Ela tem dono, e seu dono é um nicaraguense radicado no Brasil, chamado Miguel Angel Larios Perez. Segundo matéria da Esporte Final, ele chegou ao Brasil na década de 1970, se especializou em Engenharia Química e hoje possui uma série de empresas no Rio de Janeiro;

2 - Em 2004, Miguel Larios fundou no RJ em time de futebol, o Esporte Clube Poland do Brasil. Por acaso, esse é o nome de uma das empresas dele, a Poland Química (guarde esse nome). Mas em 2005, o clube muda de nome, para Tigres do Brasil, e graças a muito investimento, conquista duas Copas Rio (2005 e 2009) e o acesso à elite carioca, nessa temporada. Especula-se que o CT da equipe é o mais moderno do estado, e que foram gastos mais de R$ 20 milhões só na reforma do Estádio De Los Larios (sim, o estádio leva o nome da família).

3 - No último dia 22 de outubro, foi anunciada uma parceria entre Corinthians e Tigres. O Corinthians cederá atletas para o clube carioca, e em troca terá prioridade na compra de promessas que por lá surgirem. Quem representou o Tigres na coletiva foi o seu diretor-executivo, Washington Reis. Por acaso, Reis é deputado federal (PMDB/RJ), assim como nosso superintendente, Andres Sanchez (PT/SP). Mas isso certamente é uma coincidência.

4 - Mais ou menos 40 dias depois do anúncio dessa parceria, surge a notícia do patrocínio da Klar no Corinthians. No dia do anúncio, tudo que se sabia sobre a Klar era que a empresa tinha um site na Internet e uma fanpage no Facebook com menos de 100 curtidas (hoje já são mais de 5200). Tratou-se de um negócio rápido o suficiente para já ser concretizado na partida final do Brasileirão, contra o Avaí, no último dia 6. O resto, já comentei lá em cima: declarações sobre reforço top, rios de dinheiro, naming rights, etc.

O que preocupa a todos não é a história em si, e suas conexões não tão aparentes. O que preocupa é o que NÃO está sendo contado. Os furos. Vamos a eles:

Problema 1 (editado)
Existem, hoje na Receita, 77 registros para "Klar" na busca de CNPJ. Apenas dois apontam para empresas relacionadas ao segmento de produtos de limpeza. Amras as empresas já foram encerradas, uma em 1994 e outra esse ano. Veja abaixo:
Um dos CNPJ do nome Klar
Um dos dois CNPJ do nome Klar
*** Edição (08/12 às 23h19): Em conversa com o Teleco, colunista do Meu Timão, o executivo da Tabor Chemicals, Felipe Larios, afirmou que a Klar não possui CNPJ pois é uma marca da Tabor Chemicals, criada para iniciar um projeto de inserção da companhia no mercado brasileiro. Segue abaixo o print do pedido de registro da marca:
Pedido de registro da marca Klar no INPI
Problema 2
A Tabor Chemicals possui um CNPJ ativo na Receita, desde março de 2014. E só. Não tem fanpage, site na Internet, nenhuma referência além disso. Ah, e curiosamente, a empresa funciona no mesmo endereço da Poland Química (lembram dela?). Mesma rua, mesmo lote, e dividem a mesma quadra. Confira:
CNPJ da Poland
CNPJ da Poland
Problema 3
Sobre a Holding GLAIC, o maior mistério: não foi encontrada NENHUMA referência ou informação na Internet. Absolutamente nada. A única coisa que se encontra, fazendo uma pesquisa, são as referências feitas pelo release do Corinthians - e vastamente replicados na mídia.

Cometi a ousadia de procurar a Klar pelos seus canais de comunicação (o site e a fanpage). Apesar de não esperar qualquer tipo de resposta, decidi fazer a eles, muito respeitosamente, as seguintes perguntas:

1 - Existe um CNPJ cadastrado para a Klar Comércio de Produtos de Limpeza, de número 18.066.896/0001-77, e que se encontra baixado, ou seja, encerrado. Sob qual CNPJ a Klar atualmente trabalha? Respondido: a Klar não é uma empresa, e sim uma marca, da Tabor Chemicals. Por isso não tem CNPJ.

2 - O release do Corinthians, sobre a parceria, mostra que a Klar é uma marca do grupo Tabor Chemicals, cuja matriz possui o CNPJ 20.182.490/0001-00. Esse CNPJ está correto?

3 - Não encontrei, mesmo após longa pesquisa, nenhum site, página ou matéria a respeito da Tabor Chemicals. Qual o motivo de não existir referências sobre a empresa, na Internet?

4 - A Tabor Chemicals informou à Receita Federal um endereço onde também funciona, segundo dados da própria Receita, a Poland Química. As duas empresas dividem o mesmo endereço?

5 - O release do Corinthians, já citado anteriormente, também revela que a Tabor Chemicals é, na verdade, uma empresa que faz parte de uma holding chamada GLAIC. Porém, também não foi encontrada absolutamente nenhuma referência à Holding GLAIC na Internet. O que significa GLAIC e onde é possível encontrar mais informações sobre a companhia?

6 - O presidente da Klar, Marcelo Prado, teria admitido publicamente que existe uma proposta da empresa para adquirir os naming rights da Arena Corinthians. Essa proposta é real?

7 - Também foram veiculadas informações sobre o interesse da Klar de investir até US$ 20 milhões em contratação de atletas e outros segmentos do clube. Esse interesse é real?

8 - Qual foi o faturamento da Klar e da Tabor Chemicals no último ano fiscal?

9 - Uma empresa aberta há menos de dois anos possui lastro para um investimento do porte que é pretendido pela Klar, de acordo com o que vem sendo veiculado na imprensa?

10 - O acordo de patrocínio da Klar foi oficializado aproximadamente um mês depois de o Corinthians firmar parceria com o clube carioca Tigres do Brasil, cujo dono é Miguel Angel Larios Perez. O que explica o aumento tão rápido no nível de relacionamento entre Larios e Corinthians, para que tantos acordos fossem cogitados e/ou negociados?

11 - Atualmente, o Tigres do Brasil possui 11 patrocinadores diferentes para manter o projeto de futebol saudável financeiramente. Por que razão isso ocorre, se a Klar possui tanto dinheiro para investir em esporte, a ponto de cogitar adquirir os NR's da Arena Corinthians?

Considerações Finais

Me preocupa muito essa negociação. Esse grupo, formado por Klar / Tabor Chemicals / Holding GLAIC, tem muito poucas referências na Internet. CNPJ recentes, capital social relativamente baixo - a Tabor tem capital de R$ 500 mil, e uma única proprietária: a filha de Miguel Larios. Será que esse grupo tem capacidade financeira para bancar um investimento de mais de R$ 600 milhões no Corinthians em 20 anos? E, mais importante: POR QUÊ o Corinthians?

Cada vez mais vemos as grandes empresas se afastando dos negócios corriqueiros do clube, dando espaço a grupos menores ou sem expressão. A impressão que fica é que, quanto maior o rigor dos negociantes, mais difícil fica transitar pelo clube, e isso não é bom.

Acredito que cabe a nós, torcedores, colocar os pés no chão e exigir explicações do Corinthians. Quais são os reais atores dessa negociação? Como ocorreu essa escalada de conversações, que em um mês partiu de um mero convênio de atletas com o Tigres e chegou a uma profunda parceria, culminando em uma proposta de naming rights para a Arena? Como assim??

 Precisamos saber como um clube do porte do Corinthians é capaz de, em nota oficial, citar uma empresa que aparentemente não existe, e outra que não tem mais do que um CNPJ ativo? Como o clube permite que essa empresa fale à imprensa sobre projetos e contratações para os próximos anos como se fosse parte do núcleo duro da gestão, inclusive se comparando à Parmalat?

Minha humilde opinião é que até mesmo a MSI de Kia Joorabchian e Boris Berezovsky era mais sincera. Eles prometeram investir no clube, e cumpriram (foram R$ 150 milhões em contratações), mas deixaram claro que queriam a gestão do futebol em troca. Fomos largamente investigados, citados em páginas policiais inúmeras vezes entre 2005 e 2007. No fim, todos foram inocentados, mas a crise provocada pela saída da MSI, aliada a outros fatores, nos levou ao rebaixamento e ao fundo do poço da moralidade. Não quero viver isso de novo. Acho que não mereço. Nenhum de nós merece.

Acorda, Corinthians. A Fiel precisa de mais KLAReza!
Assinatura de Daniel Keppler

197 comentários:

  1. Daniel, você já fez uma consulta sobre o domínio www.klar.ind.br? Veja no https://registro.br/cgi-bin/whois/.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo. Obrigado pelo comentário. Vi sim, e inclusive citei o site, no item 4, na parte do texto chamada "Os Fatos". O problema não é a existência do site, mas a inconsistência nas informações. Segundo o Corinthians, a Klar é parte da Tabor Chemicals, que não tem site, e essa é parte da Holding GLAIC, cuja existência não foi possível comprovar. E é isso que preocupa de verdade. Espero ter explicado e fico à disposição!

      Excluir
    2. Olha, me parece que este parceiro não tem nenhuma preocupação com a publicidade da marca Klar. A ponto de não "se preocupar" até em que parte do uniforme vai figurar.

      Excluir
    3. Daniel Keppler...você é monstro garoto!!!! Muito boa!!! Fiquei apreensivo quando comecei a ver notícias desta Klar como patrocinadora do clube. Parabéns!!! Ao contrário de muitos, você vai ser um jornalista de verdade.

      Excluir
    4. o problema de ser o time do pT é esse. Só falcatrua

      Excluir
    5. Falaram tanto do Kia e o sujeito está livre, leve e solto. Por que vocês não falam da situação do Verdão? Como são os empréstimos feitos pelo P.Nobre?

      Excluir
    6. Não seja idiota. E o FHC, sócio conselheiro do Timão, não é mais do psdb?

      Excluir
    7. Curioso esse vasto material conspirativo em tão pouco tempo. E até normal que sempre surja algo assim. De minha parte, tanto fico desconfiado quando "alguém" aparece oferecendo demais (se esse for o caso), como desconfio dos conspiradores de plantão, que, fazem de tudo pra aparecer (ou ganhar mais "likes"), tirando vantagem da imaginação dos menos informados. Foi assim que as religiões se proliferaram pelo mundo.

      Excluir
    8. ESSE CARA DEVE SER O JUCA KFOURI OU MILTON NEVES DISFARÇADO AE ! FICA AE LEVANTANDO ESSAS PARADAS AE SEM TER CERTEZA, DAI OS CARAS VEM ATRAS DE VOCE, TE METEM UM PROCESSO VIOLENTO, AE TU VAI VER COMO É BOM , MEXER COM CACHORRO GRANDE...
      tem q ter certeza absoluta, antes e levantar essas ideias ae mano..

      Excluir
    9. As informações levantadas pelo Daniel são todas públicas. Ele não está "Levantando idéias". Deixe de ser burro.

      Excluir
    10. As informações levantadas pelo Daniel são todas públicas. Não há nada passível de processo.
      As pessoas precisam pensar um pouco mais. Não aceitar apenas as notícias superficiais que a mídia está acostumada a mastigar e nos enfiar guela abaixo.

      Excluir
    11. Daniel, vai mais fundo que é capaz de vc descobrir que o Lula ou o Lulinha estão por traz de tudo. Claro, mancomunados com o /Andrés Sanches...

      Excluir
  2. CHORAAAAAAAAAA ....tu é da champa opositora e tá chorando demais... hahaha
    Melhor gestão que o timão ja teve e tá chorando.
    Deve gostar é do Citadine, dualib...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto de quem gosta do Corinthians, amigo. Não tenho relações com ninguém da política corinthiana, sequer moro em São Paulo para me envolver dessa forma. O texto não tem nada a ver com ser da situação ou da oposição, tem a ver com exigir um parceiro que pelo menos consiga provar sua idoneidade. Se puder ajudar nessa tarefa, sua ajuda é mais que bem vinda. Abraço!

      Excluir
    2. Vc é muito escroto Prophanvs! Nem deve ser corintiano!
      Parabéns Daniel! Tamo junto!!

      Excluir
    3. Daniel, tbm fiz essa mesma busca, a unica coisa a mais que eu encontrei foi o site em cache da poland no google. empresa do setor petroquimico, com essa crise no setor, ter toda essa bala.. acho estranho...

      Excluir
    4. Vladimir Zaitsev08/12/15 22:03

      Liga não Daniel. Quem te criticar por essa matéria deve ser alinhado ao Andrés. Deve ser de organizada.

      Excluir
  3. Perfeito! Nessas negociatas, quase sempre obscuras, saem todos ganhando, menos o clube.

    ResponderExcluir
  4. O futebol atrai todos os tipos e se atrai políticos é porque há falta de fiscalização. Se não há crime responsabilidade civil e criminal na administração de clubes de futebol, - até tentaram recentemente na MP criada pelo governo com patrocínio do Bom Senso -, ele é sempre usado para crimes, principalmente lavagem de dinheiro. Você montou um dossiê e divulgar na internet ajuda, mas não impedirá que um crime aconteça. O senhor Marcelo Prado disse numa entrevista ao Marco Belo, que foi procurado pelo diretor marketing do Corinthians Marcelo Passos. Então é ele que deverá ser questionado e cobrado.

    ResponderExcluir
  5. Também achei muito estranha essa história... Dei uma "investigada" rápida também no Google e não achei nada dessa Tabor Chemicals, holding GLAIC, etc. E achei bem estranho o presidente da empresa falar como se soubesse quais as propostas dos Naming Rights. A diretoria do Timão tem que se manifestar. Muito bom o texto!

    ResponderExcluir
  6. Aliás, eu também, assim que vi a notícia do patrocínio, vasculhei a internet em busca de algo sobre essa empresa e não encontrei nada além de links que não esclarecem nada.

    ResponderExcluir
  7. Não sou corinthiano... sou freguês de vocês.. rs. Mas sou apaixonado por futebol e jornalista, como o autor. É muito interessante ver torcedores engajados como você. Aliás, o futebol precisa de torcedores engajados como você. Parabéns pelos questionamentos e pela reflexão.

    ResponderExcluir
  8. O Site da Klar é bem pilantra mesmo, parece aqueles feitos para promoverem marcas ficticias em séries de TV, como Lost, que tinha a ajira airlines, dharma initiative etc.. O DNS deles, assim como o site mantidos na locaweb, o que já reduz em muito a credibilidade. Concordo com o autor da nota, tem algo de muito podre no ar.

    ResponderExcluir
  9. 1 - Existe um CNPJ cadastrado para a Klar Comércio de Produtos de Limpeza, de número 18.066.896/0001-77, e que se encontra baixado, ou seja, encerrado. Sob qual CNPJ a Klar atualmente trabalha?

    Daniel, este CNPJ é de um Microempreendedor individual. O nome da pessoa seguido de CPF na razão social é característica do MEI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristiano. Sim, é individual. Fiz a pesquisa em duas partes. De madrugada, só consegui identificar esse CNPJ sob o nome "Klar", atuando no segmento de produtos de limpeza. Hoje, ao escrever o post, encontrei o segundo, e printei os dois para colocar aqui, por precaução. O encerrado em 1994 é de uma LTDA, o encerrado em 2015 é individual. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  10. Otima matéria...

    Só não concordo ao falar que a Iveco era uma marca desconhecida.

    E também tenho uma dúvida. É tudo muito obscuro mesmo quanto a empresa... Mas... eles já estão anunciando na SuperLiga de volei (o torneio), já patrocinam o Pinheiros no volei, fecharam com Luciano Burti para Stock Car um carro inteirinho com a marca deles, e o principal: fecharam com o Timão. Seria muita burrice fazer algo ilicito/obscuro envolvendo o principal time do país... seria descobertos rapidamente.

    Mas, vale lembrar, o calote que o Corinthians sofreu de uma agencia de viagem, que fez patrocinio pontual no Timão em 2012, para levar torcedores para o Japão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mostra q o nosso amigo blogueiro não procurou corretamente as informações.

      Excluir
    2. Amigo, os investimentos na Stock Car e no time de vôlei do Pinheiros é a primeira coisa que ficamos sabendo sobre a Klar. O problema não é o que se vê, mas o que NÃO se vê. Aqui no Brasil, não é exatamente difícil investir no esporte, as brechas legais são imensas. Prova disso são parcerias feitas no passado, por nós e outros times, que nem sempre foram transparentes como seria o ideal. Se puder ajudar a pesquisar, é bem vindo.

      Excluir
    3. Concordo que deva ser fiscalizado, mas em certos momentos, me parece se procurar "algo" para se tornar o herói dessa causa. Real Madrid e vários clubes da Europa, estamparam durante muito tempo, logos de casas de apostas, que tem má fama, nunca vi nada contra. O "verdinho" lá da Pompeia, injeta mais de R$ 200 milhões, e ninguém fala nada, nem promotores, nem imprensa, e todos acreditam na pura palavra de seu presidente. O Corinthians é sempre vitima de espertalhões, é isso?

      Excluir
    4. Amigo, quando surge uma empresa que vc nunca ouviu falar e diz que vai injetar US$ 20 milhões no time em 2018 e que está interessada no NR da Arena, a primeira coisa a se fazer é procurar um site, informações sobre a mesma. Eu pesquisei e vi que essa Klar não tem absolutamente nada na internet, a não ser o site www.klar.ind.br. Para vc ter uma idéia, a Gillete que pertence a P&G, multinacional reconhecida no mundo todo pagava US$ 5 milhões por ano para patrocinar nada mais, nada menos que a Seleção Brasileira. Vc acha realmente possível uma empresa que nunca se ouviu falar, investir US$ 20 milhões por ano num único time?

      Excluir
    5. Geraldo Penedo Junior09/12/15 21:53

      O Corinthians é sempre alvo de todas as suspeitas, contra ou favor, é incrível como, de um lado os "antis" e do outro lado imprensa e até promotores, sedentos por aparecer, querem mostrar o quão este clube está sempre errado. No campo esportivo, os "antis" chegam ao extremo de enxergarem complôs a favor do Timão. E no âmbito dos negócios, imprensa (nada especializada) junta tudo que é possível, pra encontrar algo que incrimine alguém do clube, ou o próprio clube, inclusive jornalistas que se dizem corintianos, tentam ou querem mostrar que existem sim "indícios" de falcatrua nas negociações do clube. É salutar a vigilância pelo lícito, mas deve-se ter calma e juízo ao derramar "provas" inconclusivas, e até forjar situações, como foi dito nesse artigo acima, referindo-se à uma marca conhecida mundialmente, como se fosse uma desconhecida (talvez para o articulista), refiro-me a Iveco.

      Excluir
  11. O que mais assusta no CNPJ da Klar é: ser um empresário individual, com nome muito comum (Marco Antonio da Silva) e o DDD: 73. Afinal, não é do Rio (21)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo. Isso NÃO É um fato. Era justamente a dúvida, visto que existem apenas dois CNPJ's com o nome Klar para empresas que atuam no segmento de produtos de limpeza. Um é de uma empresa limitada, outro de um microempreendedor individual. A pergunta que fica é: qual o CNPJ atual da Klar? O jeito é esperar eles se manifestarem, né? Espero ter esclarecido e obrigado pelo comentário!

      Excluir
    2. Alguém aí já viu algum produto desta marca KLAR à venda em algum supermercado?
      Pelo site da Klar, a linha de produtos é extensa (parece uma união da 3M com a Procter & Gamble!)
      Mas uma simples pesquisa "amaciante klar" no google não traz nenhum resultado...
      De fato, tá cheirando falcatrua absurda!

      Excluir
  12. Matheus Aleixo08/12/15 17:24

    Sensacional Daniel, é de KLAReza que a gente precisa, transparência e honestidade, sempre.

    ResponderExcluir
  13. Excelente, esse texto até parece escrito por mim! kkk

    Tudo o que estava pensando foi relatado por aqui!

    ResponderExcluir
  14. Corinthians é isso aí. Sempre envolvido com o que há de mais podre na sociedade brasileira, vide PT, LULA, ODEBRETCH, MSI, MÁFIA RUSSA, etc, etc.... É apenas mais um capítulo na história imunda desse clube.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você tão esperto que nem nome tem coragem de publicar
      Deu time deve ser exemplo de administração

      Excluir
    2. Podre é sua cabeça, seu monte de merda!!!!!

      Excluir
  15. Paraebéns Daniel, ótimo texto, como você sou corintiano e também não quero outra MSI no clube, não merecemos isso novamente. Ótimo mesmo ver torcedores engajados.

    ResponderExcluir
  16. olhe só no site jusbrasil quantos processos tem esse cidadão:
    Mais 1.389 resultados para "Miguel Angel Larios" na busca JusBrasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Magnus. Eu vi, porém preferi não entrar nesse mérito para não incorrer em calúnia ou difamação. A intenção não é atingir ninguém pessoalmente, apenas buscar um meio de fazer a Klar dizer quem ela é, e quem são a Tavor Chemicals e a Holding GLAIC. Pois nós não encontramos. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
    2. Olá Daniel. Sou do RS, e torcedor do Internacional. Parabéns pela matéria investigativa. Realmente, o mundo do futebol, principalmente no Brasil, é um poço de escuridão e dúvidas. Deixando de lado a paixão pelas cores de qualquer clube, os bastidores são de fazer inveja a qualquer negociata de qualquer governo... Por aqui tivemos o caso ISL que causou sérios danos financeiros ao Grêmio.

      Excluir
  17. Não sei se sua desconfiança procede, mas gostei de seus comentários e achei bem pertinente suas indagações. Oxalá tudo se esclareça, afastando ameaça duma neo-MSI. Abraço

    ResponderExcluir
  18. E como pode uma empresa sem CNPJ, já patrocionar outros esportes como o Volei, Stok Car?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wagner! Em tese não, por isso seria bom que a Klar respondesse: sob qual CNPJ ela trabalha atualmente? Foi uma das perguntas que fiz a eles. É esperar uma resposta, né? Obrigado pelo comentário!

      Excluir
    2. Vamos esperar. Tomara que receba resposta.. Esta com cheiro de arroz queimado..
      Parabéns pelo trabalho.

      Excluir
    3. Em tempos de crise é muito estranho uma empresa investir pesado assim sem nem pensar no retorno...começa na manga e no outro dia já quer o NR....estranho isso..

      Excluir
  19. Quando se trata de Corinthians tudo é mais dificil porque os próprios corintianos ficam colocando empecilho. Como a matéria mesmo diz, a MSI, tão criticada e até perseguida pelos "antis", talvez com medo de que o TIMÃO com um super patrocinio se transformasse em um super time, acabou inocentada.
    Então vamos parar com esse mimimi e deixar a atual diretoria trabalhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vc acha que foi inocentado como amigo?? Amigo estamos no Brasil acorda! Para de acreditar em ponêi.please!

      Excluir
    2. vc deve ser um coxinha que gosta de ser enganado, basta não ficar sabendo né

      Excluir
    3. Inocentada ela foi. Por falta de provas, mas foi.

      Excluir
    4. E a condenação recaiu no time, na forma de rebaixamento.

      Excluir
  20. Ainda bem que é a 3ª opção, né?

    ResponderExcluir
  21. apenas ancoragem para aumentar preços de possíveis e concretos futuros patrocinadores, uma jogada no tabuleiro

    ResponderExcluir
  22. Boa tarde. Sou PALMEIRENSE e prezo pelo bom futebol, transparente e competitivo.
    Muito boa a matéria! Você se mostrou muito preocupado com a instituição e não apenas com as cifras que uma empresa pode por no seu time. Acho válidas as suas preocupações!
    Gostaria de, respeitosamente, saber sua opinião sobre os contratos do Itaquerão. Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um tema complexo, amigo. Não dá pra negar a interferência política que levou à construção do estádio. Mas também não acho que o Corinthians foi, LEGALMENTE, beneficiado além do que o SPFC seria, se o estádio fosse o Morumbi por exemplo. Eles usariam o BNDES como nós usamos. Talvez não usassem os CID's apenas, mas isso por um motivo simples: o bairro onde o estádio deles está já é desenvolvido e não haveria base legal para o governo emitir os certificados, ao contrário de Itaquera, onde está a Arena. Também não dá pra negar que o estádio NÃO foi dado né, estamos lutando pra pagar as parcelas aí. É minha opinião!

      Excluir
    2. Ok Daniel. Obrigado por assumir a "INTERFERÊNCIA POLÍTICA" ... poucos o fazem. Continue com o trabalho, acredito que faltam questões como as suas para a gente chegar a um nível de futebol de "primeiro mundo".
      Abraços Palestrinos! "Rivais sim, sempre! Mas inimigos são os do Jd Leonor"

      Excluir
    3. A maior rivalidade do país! Grato pelo respeito. Abraços

      Excluir
    4. Pq vc não se preocupa com o seu time cara pálida?pq o seu time não aderiu ao Profut?pq exige transparência e o bi rebaixado não tem transparência nenhuma.O unico time do Brasil que não aderiu ao Profut foi o palmeiras.Se preza pelo bom futebol, transparente e competitivo,vai cobrar a diretoria do do seu time.Macaco não olha o rabo não é mesmo?

      Excluir
    5. Rafael de Oliveira08/12/15 20:09

      Nao tem transparencia por não querer refinanciar a divida do clube que segundo eles, ja estão todas equacionadas. Acho que vc nem sabe do q ta falando. Nem sou palmeirense mas e fácil ver que eles arrumaram a casa e pra mim e o único time que crescera junto ao timão nos próximos anos.

      Excluir
    6. Anônimo é tão covarde que chama o time do "Jardim Leonor" (que aliás é BEM melhor do que pompeia), de inimigo. Seja sensato, cidadão. Isso não é uma guerra para ter inimigos, é futebol. Vocês são apenas nossos FREGUESES. Voltem sempre!

      Excluir
    7. Qto ódio no coração, gambazinha...

      Excluir
    8. Entrou no Profut quem está quebrado, falido: se o governo cobrar as dívidas fiscais e trabalhistas, todos estarão quebrados - menos um, que não precisa de profut. Simples

      Excluir
    9. Débora Rodrigues, até agora SÓ o FLAMENGO aderiu ao produto, mais nenhum time. Tem dó né?

      Excluir
    10. Segundo a Receita Federal. foram 111 as entidades desportivas a aderir ao Profut (fonte: http://idg.receita.fazenda.gov.br/noticias/ascom/2015/dezembro/111-entidades-desportivas-aderiram-ao-profut). Não foi divulgada uma lista, mas se o que circulou na imprensa é verdadeiro, o Palmeiras foi o único do chamado G-12 nacional a não aderir. Ainda não parei pra estudar o tema... quem sabe esse mês, ou no próximo? =)

      Excluir
    11. Obrigada Daniel ,pela notícia .O cidadão acima não anda muito informado.Todos os clubes já aderiram ao Profut .O unico que ficou fora foi o Palmeiras.E o '' ilustríssimo senhor ''diz que só foi o Flamengo kkkkkkkkkkkkkkkkkk fala sério!

      Excluir
    12. Débora Rodrigues... obrigado pelo "respeito" .. e o ÚNICO é foda né? O clube que sou sócio diretor não aderiu tbm ... e daí?
      Daniel Keppler: Sim... a maior rivalidade do País... sobre o Profut o Palmeiras não aderiu e acredito que seja mais pelo item do preço dos ingressos. Nosso Presidente está com a ideia de ingressos caros! Se é bom ou ruim não sei, mas pessoalmente, quanto menos Estado melhor (não apenas no futebol) ... E outra, essa questão é muito importante sim. Mexa na ferida, questione, como já dei a entender a grana de patrocinadores "duvidosos" pode trazer mais prejuízos que lucros!
      RAfael de Oliveira, obrigado e isso conta muito também: arrumamos a casa, APESAR de ainda ter grana do Presidente no clube, mas como vc mesmo salientou, estão equacionadas! Abraços!
      Baresi1981: vai um "uesli" aí?
      Aos outros: abraços respeitosos!

      Excluir
  23. Muito bom o trabalho todo. Esperamos que essas questões sejam esclarecidas.

    ResponderExcluir
  24. Daniel me desculpe nao vejo nada de errado, o problema é que vc sabe pouco sobre as empresas e sua duvida nao quer dizer que tem coisas erradas desculpa mas esse seu post nao quer dizer nada a nao ser que vc e santista e um anti corinthiano so isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah mas não sou santista MESMO!

      Excluir
    2. Daniel nosso time é TIMÃO
      Tem porco se metento em assunto nosso
      vão comentar assunto de seu time, mas lá nem assunto tem né rsrsrsrs aí vem aqui falar abobrinha

      Excluir
    3. Na boa, geralmente holdings funcionam em um escritório de uma das empresas do grupo, totalmente normal. Baixar cnpj e trabalhar só com a marca, é totalmente normal, pelo menos 70 por cento das empresas que cresceram usam deste expediente. Não se faz propaganda ou divulgação do nome da holding, é óbvio, não vão encontrar publicidade de nenhuma holding existente no Brasil na internet, pois holding é por si só, um conjunto de empresas, portanto, você divulga a marca que vai ao cliente final, não a empresa que controla o capital. Nem tão pouco se faz marketing de empresas de derivados de petróleo, creio que antes de se postar algo do tipo, valeria uma consulta a um bom advogado e um contador que tenha entre seus clientes holdings, e está pesquisa vai lhe revelar que está prática é muito mais usada do que se imagina, quando famílias possuem diversas empresas. Compreendi exatamente o processo de cancelamento de cnpj, absorção de marca, patrocínio de marca com potencial de mercado de expansão, enfim, creio que falte no seu texto e pesquisa, a palavra de profissionais que tenham conhecimento da área específica, o que não teve, ou seja, me parece muito tendenciosa sua posição, e aí fica difícil de acreditar, ainda mais quando diz não morar em SP, mas estar sendo apadrinhado do senhor Juca Kfouri, mesmo porque, seu último apadrinhado, está preso por escrever desta mesma maneira que você está começando. Cuidado para não ser escudo de pessoas mal intencionadas, é óbvio que o texto é político, e obvio também que você é novo e pode ter uma carreira brilhante, sem se vender assim tão novo, tente o caminho do jornalismo de verdade e fale com profissionais isentos.
      Ps. chamar a marca Iveco de desconhecida, já era para parar de ler o texto ali. Uma simples, digo mais uma vez, consulta com profissionais da área de transportes, e você descobriria que esta marca desconhecida para você, é uma das maiores do mundo no segmento. E para ilustrar, é uma MARCA da FIAT, e por este motivo você não a conhecia, pois não tem acesso a este mercado, assim como a empresa no caso em questão, a marca Klar, deve buscar esta exposição para quem não a conhece, é tão óbvio que nem sei porque estou perdendo pele do dedo.

      Excluir
    4. Recomendo fortemente que o senhor saiba o que está dizendo ao afirmar que estou me vendendo. É uma acusação séria demais pra quem aparenta tanto conhecimento. Pretende manter o que diz?

      O texto foi replicado pelo Juca Kfouri, bem como pelo Flavio Gomes, que é tão conhecido quanto. Estariam os dois me apadrinhando, ou apenas um deles, e o outro repostou a matéria porque quis?

      Você me respondeu na questão da Iveco. Em 2012, era uma marca conhecida sim, líder de mercado sim, mas EM SEU SEGMENTO. Perguntasse a uma dona de casa ou a um estudante o que era Iveco, e ele não saberia dizer. O Corinthians trouxe essa visibilidade à marca. E isso a própria Iveco reconhece, aliás.

      Sobre os trâmites legais apontados no início de seu comentário, você está parcialmente certo. Só erra quanto sugere que o problema, para mim, é não ter encontrado "campanhas de marketing" da holding. Óbvio que uma holding não faz publicidade, porém precisa existir legalmente. Algum rastro tem que deixar!

      Dou como exemplo a holding que controla a seguradora Mitsui Sumimoto, de atuação nacional. Ela tem seu site (http://www.msig.com.br/default.ashx). E a holding que a controle, a MS&AD, também tem o seu (http://www.ms-ad-hd.com/en/#6). Como deveria ser, aliás!

      No caso da nossa parceira, só existe um CNPJ para a Tabor Chemicals e absolutamente nenhum rastro da existência da Holding GLAIC. Não falo de campanhas publicitárias, amigo. Falo de EXISTÊNCIA mesmo. Não dá MESMO pra perceber a diferença? A obscuridade?

      Lhe convido a explorar esse seu vasto conhecimento para me ajudar a achar um rastro da existência da Holding GLAIC. Isso já seria de grande ajuda, e você deixaria de perder pele do dedo à toa. Abraço, e obrigado pelo comentário!

      Excluir
    5. Que raio de estratégia de marketing é essa de divulgar caminhão pra dona de casa? O que a empresa que é maior no seu segmento quer divulgação para quem não vai lhe dar retorno algum?

      Não da para perceber mesmo o nexo causal que existe entre site e marketing? Ter um site não é e nunca foi exigência legal para empresa alguma, e quem dirá uma holding, tanto que vc foi achar uma la na Inglaterra para justificar sua teoria. Site é ferramenta de MARKETING e DIVULGAÇÃO. Não deve ser como vc quer,deve ser como seus controladores querem,e a grande maioria não as divulga nem tão pouco tem site,e tal fato não as torna ilegais.

      Um pouco de aprofundamento técnico legal é o que um profissional gabaritado faria. No mínimo conversar com alguém da área. Caso o fizesse, descobriria que esta empresa não pode nem se candidatar aos NR do estádio por não atender aos pré requisitos do BNDES, em funçao dos altos valores envolvidos, coisa que qualquer contador de buteco lhe diria. Tanto é que o próprio clube tratou de desmentir em seguida. O NR do estádio do Corinthians não é igual aos do Palmeiras em função do BNDES, que tem regras duríssimas para a empresa que se candidate a tal,caso alguma empresa seja aceita, e com todo respeito, pode ter certeza que vc não será o cara q vai descobrir nada de anormal antes deles.

      Pelo exposto, para quê vou perder meu tempo investigando uma empresa que patrocinará a manga da camisa de um time? Valorize seu tempo,investigue então a Caixa, pois assim pode ajudar a derrubar a Dilma, muito embora neste caso, não agradará o Juquinha, ou investigue todos os times, um jornalista de verdade o faria ao menos por amostragem, para tirar este tom político do seu texto, pq sinceramente, pode até não ser, mas foi o que transpareceu.

      felicidades e sucesso em sua profissão, mesmo pq tem muito a aprender, mas isso faz parte da vida.

      Excluir
    6. Não sei o que a Iveco queria ao patrocinar o Corinthians. Talvez alguém da Iveco possa dizer. Vou tentar descobrir e conto aqui no blog.

      O site da MS&AD pode ser inglês, mas a Mitsui tem atuação no Brasil. Foi apenas um exemplo que chegou a mim e eu dividi com o senhor, não cheguei a pesquisar outros.

      Muitas empresas mantém sites institucionais, sem fins publicitários. Óbvio que existe uma relação, mas ela não é a única e exclusiva. De toda forma, o ponto central não é nem nunca foi a GLAIC não ter site (isso é secundário), mas sim não existir sinais da sua existência. Três dias depois, nada apareceu.

      O Marco Bello citou os trâmites legas sobre os pré-requisitos do BNDES para os NR's, dois dias depois de as declarações da Klar a respeito do tema repercutirem. Antes disso, nem eu nem outros profissionais (os gabaritados e os não tão gabaritados assim!) pensaram em pesquisar. Mas eu irei, pois achei o tema interessante.

      Por fim, reitero que não tenho nenhuma relação com jornalista nenhum. Nesse blog, eu sou meu pauteiro e editor. Escrevo sobre os temas que acho interessante, e em outras ocasiões pesquisei sim sobre questões polêmicas de outros times. O foco do blog é o Corinthians (tentei deixar isso claro no nome, não sei se fui bem-sucedido), e creio que a Klar mereceu o esforço. Que o senhor viu tom político no texto, isso ficou claro no seu comentário anterior, quando me chamou de "vendido" sem o menos pudor. Mas nunca foi a intenção, e felizmente a esmagadora maioria dos que leram, entenderam a mensagem.

      Agradeço as felicidades e votos de sucesso. Sou estudante sim, com muito orgulho, e isso deixa subliminar a necessidade de aprendizado. Para todos, a todo momento. Passar bem!

      Excluir
  25. Acredito, pelo que li no site do INPI, que Klar seja apenas a marca dos produtos, que pertence a empresa Tabor Chemicals. A referida Tabor aparentemente faz parte de um grupo econômico junto com a citada Poland Química (tem site), mas não é domínio br. No site da Poland existem vários ramos de atividades. Também achei bem estranha essa estória toda, muita grana envolvida, pelo porte da empresa (considerando apenas as informações que temos até agora). Vamos aguardar os esclarecimentos das partes envolvidas e torcer para não ser outra MSI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É possível! O release apontou a Klar como uma EMPRESA, mas pode ter sido apenas figura de linguagem. Vamos aguardar!

      Excluir
  26. Cara, esse Tigres do RJ, não é um que apareceu recentemente numa reportagem investigativa do Roberto Cabrini?

    ResponderExcluir
  27. Cara simplesmente parabéns não sabia a torcida precisa para de ser ilu dita chega

    ResponderExcluir
  28. Com certeza em cara é da oposição... filhote do Citadine!

    ResponderExcluir
  29. Juca você é chato pra caramba e só atrapalha o seu time. Se acha dono da verdade.Estou deixando de acompanhar sua coluna a partir de hoje pra mim vc é um ex jornalista.Sugiroa outros o mesmo assim acaba esta infame coluna!!!

    ResponderExcluir
  30. Parabéns pelo artigo, jornalismo de verdade.

    ResponderExcluir
  31. Klar pode ser somente um nome fantasia, é até normal achar apenas cnpjs encerrados. A maior questao é.. como uma empresa que ainda nem tem produtos nas prateleiras tem tanto dinheiro assim para investir?

    ResponderExcluir
  32. Um adendo... A empresa fundou o Tigres (do Rio), desde 2004. Custou R$ 20 milhões somente o CT. A Klar, é uma marca registrada. Ela pode sequer ter CNPJ próprio. Podem vender, utilizando a Tabor ou a Poland, duas empresas dos mesmos donos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodrigo. Sim, isso foi detalhado no item 2 da parte do texto chamada "Os Fatos". Obrigado pelos comentários!

      Excluir
  33. Cara, estou com pulga atrás da orelha também, alguém já viu algum produto dessa empresa pra vender? Quando era só a manga ainda vá lá mas, quando começou a falar demais me preocupou, ainda mais depois da sua apuração. Parabéns. Acho que a comparação seria mais correta se fosse Batavo ao invés de IVECO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Batavo não é conhecida??? ahahaha aff não fala merda...Iveco e Batavo são conhecidas, o autor viajou na maionese falando da Iveco..

      Excluir
  34. nunca vi um detergente ou desinfetante da Klar nos supermercados!

    ResponderExcluir
  35. Explica ai sobre as empresas então Saverio.
    Acrescenta alguma coisa ao invés da critica sem argumentos.
    Depois cai de novo todo endividado e tu vai ficar chorando.
    Belo texto do autor.

    ResponderExcluir
  36. Amigo, um repórter procurar informações no google só pode ser piada. Vc falou com o presidente do Corinthians? Vc falou com os representantes da Klar? Como o Juca pode publicar uma coisas dessas por informações baseadas na internet? Vergonhosa essa sua matéria. Me fale em qual faculdade q o vc estuda para eu não passar nem na frente,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E você procura por onde, sinal de fumaça? O site da Receita Federal é acessado pela internet, você busca referências sobre uma empresa pela internet. A matéria não crava absolutamente NADA, e me deixou com mais dúvidas que certezas, infelizmente! Se a Klar quiser responder as perguntas que fiz a eles, serão publicadas aqui. Se o Corinthians quiser se manifestar, também terá espaço, mas o que o Corinthians pode dizer sobre as relações empresariais da sua parceia? É um assunto de foto íntimo que só a Klar, a Tabor Chemicals ou a Holding GLAIC (caso essa exista) podem responder. E você pode ter certeza: a resposta virá via internet! Abraço.

      Excluir
    2. QUALQUER grade executivo, atualmente, tem um perfil no LinkedIn. QUALQUER empresa que se preze tem um site na Internet. Se você faz uma busca e não acha NADA, é de se desconfiar sim. Foi isso, junto com os resultados da pesquisa por CNPJ, que originou as perguntas, enviadas à Klar. Se responderem, publicarei.

      Excluir
    3. Toda crítica é bem vinda, Alexandre. Se puder melhorar com mais dados, farei! Obrigado por comentar.

      Excluir
  37. Parece que o camarada descobriu uma nova "MSI com o seu respectivo Kia"...., kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  38. Parabéns Daniel, excelente matéria. Sou Corinthiano, e acredito que assim como todos os torcedores, precisamos de mais transparência no clube. O Timão está vindo de gestões melhores que a " Era Dualib ", mas não é por isso que podem usar o clube para operações no mínimo suspeitas. Vamos aguardar o pronunciamento do " Mega Conglomerado Econômico " e avaliar a origem de tanto dinheiro. A Klar é empresa de produtos de limpeza, mas não podemos deixar o Timão virar uma " LAVANDERIA " ... Abraço e Vai Corinthians !!

    ResponderExcluir
  39. Parabéns cara!!! Excelente trabalho de vocês, essa matéria vai forças a todos os envolvidos nessa obscura negociação, explicações diretas e bem claras a respeito desse "rolo "

    ResponderExcluir
  40. com tanta investigação da pf o que tem de ladrão de colarinho branco querendo lavar dinheiro, não está no gibi.lógico que iriam procurar um clube que andasse lado a lado com cbf, andres , pt etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só decide aí, amigo, de que lado o Corinthians está. Ou tá do lado da CBF ou tá do lado do Andres. Eles são rivais um do outro. Abraço!

      Excluir
  41. N´UM PAÍS ONDE TUDO ACONTECE MAS SO SE FICA SABENDO DEPOIS QUE O ROMBO NÃO PODE MAIS SER TAPADO, ONDE A ROUBALHEIRA, A BARGANHA, A COMISSÃO, A CORRUPÇÃO ACONTECE À LUZ DO DIA, SEM REGRA, SEM ESCRÚPULO, SEM A MÍNIMA DECÊNCIA, SEM CARÁTER, SEM DIGNIDADE, É BOM SABER QUE AINDA EXISTEM PESSOAS INTERESSADAS EM ESCLARECER FATOS E DÚVIDAS, ANTES QUE SEJA TARDE. PARABÉNS. TUDO PELO CORINTHIANS.

    ResponderExcluir
  42. Lavagem de dinheiro ? Tráfico de drogas ?

    ResponderExcluir
  43. Belo texto, parabéns pela investigação e pelas palavras ao repassar tais informações. Sou palmeirense, e fico feliz ao ver o futebol paulista voltando a ser protagonista. Admito que ao ler essa matéria, fiquei bastante tenso com tudo de obscuro que há por trás dessa empresa. A instituição Corinthians percebeu há alguns anos que só com organização é possível fazer um time vencedor (coisa que só agora meu time tem percebido), e é com isso que tem alcançado suas recentes conquistas. Espero que não seja agora que a administração esqueça tudo isso, apesar da grana de encher os olhos de qualquer um. Deixando o clubismo de lado, espero que a Klar não vos deixe na mão tal qual (ou pior) Kia e Parmalat fizeram com nossas equipes no passado.

    ResponderExcluir
  44. Esta Empresa tem Produtos para Lavanderias ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que tem um especial para lava jatos: lulala

      Excluir
  45. Daniel.
    E se Mandassemos essas perguntas ao Corinthians? Será que teriamos respostas?

    ResponderExcluir
  46. Daniel keppler, parabens pela materia depois de ver sua materia fiquei ainda mais apreensivo pq uma empresa desconecida que se quer exige um local fixo para exposiçao da marca iria investir tanto dinheiro assim acho que temos que divulgar o conteudo dessa materia para que alguem que tenha acesso maior ao clube tipo um jornalista alguma rede de televevisao para que possam apurar melhor essa historia!

    ResponderExcluir
  47. Olá Daniel,
    Apenas uma ressalva, a IVECO em 2012 já era a líder no segmento de veículos de transporte de carga de até 1,5T - em SP por exemplo de cada 10 VUCs vendidos 6 já eram IVECO.
    Houve um significativo aumento no seu fluxo nas redes sociais na ocasião do patrocínio pontual, isso é inegável e mostra a força dessa Camisa poderosa do Corinthians, mas a empresa estava longe de ser desconhecida .
    Hoje a IVECO mantém a liderança no segmento de semi-leves, é a terceira em semi-pesados e nos extra-pesados.
    Possui a + de 08 anos a maior planta de produção de veículos da América Latina, situada em MG.
    É a maior fornecedora de veículos de transporte de TROPA do Exército Brasileiro.
    Solícito retificar as informações a respeito da empresa, e ainda, a Holding da IVECO é a CNH (Chase New Holand) proprietária da FIAT, FERRARI, MASSERATI, JEEP, Chrysler, Magirus e não o INVERSO.
    Abs!
    @Alexandre_ABCD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alexandre, A Iveco já era líder no segmento, mas desconhecida do público em geral. Tornou-se uma marca nacional e internacionalmente conhecida graças à parceria. Isso é reconhecido até mesmo pela empresa. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
    2. Daniel,
      A IVECO é INTERNACIONALMENTE conhecida 2 décadas antes.
      Sugiro q utilize outro exemplo, pois este está desqualificando seu texto
      Que é bom e merece reflexão.
      Mas tire a IVECO dessa.
      Abs!

      Excluir
    3. Daniel, não transforme "Daniel Keppler desconhecia a Iveco por não ser conhecedor de caminhões" em "público em geral desconhece a Iveco". O Daily, por exemplo, tem versões chassi-cabine, que podem receber um baú ou uma carroceria de madeira, e furgão fechado, além de versões de passageiro que com certeza são conhecidas do público em geral que toma lotação nas muitas cidades brasileiras, além das que são transformadas em transporte de luxo. E, como o Alexandre Menezes falou, é líder no segmento de semileves e terceira colocada em semipesados e extrapesados, esses dois últimos um feito daqueles se considerarmos que enfrenta marcas há muito estabelecidas em um campo no qual elas são soberanas (Mercedes, Scania, Volvo, Ford, VW). Logo, com certeza a Iveco não é nenhuma galinha morta nem era alguém procurando notoriedade súbita quando patrocinou o Corinthians.
      Além disso, muito antes de se instalar no Brasil a Iveco era marca conhecida, com fábricas na Europa, Austrália e Argentina. Ela surgiu em 1975 com a fusão das italianas Fiat Veicoli Industriali, OM e Lancia Veicoli Speciali, a francesa Unic e a alemã Magirus-Deutz. Com o passar dos anos adquiriu a operação europeia de caminhões da Ford, bem como uma série de outros fabricantes europeus de veículos comerciais. É no mínimo tão grande quanto uma Mercedes, Volvo Trucks e outras. Hoje em dia, com a reorganização do grupo Fiat devido à fusão com a Chrysler, a Iveco está dentro do grupo chamado Fiat Industrial, que também tem a CNH (Case New Holland, fabricante de tratores e maquinário pesado) e a FPT Industrial (que fabrica motores, como os fornecidos à Ford para os modelos mais pesados da linha Cargo).

      Fica feio pôr, mesmo que sem intenção, uma Iveco no mesmo panteão de uma MSI da vida.

      Excluir
  48. Doidera.. De ficar cm a pulga atrás da orelha

    ResponderExcluir
  49. Na Europa e Estados Unidos é muito comum investimento de magnatas endinheirados e que não se preocupam em expor em uniformes seus nomes nem suas empresas , tanto faz...na manga..na bunda...no peito. Os patrocínios dos clubes por la são de empresas renomadas também. Se for assim vamos levantar duvidas sobre a Guaraviton que injeta uma grana lascada no futebol podre do RJ.
    Não sei se por la também pairam tantos questionamentos, mas...aqui é Corinthians...aqui é Brasil !!



    ResponderExcluir
  50. Parabéns pela matéria.

    Para muitos torcedores o seu texto pode parecer que está torcendo contra o seu próprio time. Afinal, a maioria pensa "não importa de onde vem o dinheiro, queremos esse $$ no caixa do time".
    O seu papel como torcedor, jornalista e, principalmente, cidadão está perfeito.

    Vivemos cobrando uma melhor conduta de todos os níveis (políticos, empresários, empregados, etc.)e não podemos ser coniventes com aspectos que inicialmente aparentam nos favorecer, fechando nossos olhos.

    Parabéns novamente e espero que os pontos sejam respondidos.

    ResponderExcluir
  51. Vamos ficar de olho, tem muita coisa estranha nisso...mas ainda acredito que a nova gestão do coringão não cometeria o erro absurdo de ficar nas mãos de alguma empresa novamente.

    ResponderExcluir
  52. Nesse link tem os dados do registro do site da Klar. Foi criado em março desse ano. https://who.is/whois/klar.ind.br

    ResponderExcluir
  53. Não será a primeira vez que uma empresa relativamente desconhecida se utiliza de um acordo de patrocínio com o Corinthians para alavancar seu nome no mercado. Um exemplo muito recente é o da Iveco, marca de caminhões da Fiat, que em 2012 ocupou o patrocínio master da nossa camisa e viu sua notoriedade explodir em poucos meses.

    Aqui você foi incorreto a respeito da Iveco, pois essa divisão da Fiat encontra-se instalada aqui no Brasil desde 1997, inicialmente importando veículos da Argentina e da Europa e a fábrica de Sete Lagoas já completa quinze anos de existência.
    Uma das operações de maior destaque dessa empresa por aqui está nos comerciais leves Daily, que hoje em dia encontram-se por aqui em sua segunda geração. São concorrentes diretos de Sprinter, Master, Transit e assemelhados, além de relativamente comuns de serem vistos muito antes daquele patrocínio principal da camisa de 2012. A mesma Iveco também compete na Fórmula Truck, atualmente principal categoria do automobilismo brasileiro, como se pode ver nesta notícia oficial da categoria que data de 20 de fevereiro de 2010. Além disso, os motores de caminhões do grupo Fiat, conhecidos pela sigla FPT (Fiat Powertrain Technologies), são usados, além dos próprios caminhões da marca italiana, pela própria Ford em sua atual geração do Ford Cargo nas versões de maior capacidade de carga.
    É também uma marca que vai muito além de trazer projetos do exterior com pequenas adaptações ao Brasil. Temos o caminhão leve Vertis, de projeto local, demonstrando aí haver uma senhora infraestrutura. Se os caminhões da Iveco não vendem tanto quanto os de outras marcas em seus segmentos, aqui é apenas questão do mercado brasileiro, mas é errôneo dizer que é empresa relativamente desconhecida, ainda mais se considerando seus 18 anos de operação no Brasil. Aqui fica parecendo uma bobagem monumental que li durante a cobertura da Copa de 1994, em que se dizia que o jogador Paulo Sérgio, reserva, era alguém desconhecido e que acabou tomando lugar de algum tigre de papel que a imprensa adora idolatrar, quando qualquer um sabia que ele era titular absoluto daquela equipe que tinha Ronaldo Giovanelli, Henrique, Viola e outros, tendo ido antes do ano do tetra jogar no Bayer Leverkusen e posteriormente tendo tido carreira vitoriosa também no Roma e no Bayern.
    Portanto, solicita-se ao autor da matéria pesquisar corretamente antes de chamar uma empresa de "relativamente desconhecida", ainda mais quando se refere ao forte mercado caminhoneiro do Brasil. A Iveco não pode ser posta no mesmo panteão de obscuridade de uma Hicks Muse ou uma MSI, só para falarmos de duas parcerias do passado corinthiano, essas sim bem esquisitas.

    ResponderExcluir
  54. Bem, sinceramente acredito que este seja apenas mais uma Jogada de marketing do que uma parceria realmente. Pois, Andres Sanchez conseguiu trazer, Ronaldo, caixa, estádio, entre outros que prefiro não citar, a única coisa que o mesmo não conseguiu trazer ao corinthians foi o tal naming rights, por isso, ele está jogando um suposto acordo com uma empresa que fará um milagre financeiro, no clube, na mídia, e assim irá atrair investidores que possam, suprir a necessidade do naming rights, essa é a jogada, uma empresa que não tem nada, e se torna a mais comentada do Brasil. Pode fazer com que uma empresa de visibilidade maior invista no clube oferecendo assim, retorno financeiro para ambas as partes

    ResponderExcluir
  55. Engraçado que o Kia que era tratado como um demonio aqui no Brasil ( principalmente pela midia anti ), lá na europa o cara tem as portas nos principais clubes da premier league, é tratado como um empresario de respeito. Se o Kia faz uma parceria com o São Paulo, o clube queridinho da midia, ele seria endeusado. Mas como é o Corinthians, os caras fazem de tudo para perseguir e prejudicar qualquer parceria do clube. A Parmalat no parmerinha e a Unimed no fluminense era uma sujeirada, uma grande lavanderia, mas a midia semre se fez de cega. No Corinthians sempre tentam achar algo para falar mal, é impressionante como gostam de prejudicar o clube.

    ResponderExcluir
  56. Daniel.
    Esperemos para ver se suas dúvidas serão tornadas verdades ou não. Espero que não esteja sendo usado.
    Todos lembram o caso MSI. Falaram e escreveram pra caramba. E no que deu? Processos arquivados por falta de provas. Nem provas capazes de sensibilizar os juízes conseguiram formular. Mas, até hoje, alguns tratam o caso como se os ditos russos e o Kia tivessem sido condenados.
    Como você parece sincero, espero que volte ao assunto qualquer que seja o resultado final. Falou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, José Carlos. Estou acompanhando a repercussão e editando o post conforme surge um fato novo. Pode deixar que o assunto não vai ficar parado! Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  57. Olá! Sou Palmeirense e quero parabenizar você por sua postura e preocupação com seu time. Até hoje não tinha visto nenhum corinthiano ter uma postura como essa!

    Meus parabéns!!! O Brasil precisa de mais moralidade e o futebol tbm.

    Fica aqui meu respeito e encorajamento nessa luta!!!

    Att.

    Tiago Henrique

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vc não conhece muitos corinthianos...não importa o time pra que torce, toda torcida é estatisticamente igual em termos de classe, cor, credo, etc...

      Excluir
  58. Parabéns Daniel, sou torcedor do Goias e admiro muito quando se deixa a paixão de lado e enxerga o que tá errado, o Corinthians, além de ser o melhor time do Brasil tem que se orgulhar de ter torcedores igual a você, que quer tudo correto, sem falcatruas e esquemas de corrupção.

    ResponderExcluir
  59. Daniel, na boa, já que você mora em Santos, é mais fácil você virar Santista e deixar quieto esse assunto, do que obter uma resposta convincente. Como você bem explica em seu bem organizado artigo, isso cheira mal, para dizer o mínimo. E também deve incomodar muita gente grande que já deve estar contando com a grana no bolso. De qualquer forma, boa sorte. O esporte deveria ter mais pessoas como você, não na arquibancada, mas na direção das entidades que dirigem nosso pobre rico futebol.

    ResponderExcluir
  60. Iveco é uma marca de caminhão da fiat, eu não fazia ideia dela. Então quanto a marca ser conhecida nem ligo

    Acho que os 400mi do nome do estádio é puro marketing do presidente da empresa, os caras tão fazendo uma puta mídia em cima do Corinthians, aproveitando a visibilidade. Duvido que tenham grana para bancar isso

    Quanto aos dados da empresa, é algo que se deve explicações mesmo

    Quanto a parceria com o tigres, Corinthians tem parceria com flamengo-sp, bragantino, além do tigres. É normal no futebol, todos tem. E isso explica até a proximidade para conseguir o patrocínio da fechado agora, pois pelo jeito são os mesmos donos.

    Você fala na matéria sobre o tigres ter muitos patrocinadores. Uma coisa é a visibilidade do Corinthians, são Paulo, palmeiras, outra é o tigres. Para que você vai bancar sozinho um time se pode conseguir parceiros?

    ResponderExcluir
  61. Até os comentários nesse link são forjados. Muito estranha essa parceria.

    http://opinafiel.com.br/novo-patrocinador-do-corinthians-klar-produtos-de-limpeza/#comment-451

    ResponderExcluir
  62. Mas vocês têm orgulho da história imunda do clube, não? Apito amigo, PT bancando estádio, PT bancando patrocínio, apito amigo, BNDS, MSI, mafia russa, apito amigo... enfim... e agora com o sanches no meio politico, serão mais inúmeros fatos para aumentar a história podre deste time. E o pior, é que vai ter um bando de babaca tendo orgulho de tudo isto...

    ResponderExcluir
  63. Caros Corinthianos.

    Jamais, e sob nenhum aspecto, as informações serão repassadas ao publico, como forma de conhecimento do conteúdo. Por várias razões:
    - A confidencialidade de informações técnicas jurídicas e contábeis serão reservadas aos interesses enconômicos e politicos do contrato, cabendo ao Conselho do Timão, providenciar as informações que dizem respeito as responsabilidades do contrato.
    - No entanto, o que vemos no cenário do futebol (apenas futebol) são acordos comerciais que visam encobrir e dar um caráter politiacamente corretos aos contratos, e isso, incluem-se as federações e confederações. E inclui também outros esportes.
    - Marketing esportivo requer cuidados contratuais, que muitas vezes são barrados no silêncios de suas cláusulas protetivas.
    E isso vai além do TIMÃO.
    - Devemos fazer uma leitura mais afinada sobre a relação comercial da petrobrás com o flamengo, e suas eleições presidenciais naquelas épocas; além da ligação de propina entre a Petrobras com a Traficc
    - E quanto aos moldes contratuais entre o Vasco e a Telexfree. E não esqueçam que o clube CuzMaltino ainda dá explicações ao TCU sobre o contrato com a Eletrobrás.
    - O que dizer da gestão Parmalat no Palmeiras, e logo em seguida as fraudes financeiras com os demonstrativos contábeis da empresa, que gerou investigação criminal por fraude financeira?
    - Quanto ao Banrisul ( Inter e Grêmio) tramita processo criminal, por investigação pela Policia Federal desde 2010, acusada de desvio de verba de marketing;
    - Não esqueçam a guerra que o São Paulo FC viveu no inicio deste ano entre suas fornecedoras de materiais esportivos ( Penalty x Under). Fatos até hoje não esclarecidos, e nem serão, afinal de contas, o mediador ( que envolveu sua namorada no contrato)foi o ex presidente Aidar, que renunciou por escândalos de denúncias ainda não apuradas.
    - O Santos? Meu Deus!!! A novela Neymar ainda vai explodir. Seja como vítima ou ainda, mediador de uma negociação, que nem mesmo a DIS consegue explicações. Por falar na DIS....
    - E qual a real participação na gestão e contratos com jogadores entre Fluminense com a Unimed? Os torcedores tiveram esclarecimentos?
    E olha que não estou me atrevendo a pontuar algumas considerações sobre outros clubes de futebol, inclusive de outros países.
    Mais recentemente estamos acompanhados diversos casos de corrupção da FIFA que incluem verbas de patrocínios de empresas, estatais, privadas, empresas de comunicação, dirigentes.
    E por fim, o que dizer dos contratos milionários que tem exclusividade de patrocínio com a COPA DO MUNDO FIFA? Por que são sigilosos?
    Enfim, o que pretendo levantar, e uma mera reflexão do mercado que envolve todos os interesses do futebol, que vai além de nossas paixões, porém, que historicamente são envolvidos de fatores extra campo, que no seu cotidiano jamais ultrapassarão os gabinetes de seus legitimados interessados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Belo comentário, amigo. Amplo e muito consciente!

      Excluir
  64. Klar: Um pouco mais sobre o novo patrocinador do Corinthians.Felipe Larios,executivo da Tabor Chemicals.Texto do Teleco. http://www.meutimao.com.br/coluna/teleco/196/klar_um_pouco_mais_sobre_o_novo_patrocinador_do_corinthians/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá amigo. Sim, eu li o texto, e temos conversado (eu e o Teleco). O texto já foi editado para explicar que a Klar não é uma empresa, como o Corinthians havia dito, mas sim uma marca. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  65. Daniel, desculpe mas você está equivocado em duas coisas:
    1-Klar não é nome de empresa, é nome de produto, é uma marca da Tabor Chemicals que é uma empresa multinacional, controlada pelo Grupo Craig
    2-Se você não achou o Grupo Claig na internet, vc nâo procurou direito; tem ativos de mais de US$ 20 bilhoes
    Agora resta saber o que é essa empresa Poland na história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carlos. O pressuposto de a Klar ser uma empresa partiu do próprio Corinthians, que divulgou essa informação na nota sobre o acordo. Essa informação já foi corrigida.

      Sobre a holding, o nome é GLAIC, na verdade, e não se trata da seguradora americana Genworth.

      Excluir
  66. cheira lavagem de dinheiro

    ResponderExcluir
  67. acho q o corinthians não devia pedir naming rights pra ninguem, poem lá o nome fielzão, e nóis paga essa porra assindo jogo, e ponto final. foda-se o brasil e os brasileirinhos, não dependemos da nação pra nada. não quero mais ouvir mimimi de gente com dor de cotovelo

    ResponderExcluir
  68. Acho muito engraçado torcedor querer fazer o papel de conselheiro do Clube.
    Você é ao menos sócio do Clube?
    Então recolha-se ao seu papel de torcedor: compre Pay-per-View, ingresso, camisa ou produto oficial, torça e ponto final.
    Quando se faz um contrato com uma empresa ela te paga e você faz a propaganda. Ponto.
    A Petrobrás patrocinava uma série de esportes, o Flamengo, revistas, etc, e nenhum desses foi envolvido na lava-jato.
    Menos, meu caro, menos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você só pode ter senso crítico sobre a vida econômica e política do clube se virar sócio? Tenho que PAGAR pra adquirir o direito de zelar pelo Corinthians? Desculpa, amigo, mas NÃO. Se você é assim, show parabéns, mas não queira que os outros sigam seu péssimo exemplo. Abraço!

      Excluir
    2. Daniel, sou flamenguista e caí aqui por curiosidade, vindo da Trivela.

      Só quero te dar os parabéns pela matéria. Pelos vários comentários contra de muitos corintianos, deu pra perceber que a matéria já incomodou muita gente. O que é ótimo.

      Quem dera todos as suspeitas envolvendo o futebol tivessem pessoas para investigar, como você fez. Parabéns novamente.

      Excluir
  69. Cleber Mattos09/12/15 00:17

    Queridos e Preocupados Corinthianos:

    Primeiro, não torço para nenhuma equipe, entretanto parabens pelo titulo, ""desta vez nem tão sofrido assim"" e pelo recorde de pontos.

    Segundo, a Klar existe sim, é uma marca ainda em expansão na Europa e, nada mais normal, uma empresa Européia se associar à uma empresa/fabrica já existente no Brasil para primeiro ""imprimir"" sua Marca e depois, encontrando ressonância, lançar seus produtos aqui, através de joint ventures com fabricas nacionais.

    Pensamento Europeu: por que vou abrir minha própria fabrica e colocar meu dinheiro numa economia/politica nefasta, instável e pouco confiável como a Brasileira, se posso me associar à uma empresa existente (joint venture) - lembram-se da DirecTV, firme e forte nos EE.UU, se mandaram ainda na época do FHC.

    Terceiro, pesquisem meninos (com o perdão da palavra), pesquisem melhor:

    Empresa
    AlmaWin®
    Almawin Reinigungskonzentrate GmbH
    Talstrasse 2 - 73650 Winterbach
    Deutschland

    Sites
    http://www.almawin.de/de/ueber-uns/philosophie.html

    http://www.klar.org/deutsch/neu-und-aktuell/green-brands-gala.html

    Compras Online (olha a KLAR aí gente)
    http://shop.almawin.de/

    Noticias, etc, etc, etc
    http://www.almawin.de/de/neu-and-aktuell/green-brands-gala-.html

    Procurem por ""Klar okologisch"" ou ""Klar ecologic"" na Amazon, no Ebay, no Yesilist, etc, etc.

    http://www.yesilist.com/english/mekan-detay.php?kategori=cleaning&url=klar-organic

    Quarto, pode ainda não ser esta a "Klar" em questão, porem o que eles produzem e o tipo de empresa envolvida no Brasil me leva a crer que são eles.
    Repararam no simbolo de Marca Registrada junto ao nome na manga da camisa??
    Certeza que é empresa grande e de fora do País.

    Durmam em Paz e que A Força Esteja com Vocês.

    Abraços, Viel Spass

    Cleber Mattos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cleber. Creio que não seja a mesma Klar. Existem algumas ao redor do mundo, e a da qual estamos falando teve o pedido de registro da marca feito pela Tabor Chemicals em outubro. De toda forma agradeço o comentário!

      Excluir
    2. Se for a empresa citada por Cleber Mattos, trata-se de uma empresa conceituadíssima e com sede, etc. Que estaria buscando espaço no mercado nacional e o fazendo através de um time de futebol, com forte apelo e imensa torcida. Torçamos para que realmente seja esse conglomerado europeu que esteja buscando a divulgação da marca para depois estabelecer filiais em nosso país, se tornando grande e fazendo com que o Corinthians se agigante nacional e mundialmente. Sou corinthiano desde que comecei a respirar rsrs e torço pelo melhor para nosso time. Abraços e que estas dúvidas sejam esclarecidas para que não tenhamos decepções futuras.
      Ass: Ricardo

      Excluir
    3. Xará, o próprio site "Meu Timão" diz que o capital da empresa é 100% nacional. Logo, essa Klar citada por você é outra empresa:

      "O grupo é nacional ou internacional?

      O Grupo tem capital totalmente nacional, mas tem atuação internacional, com projetos na Europa, Estados Unidos e Oriente Médio. O grupo é comandado por Miguel Larios.

      O que faz a Tabor Chemicals?

      (...) resolvemos criar a Tabor Chemicals para explorar o mercado de produtos de limpeza e uso doméstico. Faltava um mercado, e nos preparamos muito bem, com o investimento em pessoas que conhecem muito bem este mercado no Brasil. A marca criada foi a Klar, que não é uma empresa separada; no momento é a única marca da Tabor Chemicals, mas podem ter outras. Hoje temos por volta de 150 colaboradores, mas pretendemos passar de mil a médio prazo."


      http://www.meutimao.com.br/coluna/teleco/196/klar_um_pouco_mais_sobre_o_novo_patrocinador_do_corinthians/

      Excluir
    4. Sim Cleber, segundo o executivo do grupo a empresa é nacional. Faltou ele explicar porque ela tem sua sede no mesmo local da Poland e por quê ela aparentemente não opera no mercado, já que não existe nenhuma referência a ela além dos negócios com o Corinthians. É algo que deveria ser simples de explicar, mas não é explicado - e essa omissão continua preocupando. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  70. Cleber Mattos09/12/15 00:26

    Desculpem, esqueci:

    só para completar meu comentário anterior,

    ""Alles Klar"", ou seja, ""Tudo Limpo""

    Outro Abraço, Cleber Mattos

    ResponderExcluir
  71. Resposta... Lavagem de dinheiro!!!

    ResponderExcluir
  72. Realizado na manhã desta quarta-feira, o evento para o anúncio da parceria contou com a presença de quatro jogadoras do Pinheiros/Klar, time da Superliga feminina, e de Luciano Burti, piloto da Stock Car e também patrocinado pela marca. A Klar também já realizou patrocínio para o futsal do Corinthians e parceria com as divisões de base do clube.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Oswaldo. São informações reais, divulgadas pela marca na sua fanpage. Não consegui apurar o montante envolvido nesses contratos. Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  73. Não entendi aparte de não aplicar dinheiro no tigres e aplicar milhões no Corinthians! A gigante de energético red bull tem um time no interior paulista que nem casa pra jogar tem, e no entanto tem até carro representando a marca na F1.

    ResponderExcluir
  74. Essa empresa é um grupo de lavanderias

    ResponderExcluir
  75. Jogar essas dúvidas no arq quer dizer tudo e nada ao mesmo tempo, o mesmo pode ser dito sobre suas reais intenções, que podem ser as melhores do mundo ou não. O caso da MSI é exemplar, tudo foi dito sobre Kia, nada foi provado e hoje ele é um dos mais importantes empresários do futebol inglês... e vc arremata dizendo-se constrangido com isso, de certo a Inglaterra é um país de justiça mequetrefes, séria é a nossa! Investigue a relanção Palmares + WTorre/Lava-Jato + J. Avilla + Marco Polo Del Nero...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo! Você tá certo em desconfiar. Desconfie sempre e faça VOCÊ seu julgamento. Meu blog recebeu de ontem pra hoje 75 mil acessos. Infelizmente ninguém consumiu nenhum dos produtos que anuncio aqui, em parceria. Ou seja, ainda não ganhei nada com o texto (mas ainda dá tempo rs)

      Brincadeiras à parte, o que mais quero é que tudo seja esclarecido. Uma pergunta já foi respondida. Faltam 10! Obrigado pela visita.

      Excluir
    2. O presidente do Corinthians já esclareceu que é apenas um patrocínio na manga da camisa e mais nada. Pediu para desconsiderarem tudo que o presidente da Klar anda falando, ele ( presidente) até se irritou no jogo aberto essa semana com essas declarações do presidente da empresa!

      Excluir
  76. Assim você vai estragar a LAVAGEM de dinheiro dos caros, parceiro! :-)

    ResponderExcluir
  77. Excelente trabalho de reportagem, Daniel! Realmente temos que saber bem com quem estamos lidando. Na minha opinião, a princípio não é algo tão preocupante a GLAIC não ter página na internet, visto que para uma holding, creio que seja mais interessante a divulgação de cada uma de suas marcas individualmente. Mas vou ficar bem atento a isso a partir de agora.

    Não conhecia o site, vou passar a acompanhar de perto. Abraços

    ResponderExcluir
  78. olha tudo aparentemente dentro da lei.. só acho arriscado para o corinthians caso a empresa futuramente não consiga pagar mais os 20 milhões anuais.. é um negocio de risco sim. seria mais seguro fechar com alguma empresa que já esteja atuante no mercado. mas se não aparecer nenhuma, eu fecharia com essa sim.

    ResponderExcluir
  79. Daniel, desculpa me meter para falar de outro assunto... não encontrei no seu site, ótimo por sinal, não conhecia, algo sobre a agência de viagens que deu calote no Timão em 2012.

    Você sabe de algo? Tem algo? Fez um texto ou tem textos para indicar?

    Parabéns e abraços

    ResponderExcluir
  80. Daniel, ganhou um leitor com essa reportagem. Belo trabalho. E se vale contribuir, atente-se para a reportagem de 2013, feito pelo programa SBT repórter, onde o esquema de como se tornar um jogador de futebol no Brasil foi revelado. Atente-se para o momento do link abaixo, onde o clube Tigres do Brasil é referido, como clube que receberá através da corrupção de empresários, o jogador "criado" pela produção do programa. https://youtu.be/dTvWmzJvRCg?t=1077

    ResponderExcluir
  81. Olha... li toda a matéria e vou torcer muito para que vc Daniel, esteja equivocado, procurando pelo em ovo. Juro que vou torcer por isto, o que foi desenhado na matéria é um cenário de filme de terror financeiro. Seria o começo de um novo fim de uma era uma dos sonhos. Tomara que vc esteja equivocado... Tomara.

    ResponderExcluir
  82. Mateus Alberto09/12/15 04:42

    Endereço da Poland, entrem no Google Maps e confiram a estrutura da empresa.

    R. Quinze, 1-145 - Parque Independência

    Duque de Caxias - RJ
    25250-616

    https://goo.gl/maps/gRdoX7DAA9U2

    ResponderExcluir
  83. Parabéns DANIEL por se preocupar com nosso CORINTHIANS

    ResponderExcluir
  84. Daniel, não vejo problema em a Tambor Chemicals e Poland Química funcionarem no mesmo endereço, pode diferenciar o endereço tipo Lote 1-A e Lote 1-B, eu mesmo possuo uma empresa onde há outra empresa, só que aqui ele é diferenciado por sala 09 e Sala 09-A.

    ResponderExcluir
  85. Bom texto, eu realmente nem iria me dar o trabalho de perceber essas coisas. Mas realmente são fatos alarmantes e precisamos de respostas.

    Se a empresa se manifestar avise-nos.

    ResponderExcluir
  86. ROBERVAL ANCORATUR09/12/15 10:33

    Sou corinthiano até morrer, parabéns pelo escrito, não seria o caso de dar cordas para os mesmos, e deixar a PF investigar depois?. Assim como aconteceu com O KIA.
    Se for mesmo lavagem de dinheiro o atual presidente e mais quem estiver envolvido, se ja ele o Andrés e outros que respondam, que venha o investimento e se for alto a PF corre atrás A atual diretoria e o Andrés tem feito muitas coisa boas (estadio e jogadores de nivel.

    ResponderExcluir
  87. Boa investigação mas alguns julgamentos bem juvenis...uma marca realmente não precisa de CNPJ, um endereço pode funcionar para duas empresas (ainda mais que são da mesma pessoa), CNPJ abrir e fechar é normal, nenhuma empresa é obrigada a ter site, fanpage, etc...vc tá procurando muito pelo em ovo, mas de qualquer jeito o que importa é saber se realmente eles tem bala na agulha pra investir tudo isso.

    ResponderExcluir
  88. Daniel, sou jornalista e corinthiano.
    Parabéns pela apuração. Realmente, há muitos pontos obscuros nessa "eventual" relação. Não podemos condenar sem ter provas, mas também não podemos abrir as portas sem uma minuciosa investigação. Quanto aos naming rights, isso não me preocupa; pois envolve o Corinthians, a Caixa e o BNDES. Dificilmente haverá negócio com essa empresa. Quanto ao patrocínio da camisa e promessa de compra de jogadores, temos que tomar muito cuidado. Abraço / JD Morbidelli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Correa Leonardo09/12/15 14:56

      Quanto ao NR, pode ser isso mesmo. A empresa cria um factoide, faz um baita barulho, a marca é citada (propaganda é a alma do negócio), depois menciona que não foi possível fechar negócio, mas o produto dela esteve em evidência.

      O estranho é o contrato em que o clube escolhe em que parte do uniforme vai parar a marca do patrocinador.

      Excluir
  89. Puxa, finalmente li algo que bate com o que estou pensando faz tempo. NUNCA tinha ouvido falar sobre a Klar. Até aí, o problema pode ser comigo. Sou mal informado? Bom, quando a colocar um patrocínio na camisa, não vejo problema nenhum. Desde que a empresa seja limpa. O que me deixou com a pulga atrás da orelha foi a conversa que eles fizeram uma proposta para o naming rights. Isso não é gastar alguns milhões num ano, colocar o nome em evidência e dependendo do mercado sair e ponto final. Naming Rights é fazer uma parceria de 20 anos e gastar CENTENAS de milhões de reais....E ainda vejo comentários que ele é a terceira opção...que tem dos na frente...e os comentários dão a enteder que ele sabe que são esses dois na frente...O que eu acho é que essa empresa até tem uma proposta. Mas sabe que não vai levar pq esta muito abaixo do que o Corinthians pede. Só que ao citarque tem uma oferta, o nome da empresa vai para a mídia de uma forma que em NENHUM outro caso iria. E o cara tem a marca exposta. Quanto a comprar jogador...Eu sou contra. Isso quase sempre dá problema...O jogador chega com data de validade para sair. Se dá certo, joga muito, sai rapidinho e o clube recebe lá uns trocados. Se dá errado, fica com um contrato LONGO normalmente muito bom para ele e ruim para o clube.

    ResponderExcluir
  90. ficar atento,pesquisar um pouco mais,desconfiar,ainda mais no Brasil é correto.
    agora,falar em lavagem de dinheiro tem que ser absolutamente ignorante no assunto.

    ResponderExcluir
  91. Concordo que devemos nos preocupar, mas vc ta parecendo o Juca Kfouri que nada que o Corinthians faça presta, ou que tudo seja sujo. O que a Klar quer fazer é o mesmo que Crefisa faz no Palmeiras, outra se vc mexer a fundo nenhuma empresa ou parceria vai ser 100% honesta, não fica tentando queimar todo parceiro que o Corinthians arruma não, as chapas opositoras la no Parque São Jorge são medíocres, fiscalizar sim, agora queimar a empresa dessa maneira não, depois a empresa vai embora e leva o dinheiro pra outro lugar e ficamos chupando o dedo, pois botar dinheiro la no Corinthians ninguém coloca.

    ResponderExcluir
  92. Daniel vou deixar minha contribuição.

    Na página da Poland quando clicar em contato aparece alguns telefones e também uma que chama atenção seria um contato nos EUA, U.S.A.
    Bank of America Center
    700 Louisiana Street, Suite 3950
    Houston TX 77002 U.S.A.
    Tel (USA): 1-925-705-8095

    O que descobro que fica em Texas e o endereço leva a essa empresa
    Tide Petroleum Corporation
    700 Louisiana St Suite 3950, Houston, TX 77002, Estados Unidos
    tidepetroleum.com

    Já o telefone leva a outra empresa
    YMAX COMMUNICATIONS CORP. - CA
    http://www.ymaxcorp.com/contact.html

    Até mais.

    ResponderExcluir
  93. Realmente temos que cobrar mais transparência, pagamos um preço alto com a MSI, não quero viver mais isso

    ResponderExcluir
  94. Victor Coelho09/12/15 13:08

    Excelente matéria!!

    ResponderExcluir
  95. Realmente é preocupante essas lacunas sem resposta, só espero que o Corinthians antes de assinar esse contrato faça uma investigação profunda pra não fazer burrice de novo nós como torcedores devemos cobrar da diretoria explicações

    ResponderExcluir
  96. Daniel Keppler um blogueiro financiado e que serve de dedos de aluguel para os que não tem coragem de mostrar a cara passou uns 40 dias na jaula, motivo,atacar,inventar e difamar pessoas sem ter provas,apenas para satisfazer o ego de quem lhe dar vida boa sem ter que precisar trabalhar.
    Li o que vc escreveu e achei bacana seu cuidado com o nosso Corinthians,talvez vc fez isso pensando no caso da MSI e que nada foi provado contra e o Kia trabalha em todo o mundo menos no Brasil.
    Boa sorte no seu trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tô sabendo desse financiamento, me diz depois como estou sendo pago pra poder resgatar os vencimentos. Estou precisando, por favor!

      Dá licença, viu.

      Excluir
  97. Falam tão mal do Kia, mas estranhamente ele entra e sai do nosso país quando quiser. Vive em Londres onde tem diversos negócios com grandes e "inquestionáveid' clubes ingleses, os mesmos que participam de diversas competições da FIfa. Oras o Corinthians é maior em tudo e sim Sustenta muita gente direta e indiretamente. Flamengo por enquanto a maior torcida ñ chega aos pés. Negócios escudos no futebol sempre existiram infelizmente. O problema que os legisladores são digamos coniventes, quando não participantes. CBF, Havelange e outros enriqueceram às custas dos clubes e só agora ( graças ou ñ aos norte-americanos) algo está sendo feito. A parmalat comprou o fim da fila do Parmera e nada foi feito. Hj sequer existe ( aliás ñ só $$ o parmera). A midia precisa de um bode expiatório sempre, criar ESTÓRIAS, e cá entre nós são empresas de comunicação que se preocupam apenas com lucros e audiência. Não vi o autor responder pq não questionou Corinthians, Andrez, Roberto, Eduardo..... Boa matéria.

    ResponderExcluir
  98. Confesso que nunca havia sequer ouvido falar deste site mas após ler esta notícia com certeza agora ele fará parte das minhas leituras do dia a dia. Muito bom ver pessoas que realmente se preocupam com o futuro do Timão e se lembram dos erros cometido no passado. Tem muita coisa nesta história que é bom demais pra ser verdade. Cabe a nós ficarmos atentos e questionarmos fatos obscuros em benefício do Corinthians. Seja pelo clube ou pelo Brasil cabe a nós membros da nação exigirmos que tudo seja feito com transparência apesar da promessa das grandes riquezas que possam vir. Meus Parabéns Daniel pela investigação e espero que tudo que a empresa prometeu ela possa cumprir nas conformidades da lei para elevar ainda mais o nosso Corinthians.

    ResponderExcluir
  99. Acabei de ouvir sobre sua matéria no Fox Sports Radio, pelo Flávio Gomes, parabéns pela iniciativa Daniel

    ResponderExcluir
  100. Essa matéria segue a linha de "jornalismo" do caso Kia Joorabchian e a MSI. Várias "suspeitas" levantadas na base da fofoca e do diz-que-me-diz sem nenhuma prova. Com o intuito aparente de sabotar investimentos no time. Lembram da liminar do advogado gaúcho contra o patrocínio da Caixa ao Corinthians? Pois é... É sempre assim. Só pra informar quem não sabe, o Kia foi absolvido e circula tranquilamente na Europa, que em matéria de controle do dinheiro sujo está a anos-luz do Brasil. http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/justica-federal-absolve-kia-dualib-e-todos-os-acusados-do-caso-msicorinthians/

    ResponderExcluir
  101. Cara, você é um irresponsável. Nem esperou resposta da empresa e já correu para escrever um texto com ilações, falando em MSI...

    Conheci um cara que fazia isso. Era o Paulinho do Blog. Ele acabou preso.

    Boa sorte. Tomara que você seja bem rico para pagar o processo que vem por aí.

    ResponderExcluir
  102. Excelente análise, dimingo estive na arena corinthians, e na hora que vi o anuncio da Klar no placar eletronico, ouvi rumores de que seria dona do nome do estádio, pensei, uma empresa desconhecida, mas tive um insite, óbvio, só uma empresa desconhecida, com poder de grana, compraria esse nome, pois assim, seria a cartada para roer uma fatia do mercado, brigar com concorrente, como a Unilever, PG, etc, por exemplos essa marca já tem espaço, não precisariam de uma publicidade dessas, empresas Europeias, Asiaticas e do Oriente, porque fariam publicidade no Brasil, Fly Emirates? Pq? Apenas um projeto como esse. Como fez a Oi em 2001, ganhar nome antes de se expandir ancionalmente, apoiando o Esporte e inserções no faustão. A Klar, é um projeto e que quer usar o Corinthians para alcançar um objetivo, roer uma larga fatia do mercado... Eu acho que o investimento compensa...

    ResponderExcluir
  103. No MÍNIMO intrigante e muito obscuro, ainda mais quando um representante de uma empresa da qual nunca se ouviu falar antes (alguém aí já ouviu falar nessa marca ou nessa tal de tamor chemicals???? ....desculpe, mas falta KLAReza) vêm a público falar em possível compra de naming rights, sem falar na possivel contratação de uma estrela do futebol internacional. Muito, mas muito esquisito. Sou corinthiano, mas não sou tapado! Isso parece ser mais um trabalho para o japonês da polícia federal, rapaziada...em tempo, excelente texto, Daniel!

    Rock on!

    Vitor

    ResponderExcluir
  104. Publique a nota Oficial Corinthians/Klar
    http://www.corinthians.com.br/noticias/ver/58184#.VmiVAsuFPZ4

    ResponderExcluir
  105. Fiquemos todos independente de clube atentos pois no nosso país infelizmente nada é impossível em se tratando de corrupção parabéns ao autor

    ResponderExcluir

  106. Sccp--Paulo Aragão
    Vavos com cauma:

    https://www.genworth.com/products/life-insurance.html..

    Genworth Financial
    Companhia
    Preço das ações: GNW (NYSE) US$4,17 0,00 (-0,12%)
    9 de dez 11:12 GMT-5 - Fontes
    CEO: Thomas Mcinerney
    Fundada em: 23 de outubro de 2003
    Sedes: Richmond, Virgínia, EUA

    Das 45 subsidiárias, vamos destacar a GLAIC: Genworth Life and Annuity Insurance Company

    Essa empresa é um fundo de pensão e gerencia a grana desses fundos reinvestindo a grana.Teve valor de mercado de aproximadamente US$2,1 bi. Quase foi vendida no plano de restruturação da Genworth.

    Me parece muito mais plausível que estamos falando deste fundo de pensão. Uma vez que produzir bens de consumo num país como o nosso tem certamente alto rendimento.

    Então sim, há uma GLAIC na Internet, é só saber procurar. Se é a mesma, não sei. Mas como no geral o povo é burro, é bom colocar as coisas às claras..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jairo, porém, acessando o site da Genworth, ela não 'marca presença' no Brasil. Abaixo os países que ela menciona 'presença':

      We have a presence in:

      Australia Ireland Schweiz (DE) (FR) (IT)
      Canada (EN) (FR) Italia South Korea
      Danmark Lietuva Suomi (FI) (SV)
      Deutschland Mexico Sverige
      Eesti Nederland United Kingdom
      España New Zealand
      United States of America
      France Norge
      Greece Polska
      India Portugal

      Excluir
  107. Nota para colocar panos quentes e nada mais. ..seria muito mais fácil vir a público e ,ao menos, tentar esclarecer o fato (quem é, e o que faz a tal empresa...diferente da crefisa, por exemplo, que ao menos mostra que atua no ramo financeiro). Subestimam a inteligência de qualquer um com uma nota dessa. Vitor
    Vitor

    ResponderExcluir
  108. Osvaldo Junior 5009/12/15 21:15

    Fiz algumas pesquisas também, não tão aprofundadas! E a conclusão que cheguei, é que faltou ao Corinthians, no Depto.de Marketing mais seriedade. Não podemos aceitar qualquer dinheiro. Temos que verificar a origem, saber se há lastro, verificar CNPJ's e CPF's envolvidos! Gosto muito da atual administração, mas acho que num futuro próximo vamos ter surpresas negativas dessa tal KLAR. Tomara eu esteja enganado.

    ResponderExcluir
  109. Isso se chama lavagem de dinheiro.

    ResponderExcluir
  110. Grande Daniel, parabéns pela preocupação e, principalmente, aplicação ao desdobramento da história!
    Confesso que, numa primeira instância, me preocupei muito com a procedência da KLar, ainda mais quando li numa entrevista que eles têm 150 funcionários... Como pode uma empresa com 150 funcionários investir tantos milhões no marketing?!
    Porém, olhando com mais calma, acho que a 'explicação toda' está na POLAND. Se acessarmos o site dela, veremos que ela não é 'coisa pouca', mas muito forte. Inclusive os contatos mencionados, até por um dos comentaristas acima, são dos EUA e etc. Claro que, num site, é possível colocar 'qualquer coisa', mas parece que eles, de fato, são grandes. Acho que a grana toda vem daí e, como já mencionado por outro (nada elegante) comentarista, Holding´s, de fato, não fazem publicidade e talz, sendo que os tais milhões devem ser oriundos mesmo da POLAND. Tomara que seja tudo correto e, se for, a explicação está em não termos tantos detalhes, afinal nenhuma empresa vai explicitar suas operações e formato de trabalho.
    Apura para nós!
    Abraços!!
    Bruno Silva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno! É verdade, do grupo todo, aparentemente só a Poland opera no mercado de verdade. A Tabor só tem um CNPJ e a Holding GLAIC sequer CNPJ tem (se tem, está sob outra razão social). E é isso que me deixa mais preocupado: por quê justamente a empresa ativa e conhecida no mercado não é em nenhum momento citada coo parceira do Corinthians nesse negócio?

      Só acho que negociar com o Corinthians é, pelo que muitos executivos explicitam de tempos em tempos, MUITO difícil. E de repente, uma empresa da qual não se sabe quase nada consegue uma abertura invejável e se sente confortável até mesmo para fazer altas promessas à revelia do clube. Quem apresentou a Klar ao Corinthians? Quando, e por quê, esse grupo viu a oportunidade de crescer às custas do clube? Quem ganha nesse negócio? São as perguntas que ficam dessa história. Espero poder encontrar algo mais, pois a Klar segue sendo patrocinadora, a despeito de todos os problemas. Obrigado pelo comentário, abraço!

      Excluir
  111. Caros, sou são paulino (fanatico), li a noticia na internet achei estranho e fui pesquisar sobre o assunto e cheguei até aqui.
    Só tenho a dizer uma coisa: PARABÉNS!!! Muitos veículos que se dizem imprensa, que diz ter jornalistas não conseguem fazer uma matéria tão bem elaborada, com pesquisa, fonte e bom texto.

    ResponderExcluir
  112. A informação da conta de que você é "estudante" de jornalismo. Se assim o for, vaticino desde logo: será um grande profissional. A matéria tem profundidade e não acusa absolutamente ninguém. Limita-se a apontar fatos concretos decorrentes da pesquisa e lança a dúvida. Vejamos o desenrolar dos fatos, a sequência dos acontecimentos e constatemos o que há de podre - ou não - em toda essa história.
    Só para esclarecer alguns comentaristas, a informação obtida pelo Daniel é de que "KLAR" é apenas uma marca. Se assim o for, realmente, não há necessidade de ter CNPJ. A UNILEVER, por exemplo, é dona de várias marcas e trabalha sob o mesmo CNPJ em algumas delas.

    ResponderExcluir
  113. Daniel, parabéns pelo levantamento. Sou jornalista e torço para um time ali da Pompeia, mas achei o seu trabalho foi perfeito. Parabéns!

    ResponderExcluir