Logo você, Jadson?

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,, às 14:27
Jadson brilhou com a camisa do Corinthians campeão brasileiro de 2015 (Foto: Super Four Paulista)
Jadson deixou muita saudade quando saiu do Corinthians rumo ao Tianjin Quanjian (China), em dezembro de 2015. Afinal, aquela havia sido a temporada de sua vida: foi titular absoluto e peça-chave do time na conquista do título brasileiro, sendo responsável por 40% dos gols corinthianos no campeonato (foram nada menos que 13 gols e 12 assistências).

Apenas quatro meses depois, porém, o jogador já revelava sentir saudades do Brasil. Mais alguns meses se passaram, e começou a especulação sobre uma possível volta, que foi se fortalecendo conforme os dias se passavam e acabou se tornando em uma negociação concreta, quase sendo enterrada após uma desastrada declaração do nosso diretor de futebol Flávio Adauto.

Então, a notícia: Jadson havia conseguido a rescisão de seu contrato na China, Estava livre para voltar ao lugar onde mais brilhou, e o anúncio da contratação seria apenas uma questão de tempo, certo? Errado!

Afinal, conforme o próprio agente do jogador afirmou, em declarações feitas ontem (17) à Fox Sports, Jadson "abriu mão de algumas coisas para ter liberdade para decidir o futuro". Ou seja, nada mais natural que tentar recuperar no Brasil o que ele supostamente perdeu na China. E qual o melhor jeito de fazer isso? Simples: incentivando um leilão entre os clubes interessados.

Nessa mesma entrevista, o agente Marcelo Robalinho já avisava: Jadson quer três anos de contrato, em nome da sua "qualidade de vida". E por ser um "nome forte", naturalmente iria querer um salário à altura. E que altura: algo na casa de R$ 600 mil mensais. E aí, quem vai querer?

O Atlético-MG quis: atendeu às exigências e fez uma proposta. Já para o Corinthians, o empresário gritou mais alto ainda: pediu salários de R$ 650 mil, além de exorbitantes R$ 10 milhões em luvas. Fica claro, afinal, do que Jadson abriu mão na China: de dinheiro, oras. O que mais seria?

Logo você, Jadson, que redescobriu seu futebol no Corinthians. Logo você, que achou o caminho rumo à Seleção jogando aqui, com nossa camisa. Logo você, se leiloar assim!


Jadson perdeu dinheiro ao rescindir com o Tianjin Quanjian. Agora quer recuperar o prejuízo no Brasil (Foto: Reprodução / Instagram)
Assim, o Corinthians fica em situação extremamente difícil, pois além de saber que Jadson seria um acréscimo crucial ao elenco, abriu mão de continuar negociando com Wagner (que acabou fechando com o Vasco) para lhe dar todas as prioridades necessárias. Aparentemente, contava com um senso de gratidão do outro lado, que hoje em dia parece não existir mais para ninguém. Quanta inocência, Timão, Jadson é um profissional, afinal de contas. É como se Jadson, sabendo é acima da média, dissesse ao Corinthians: "se vire, ultrapasse seu teto, faça suas loucuras". Seria o preço da excelência?

E se a diretoria não aceitar essa quase extorsão? A torcida entenderá? Continuará apoiando o time que vive um momento de reconstrução nas mãos de Fábio Carille? Pois no fim das contas, é ele quem sofre para fazer nosso elenco nota 6 ser minimamente competitivo.

Mas, e se a diretoria aceitar o leilão? Digamos que encontrem um investidor, ou façam (mais) um empréstimo para satisfazer a ganância do atleta. Vale a pena sangrar mais o clube pelo Jadson, sem garantias de que ele voltará a ser o Magic Jadson de 2015? E se ao final de 2017 surgir uma proposta do exterior e o jogador quiser sair??? São tantos "se" que tenho dúvidas de que vale a pena minar ainda mais nossa debilitada saúde financeira.

No mundo do futebol como está hoje, deveria ter aprendido a não depositar esperanças em jogador de futebol. Mas nosso coração teima em achar que um ou outro jogador pode ser diferente. Infelizmente, nesse caso, achei errado. Jadson não é diferente, é só mais um profissional. E é muito triste ter que admitir isso.

Edit: Após a publicação da reportagem do GE, surgiu uma informação do jornalista Marco Bello afirmando que Jadson, na verdade, está dando sim prioridade ao Corinthians e aceitaria inclusive uma redução de salários para assinar. A conferir com cuidado.

0 comentários:

Postar um comentário