"Valeu Drogba": um espetáculo de auto-humilhação

♠ Publicado por Daniel Keppler em ,,,,, às 01:40
Essa torcida merecia um pouco mais de respeito (Foto: Reprodução;/Blog do Will2S)
O post de hoje poderia ser sobre vários temas. Eu poderia falar hoje sobre a volta de Jadson ao Corinthians, pois é um grande reforço. Ou poderia falar sobre a definição do nosso primeiro adversário na Copa Sul-Americana, a Universidad de Chile, pois é um assunto importante também. Mas sou forçado a escolher outro tema... forçado pelo Corinthians, infelizmente.

Nos meus 29 anos de vida pude acompanhar muitos momentos do clube que tanto amo. Muitos bons, alguns nem tanto. Mas eu não esperava viver o suficiente para ver o meu Corinthians, gigante brasileiro, bicampeão mundial, se apequenar da forma como fez ao anunciar a recusa de Didier Drogba à proposta do clube.
A patética nota oficial do Corinthians agradecendo o "não" de Drogba (Foto: Reprodução/Corinthians)
A deprimente e vergonhosa nota oficial exala viralatismo desde o seu título: "Valeu Drogba". Desde que a li não paro de pensar: valeu pelo quê exatamente, hein Corinthians? Qual a razão de um agradecimento tão sentimental, pomposo e cheio de não-me-toques?

Seria pelo jogador ter recebido a proposta do clube, talvez? Não, deve ter sido pelo marfinense ter pensado na possibilidade de aceitá-la. Ah já sei: foi um "obrigado" pelo jogador ter dedicado alguns minutos de seu precioso tempo em uma teleconferência com o senhor Roberto de Andrade, só pode ser! Ele deve ter se sentido muito importante, então quis agradecer da forma certa...

Vejam bem, não estou tentando desdenhar o Drogba. Eu pessoalmente penso que seria, no mínimo, um sucesso comercial, que talvez rendesse frutos em campo, ali e aqui. A questão também não é ele ter recusado a oferta, é um direito dele - por mais que eu ainda não entenda bem quais seriam os tais "outros projetos" tão caros a ele que o impediram de dizer "sim".

A questão é um clube de futebol com 106 anos de história e 33 milhões de fanáticos apoiadores se rebaixar tanto a ponto de agradecer por um jogador de futebol ter feito exatamente o que é sua obrigação profissional: dar uma resposta a uma oferta de trabalho. Sério, na boa, o que tem isso de tão especial?

Corinthians, NÃO É NÃO. Um "não" de um craque mundial vale tanto quando o "não" do Joãozinho do time da esquina. É que nem bola na trave em final de campeonato: deixa o grito na garganta do torcedor, causa um certo frisson, mas não vale absolutamente NADA!

Talvez esse desastre em forma de comunicado tenha tentado romantizar a situação, ou supervalorizar o momento. Como se o clube quisesse dizer "vejam como somos importantes, o Drogba pensou em vir pra cá". Se foi isso, lamento dizer: foi um tremendo, enorme, desgastante e completamente desnecessário erro de cálculo. Que só piorou após a réplica do atleta, protocolar e profissional, através de sua conta no Twitter: "Valeu Corinthians". Sabem aquele tchauzinho sem sal que os artistas famosos dão quando um fã acena pra eles no aeroporto, ou na porta do hotel? Ou os dois risquinhos azuis do Whatsapp? Então. Valeu Corinthians.

A declaração de Drogba. Profissional como deveria ter sido a do Corinthians (Reprodução/Twitter)

Pior do que essa auto-humilhação pública, é ver que ela foi acompanhada de uma bela pitada de covardia. Afinal, a nota está escondida por entre as notícias do site - não aparece na home. Tampouco foi postada no Facebook ou no Twitter (medo da reação dos torcedores?). Nada. O clube literalmente empurrou para a mídia o dever de espalhar a notinha, sem vergonha alguma. Aí fica fácil, né pessoal?

Infelizmente, o que podia ter sido um final digno de uma negociação que não tinha nada a dever para nenhuma outra nessa janela virou um prato cheio pra chacotas dos rivais. Não que eu ache que "Drogba no Corinthians" é o novo "Anelka é do Galo", pois são situações diferentes. Mas ao divulgar uma nota que chega ao ponto de afirmar que, por conta de uma negociação malsucedida, o jogador virou torcedor do clube (ou "mais um louco do bando"), o clube se perde em meio ao ridículo, e leva seu torcedor junto. Foi patético. Totalmente vira-latas, lambe-botas. Enfim: lamentável.

Depois dessa, só me resta esperar que o Corinthians de Fábio Carille saiba mostrar seu tamanho real dentro de campo. Pois fora dele, está ficando cada vez mais claro que ninguém sabe direito o quanto pesa esse clube. Infelizmente, vai ficando mais e mais óbvio que algumas pessoas no Parque São Jorge não têm a menor noção do quanto suas palavras e ações representam. E como eu sinto por isso.

Por favor, respeitem o meu Corinthians.

2 comentários:

  1. Cara.... que vergonha!
    Que pequeno!
    Parabéns pelo trabalho, a nova cara do blog está linda!
    Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo, eu gostaria de só falar de assuntos bons mas a diretoria não ajuda... vamos ver se as coisas melhoram né. Abraço!

      Excluir