Os Golpes da Imprensa Rosa

Fala Fiel!

Em parceria com o Will, do Blog do Will2S, o Blog do Fiel Corinthiano agora contará com uma página fixa chamada Imprensa Rosa, onde ficará registrado todos os ataques da imprensa rosa contra o Corinthians! 

O Blog do Will2S já tem como tradição fazer essas denúncias em seus posts, mas o convidei a criar uma página fixa com esse tema, pois é muito importante que a torcida NUNCA SE ESQUEÇA do que a imprensa é capaz de fazer com nosso time e sua torcida!

Sempre que possível será adicionado mais conteúdo, e conto com a ajuda de vocês para ir coletando mais informações pertinentes. Afinal, difamações, mentiras, insinuações, ataques e etc, não faltam. Rotulei os sites que também rotulam nosso sagrado estádio.

Se você tem um blog/site, fique à vontade pra copiar todo o conteúdo desta página e publicá-lo em seu blog. Não precisa nem citar a fonte. O objetivo é ajudar na divulgação destes que formam uma imprensa tão tendenciosa, tão anti Corinthians, tão abutre, tão parasita, tão rosa.    

FOLHA DE SÃO PAULO



1 - ROTULANDO A ARENA CORINTHIANS
Nenhum veículo da imprensa prejudica tanto os naming rights da nossa Arena quanto o grupo Folha - inclua neste grupo o UOL. Sempre tratando a Arena Corinthians como Itaquerão, são responsáveis pela propagação do apelido que muito provavelmente espanta as empresas e prejudica as negociações.

Há pessoas que não acreditam que um apelido possa atrapalhar, mas atrapalha. Veja por exemplo a entrevista do Márcio Alaor, vice-presidente do banco BMG, à revista "Isto É Dinheiro", onde contou que foi procurado pela diretoria do SCCP para comprar os direitos do nome do estádio, mas não aceitou. "O Itaquerão vai ser sempre Itaquerão. Ninguém vai chamar o estádio de BMGzão". Será que só o BMG pensa assim? Acho que não.

Não feliz por emplacar a Arena Corinthians como Itaquerão, a Folha foi além: conseguiu rotulá-lo de Crackerão - uma alusão aos usuários de crack, que segundo a Folha, residiam no terreno. 

Momento em que a Folha rotula a Arena Corinthians de Crackerão no vídeo
A matéria completa pode ser vista neste link e também no no vídeo abaixo:


2 - ENQUETE PROVOCATIVA

A Folha, ainda não contente, resolveu fazer uma enquete, na qual ela inventou novos apelidos provocativos: Isentão e Lulão  A grande maioria, evidentemente votou em Arena Corinthians, mas isto não quis dizer nada pra Folha, que aliás, continua chamando o estádio de Itaquerão. A enquete pode ou podia ser acessada por este link. Abaixo uma reprodução da mesma.


3 - QUE SE DANE A OPINIÃO DOS TORCEDORES

A Folha respondeu um protesto dos corinthianos nas redes sociais em uma pequena coluna da Ombuldsman. Cravando no final que ela está certa e não é problema dela se o apelido desvaloriza ou não o naming rights. além de chamar de "engraçadinha" a enquete com os apelidos de Isentão e Lulão. Confira a coluna, na íntegra, abaixo:
  
Fúria Corintiana (Coluna do Ombudsman na edição de 23/10/11)
OS CORINTIANOS estão felizes porque seu estádio sediará a abertura da Copa-2014, mas bravos com a Folha, que insiste em chamar o estádio de "Itaquerão".
Foram 113 e-mails, 80% idênticos, exigindo que o jornal e o site abram mão desse apelido e usem "Arena Corinthians" ou "Arena Itaquera", enquanto o nome definitivo não é escolhido.
Trata-se de uma corrente que começou no blog de um torcedor, passou para o site "Meu Timão" e ganhou forças nas redes sociais. "Além de ser pejorativo, é prejudicial. O Corinthians pretende vender o nome do estádio para alguma empresa e fica difícil se acharem que ele será conhecido por um apelido", diz o autor da campanha, o técnico em eletrônica William Sena, 27, ex-morador de Itaquera, hoje na zona sul.
A direção do clube concorda com esse diagnóstico. Na quinta-feira passada, o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, mandou um "cala a boca, Galvão" ao vivo. Ao lhe perguntar se o estádio, "na voz do povo", vai se chamar "Itaquerão" ou "Fielzão", o locutor ouviu: "Se você fizer o cheque de R$ 400 milhões, chamo de Arena Galvão Bueno".
A quantia é o que a diretoria alvinegra sonha arrecadar com a venda do "naming rights" - o direito de batizar o lugar com o nome de uma empresa - e que ajudaria a cobrir o custo de R$ 1 bilhão da obra.
A fúria corintiana cresceu desde que a Folha.com criou uma enquete engraçadinha propondo que o internauta escolhesse o melhor nome e incluiu entre as alternativas "Fielzão", "Isentão" e "Lulão". Mais de 12 mil pessoas já votaram. Um torcedor retrucou: "Que tal chamar a Folha de de 'Folhão', 'Especulação', 'Jornalzão' ou 'Desfolhada'"?     
"Itaquerão" não é uma exclusividade da Folha, praticamente toda a imprensa usa o apelido, mas a corrente foi direcionada para cá, porque "a repercussão de vocês é gigante", na definição do psicólogo corintiano Diego Morgado Jorge, 31.
A editoria de Esporte argumenta que o apelido não é ofensivo e segue a tradição de chamar as arenas pelos locais onde estão (Morumbi, Parque Antarctica, Maracanã).
O publicitário Washington Olivetto, 60, um dos autores do livro "Corinthians - É Preto no Branco", não concorda com seus colegas de torcida. "Não vejo nada de pejorativo em 'Itaquerão', é até uma manifestação de preconceito de quem acusa. Mas só saberemos como o lugar será chamado quando a obra estiver pronta. Nomes de estádio surgem do próprio povo", diz.
Não é agradável descontentar a Fiel, que forma a maior torcida da cidade - 33% dos paulistanos, segundo pesquisa Datafolha de agosto - , mas o jornal está certo.
"Itaquerão" não é ofensivo e o risco de vir a atrapalhar a venda de "naming rights" não pode ser um problema da imprensa. É melhor esses torcedores buscarem outra bandeira.


4 - PREVISÃO FURADA NA COPA SÃO PAULO 2012

A bola nem tinha começado a rolar e a Folha já dava o Timãozinho como derrotado. Fizeram notícias afirmando que o que veriamos na Copa São Paulo de Juniores seria a mostra do fracasso das categorias de base do Corinthians. O Timãozinho foi taxado de abandonado. A Falha de SP adora apelidos.

Mas o Timãozinho foi vencendo. Vencendo e convencendo! O time queridinho do jornal ficou pra trás, não passando nem da primeira fase. Segundo o presidente do time rosa, perderam pra um time de "catados". Coube ao jornal torcer contra o Timãozinho. Não deu certo. Timão campeão.

Ainda se baseando em previsões, adivinhações, suposições, especulações, chutômetros e etc, disse pro corinthiano não se animar, pois daquele time campeão, nenhum jogador subiria. Erraram de novo.

Falhas em cima de falhas da Falha de SP. Tiveram que se desculpar, porém, lá numa coluna que nem de esportes era. É cara deles se desculparem em pequenas notas. Vejam a coluna da ombuldsman da Falha de SP entitulada de "O fracasso que não veio":

SUZANA SINGER ombudsman@uol.com.br @folha_ombudsman

O fracasso que não veio
A caixinha de surpresas do futebol aprontou com a Folha. No início deste mês, o caderno "Esporte" decretava na capa: "Abandono". "Copa São Paulo de futebol Júnior, que começa hoje, escancara o fracasso das categorias de base do Corinthians na administração Andres Sanchez."
Só que os "menores abandonados" do Parque São Jorge venceram o campeonato que revelaria o seu desamparo. No final de uma campanha que o próprio "Esporte" reconheceu como "irretocável" -oito vitórias em oito jogos-, o Corinthians bateu, na quarta-feira passada, o Fluminense em um Pacaembu lotado.
No dia da partida, o caderno continuava especulando: afirmava que os torcedores não deveriam ter esperança de ver os destaques da base reforçando a categoria principal, porque o Corinthians prefere "torrar dinheiro em contratações e ignorar os talentos lapidados no próprio quintal".
A tese durou apenas 24 horas. Na quinta-feira, a reportagem sobre a vitória enumerava cinco jogadores cotados para subir e dizia que "os frutos dessa conquista devem aparecer em breve entre os profissionais corintianos".


UOL


1 - UOL DISTORCE TRADUÇÃO PARA CHAMAR CORINTHIANS DE TIME REGIONAL E ESQUERDISTA
O lixUOL distorceu uma tradução do Daily Mail pra atacar o Corinthians e deixar com que a culpa caísse sobre o jornal britânico. Não feliz, fez como a parceira Falha SP e criou uma enquete bem provocativa depois. A molecagem do lixUOL foi parar no Observatório da Imprensa. O Observatório da Imprensa resumiu esta matéria tendenciosa do lixUOL de forma tão pertinente que é melhor conferir tudo na íntegra abaixo do que tentar um novo resumo. Confira: 
 
UOL distorce tradução sobre o Corinthians

Texto de Walter Falceta Jr. em 21/07/2011 da edição 651 do Observatório da Imprensa

Às 19h12 de 13 de Julho, o UOL, provedor de conteúdo digital da Folha da Manhã, empresa que edita a Folha de S. Paulo, despertou em parte de seu público uma dúvida: a opção pelo equívoco em suas traduções resumidas deriva de improbidade ou de ignorância?
Em pouco mais de 1,8 mil caracteres, alinhados na seção de esportes, o portal transformou em polêmica notícia a reação do britânico Daily Mail à proposta do Corinthians pelo atacante argentino Carlos Alberto Tévez, atualmente atleta do Manchester City.
 A matéria de Dan Ripley, publicada no dia anterior, tinha pouco mais de 6,5 mil caracteres e procurava informar o leitor sobre o clube brasileiro que se dispunha a gastar, até aquela data, mais de 40 milhões de euros na transferência do atleta. O título é este: Are Corinthians right for Tevez? Sportsmail looks at the Brazil side chasing Carlos.
  O texto cita a ótima campanha do alvinegro paulista no Campeonato Brasileiro, os planos para a construção de um estádio para 68 mil torcedores e ensina que o nome do clube se constitui em homenagem ao Corinthian inglês, que excursionou pelo país em 1910.
  Em seguida, o jornalista faz uso de 322 caracteres para lembrar da façanha de janeiro de 2000, quando a agremiação conquistou o primeiro Mundial de Clubes da FIFA. Ripley afirma que os torcedores do Manchester United têm uma razão para se lembrar do time de Dida, Edu e Freddy Rincón.
  O texto reconta a história do torneio: United and Real Madrid failed to even reach the final as Corinthians defeated national rivals Vasco da Gama on penalties.
  Em seguida, afirma que o clube tem 26 títulos paulistas, naquela que o autor classifica como “Brazil’s strongest region of football”. Completa o parágrafo afirmando que seus rivais Palmeiras, Santos e São Paulo têm mais campeonatos nacionais. Em seguida, porém, lembra que o Corinthians conquistou três vezes a Copa do Brasil.
  O Daily Mail destaca a rivalidade local e o papel dos trabalhadores imigrantes na fundação da agremiação. Por conta dessas raízes, o clube é considerado pelo autor como “historically left-wing”. O jornalista ainda aponta Sócrates como o principal ídolo do alvinegro (an inspiration on-and-off the pitch), além de citar outros craques, como Rivellino e Ronaldo.
Em um texto direto, sem artifícios de exaltação, recorda também dos problemas gerados pela parceria com a MSI (Media Sports Investment), do rebaixamento para a Série B, em 2007, e da traumática desclassificação para o colombiano Tolima, na Libertadores de 2011.
No entanto, ao apresentar o rico material dos colegas britânicos, o UOL escolheu o seguinte título para sua própria matéria: “Ingleses fazem guia sobre o Corinthians: time regional e esquerdista”.
  Os leitores familiarizados com o futebol sabem muito bem o que significa chamar um time de “regional”. Significa que não tem qualquer expressão nacional e internacional. Soa, quase sempre, como um insulto.
  No atual jornalismo de reprodução e tradução, primo do famigerado sistema “gilette press”, o instrumento mais utilizado é a pinça. Quase sempre, ela é manipulada para atender aos interesses políticos e ideológicos da empresa de comunicação ou de seus colaboradores jornalistas.
Nesses casos, separa-se meticulosamente o que possa humilhar, desqualificar ou criminalizar a personalidade ou instituição em foco no texto estrangeiro. Se não há algo realmente desabonador, exagera-se na apresentação de eventuais vícios ou defeitos da vítima. Em casos extremos, recorre-se à farsa da invenção.
 O UOL afirma que “o Corinthians não é muito conhecido na Europa”. E para justificar essa troça introduz a expressão “regional” no título de sua matéria. A expressão – reafirme-se – não foi utilizada no material do Daily Mail. O termo “region”, acima exposto no contexto original, aparece apenas para valorizar o futebol paulista.
  No material que não recebe assinatura, exceto um anônimo “UOL Esporte”, frauda-se com descaro a linha de raciocínio e a argumentação da fonte noticiosa. A importância do Mundial de 2000 é reduzida. Em seu lugar, ganha espaço o lugar-comum do escárnio, a tentativa de desqualificação da instituição-personagem.
 No dia 14, o UOL voltou à carga. Em sua primeira página, estampou, sob a imagem de Tevez, em vermelho, a pergunta “Quantas Libertadores ganhou?”. Abaixo, noticia um quiz sobre o Corinthians publicado pelo Guardian, também britânico. São dez perguntas, e o UOL pinçou a que lhe convinha para exercitar o jornalismo de molecagem.
 
O jornal como peça de provocação
Neste caso particular, o trabalho de desconstrução da verdade exibe-se na cancha da cobertura esportiva. O paradigma do esculacho, no entanto, tem sido reproduzido em outras editorias dos principais jornais. Para definir esse comportamento, vale recorrer à expressão “complexo de vira-lata”, cunhada pelo dramaturgo e escritor Nelson Rodrigues em suas reflexões sobre o futebol e a cultura nacional.
  Qualquer retalho de letras norte-americano ou europeu que condene, critique ou insulte o Brasil e os brasileiros ganha imediatamente destaque na grande imprensa paulista, especialmente quando reproduz os mitos que nos atribuem imperfeições natas associadas aos conceitos de inferioridade e incompetência.
Vige a regra, por exemplo, de que o país não pode exercer sua soberania, exceto se os movimentos da Justiça ou da diplomacia seguirem a reboque das velhas potências.
 Nada mais natural, portanto, que a ascensão de um clube de origem popular seja vista como anátema pelos escribas da Barão de Limeira. Em sua obra cotidiana de zombaria esportiva, o UOL despreza os mais elementares princípios do jornalismo, assim como logra seus leitores, muitos deles consumidores pagantes dos serviços de seu provedor.
  Os jornalistas bem podiam investir a energia da caçoada em serviço informativo. Gerariam mais valor se explicassem o porquê da referência ao “esquerdismo” corinthiano.
  Anotariam um tento de comunicação se contassem, por exemplo, que o alvinegro não tem origem no proselitismo marxista, mas sim no anarquismo operário, essencialmente mutualista, que mobilizava as multidões do bairro do Bom Retiro, há um século.
  Teriam explicado que esse caráter universalista foi responsável pela mistura de tanta gente distinta, dos carroceiros italianos aos negros do serviço braçal, das costureiras espanholas aos comerciantes sírios e libaneses da Rua 25 de Março, dos japoneses bananeiros do Mercadão aos valentes nordestinos importados pela construção civil.
  Um jornalismo culto e responsável mostraria que outros clubes carregam esse ethos popular na cena esportiva brasileira. É o caso do carioca Vasco da Gama (instituição que foi fundamental na luta contra o racismo no Brasil), do pernambucano Santa Cruz , do cearense Ferroviário e do gaúcho Internacional, entre outros.
  
Atenção ao próprio rabo
Nas páginas dos principais diários, sobra indignação quando a paixão do futebol se converte em conflito e violência. A mídia nunca se vê, no entanto, como generosa fornecedora do combustível para esse tipo de embate bestial. Basta uma passada de olhos pelos comentários abaixo das matérias para se ter noção clara das calamidades que esse tipo de jornalismo patrocina.
  A cultura pop oferece várias leituras dos embaraços gerados pelo desconhecimento da língua e do pensamento do outro. Em homenagem ao método do UOL, que se pince aqui o mote de Lost in Translation (Encontros e Desencontros, 2003), dirigido por Sofia Coppola, com Bill Murray e Scarlett Johansson.
  No filme, os personagens principais encontram-se em Tóquio, perdidos por desconhecerem o idioma e os costumes locais. Por conta dessa aflição, no entanto, estabelecem uma parceria marcada pela cooperação e pela busca de seus verdadeiros sentimentos. Cientes da própria ignorância, buscam paciente e respeitosamente decifrar o lugar e seus habitantes.
  A obra cinematográfica oferece, sem pieguice, uma inteligente lição de civilidade. Trata-se de bom exemplo para quem, na hora de traduzir e comunicar, predispõe-se a trocar o embuste pela instrução.

2 -  COMEMORANDO GOL INEXISTENTE

19/01/12: Timãozinho jogou contra o América MG e venceu o jogo por 2x0. Mas o lixUOL inventou e comemorou gol dos mineiros em seu twitter.


3 - DISSE QUE A INVASÃO CORINTHIANA NO MUNDIAL DE CLUBES ERA MENTIRA

Na véspera do jogo de estreia do Corinthians contra o Al-Ahly, sem ter o que falar ou noticiar, o UOL resolveu por em dúvida a qualtidade de torcedores que foram ao Japão para ver os jogos do time. Leia aqui o texto completo.

Ignorando totalmente o fato de que corinthianos de TODO O MUNDO estavam indo para o Mundial, a notícia sugeria que apenas 10 mil torcedores corinthianos estariam nos estádios. Ainda tentava preparar os torcedores que esperavam ver uma "Invasão" para uma decepção quase certa.

Veja alguns trechos:

Se depender do número de torcedores que viajaram do Brasil para o Japão para acompanhar o Corinthians no Mundial de Clubes da Fifa, as direções do time alvinegro e da entidade máxima do futebol mundial vão se decepcionar: no máximo cerca de 10 mil torcedores corintianos viajaram ao Japão para o campeonato. O Corinthians divulgou que espera cerca de 30 mil torcedores acompanhando o time no mundial. Já a Fifa afirma que a expectativa é ter 20 mil corintianos em cada jogo do alvinegro paulistano no campeonato.

Para haver tempo hábil de assistir pelo menos à final do campeonato no domingo, o torcedor tem que dar entrada no pedido de visto até esta quarta-feira (12). Também não estão nessa conta os vistos de longa duração, concedidos para quem viaja com frequência ao Japão. Apesar disso, como nem todos os vistos de curta duração foram emitidos para corintianos, o número de torcedores que saíram do Brasil para acompanhar o Mundial de Clubes da Fifa não chega a 10 mil.

Bom, eles devem ter ficado bem decepcionados ao ver mais de 25 MIL LOUCOS gritando nas arquibancadas de Toyota e Yokohama, não?


PLACAR 


1 - RIDICULARIZOU O INTERESSE DO CORINTHIANS NA CONTRATAÇÃO DO RONALDO FENÔMENO 
 
A Placar, conhecido por suas revistas, circulou por um tempo seu próprio jornal. E foi neste jornal que a Placar deu sua maior mancada: ridicularizou o interesse do Corinthians na contratação do Ronaldo Fenômeno. Isso aconteceu na edição do dia 27 de Novembro de 2008.

Com o título "Ataque de riso - Jornal Placar trata Ronaldo no Corinthians como o assunto merece", o jornal deu o maior tiro no pé de todas as suas edições.
Na página 10 do jornal, mais montagens e o título que cravou "Piada fenomenal. Ronaldo no Timão? Ele não vem. Mas você pode se divertir com isso...". Se vergonha matasse, a redação inteira da Placar teria morrido duas semanas depois, quando enfim, foi oficializado a vinda do Ronaldo Fenômeno. 



LANCE!

 
1 - CAPA DO LANCE! RJ PROVOCA O CORINTHIANS

Praticamente o único jornal esportivo que ainda sobrevive, mas parece seguir o mesmo caminho infeliz de outros jornais. Hora com capas que ridicularizam o Corinthians, hora com ataques suicidas - como fez sua edição carioca que lançou na capa um "Chupa, Corinthians!" após a permanência do Dedé no Vasco. 

Capa do Lance! RJ de 26/01/2013
A capa rendeu protesto da Fiel e campanhas de boicote, e mais uma nota oficial do SCCP repudiando a cretinice do Lance!. Confira abaixo o pedido de desculpas (que não colou) do Lance! e a nota do SCCP

Nota da redação do Lance!
Em nenhum momento, obviamente, houve intenção deste LANCE! RJ de ofender o Corinthians ou sua imensa e Fiel Torcida.
 
A expressão "Chupa", como se sabe, faz parte do vocabulário do futebol. Está nos estádios, nos bares, na boca dos torcedores. A capa de sábado se propôs sim a ser provocativa, a expressar o sentimento da torcida do Vasco (por isso foi publicada apenas no Rio) como tantas outras que este diário fez ao longo dos seus mais de 15 anos de existência. Provocativa, sim, mas sem ofender. E aos que tiveram essa percepção, que se registre as nossas desculpas.
É comum, nas redações do Rio e de São Paulo, recebermos mensagens de que a cobertura do L! favorece a este ou aquele time. E é essa diversidade de opiniões que nos dá a tranquilidade e a convicção de que fazemos um jornalismo imparcial e independente, sem favorecimentos. Calcado, principalmente, no respeito às instituições que, como o Corinthians, constroem a história do nosso esporte. Calcado no respeito à paixão do torcedor, seja ele de que time for e onde ele estiver.
 
Agora leia a carta aberta divulgada pelo site oficial do Corinthians:

Carta aberta aos jornalistas do Lance RJ

O jornal Lance, na capa da edição do Rio de Janeiro deste sábado, dia 26 de janeiro, tenta provocar o Corinthians com a manchete "Chupa, Corinthians!", sobre a permanência do zagueiro Dedé no Vasco da Gama.
Antes de falar sobre o mau gosto e o desrespeito da manchete, importante lembrar:
- O Sport Club Corinthians Paulista não fez nenhuma proposta oficial pelo defensor do Vasco.
- Nenhum dirigente do clube paulista entrou em contato com cartolas cariocas sobre o tema.
Esclarecido isso, a inveja e o mau gosto:
Seria inimaginável há poucos anos que um jornal do Rio de Janeiro desse tamanha importância a um clube de outro estado, dado que a população carioca é basicamente torcedora dos times do Rio e tem interesse principal nestas agremiações.
Se o maior jornal esportivo carioca o faz hoje é devido às recentes conquistas do Corinthians, dentro e fora de campo. Afinal, a provocação (de absurdo mau gosto, vale lembrar) não se deu porque o Corinthians foi derrotado em campo.
Caros jornalistas do Lance RJ, o Corinthians não luta para ter a maior receita de bilheteria, o maior contrato de televisão, os maiores de patrocínio master e fornecimento de material esportivo, a maior audiência da TV aberta ou a contratação mais cara do Brasil.
O Corinthians luta para ter o melhor para o Corinthians, para os seus 30 milhões de torcedores. É com eles que nos importamos. Se alguma recente conquista importante, dentro ou fora de campo, ofendeu aos jornalistas do Lance RJ, nossas sinceras desculpas.
Entretanto, o Lance ofendeu, sim, os milhões de torcedores do Corinthians com a ação, já que nossos canais de comunicação receberam muitos avisos sobre o ocorrido deste sábado.
Pedimos a todos os torcedores que não levem a provocação a sério. Com uma pitada enorme de mau gosto e inveja, o periódico carioca cometeu um enorme ato falho que para nós já está superado.
Afinal, o Corinthians tem acordo com Ministério Público de não provocar nenhuma torcida, o cumpre e sabe a enorme responsabilidade que tem sobre o tema.
Além de usar de mau gosto para ofender a torcida do Corinthians, os jornalistas do Lance RJ esqueceram também que o jornal é parceiro comercial do Corinthians. De forma conjunta, lançamos bons produtos para atender ao nosso torcedor, como as camisas retrô, por exemplo.
Por fim, a capa carioca do Lance de hoje une mau gosto, inveja, desrespeito ao torcedor, ao parceiro comercial em um capítulo triste do "jornalismo" esportivo.


 RECORD

 
1 - ENQUETE PROVOCATIVA

A Recópia fez uma enquete bem provocativa através de seu portal R7. A emissora criou a enquete pouco tempo depois da eliminação corinthiana na pré-Libertadores. Em 2011 os clubes que disputavam a Libertadores não disputavam a Copa do Brasil, logo, a eliminação na pré-Libertadores deixou o Corinthians praticamente a espera do início do Campeonato Brasileiro. Eles não perderam a oportunidade pra provocar. Veja a reprodução da enquete abaixo.

Recópia fazendo a alegria geral dos anti corinthianos
2 - DESRESPEITO COM O ESCUDO DO CORINTHIANS 
Quando o Corinthians rejeitou a proposta de compra dos direitos de TV da Record e fechou o acordo televisivo com a Globo, a Recópia começou a retaliação, e de várias formas diferentes. Uma delas foi a forma como o escudo do Corinthians era exibido no site, bem menor do que o de outros clubes e sempre tombado. Vejam abaixo e notem a diferença.
Neste confronto e em todos os outros o escudo do Corinthians era minimizado e tombado.

TERRA


1 - ALARDE RIDÍCULO EM TORNO DO DANO SOFRIDO PELA TAÇA DA  COPA LIBERTADORES

A taça da Libertadores tem vários anos de história. Em várias ocasiões, sofreu danos e precisou ser restaurada. Mas nunca, NUNCA isso teve tanta cobertura da mídia quandto quando isso ocorreu ano passado. O tom das reportagens tratou do tema como se o Corinthians não tivesse o menor cuidado com o troféu, e ainda, como se a taça nunca tivesse sido danificada!
A Folha de SP reforçou que o Corinthians levou "apenas 17 dias" pra quebrar a taça que tanto sonhou; enquanto o Terra tentou jogar a responsabilidade nas organizadas do Timão, sem qualquer evidência para tal afirmação.


ATAQUES DE BLOGS / SITES ANTICORINTHIANOS


1 - OS DUTOS DA PETROBRAS VÃO EXPLODIR DURANTE A CONSTRUÇÃO DA ARENA! SOCORRO! (BLOG DO BIRNER)

As semanas que se sucederam à divulgação da decisão da FIFA de escolher o estádio do Corinthians para a Copa do Mundo, em detrimento ao Morumbi (antes o eleito) foram cheias de histórias, falácias e denúncias furadas sobre os "perigos" de se fazer a construção no terreno escolhido. Isso pois o local possuía dutos subterrâneos da Petrobras, cuja retirada poderia ser perigosa para os trabalhadores.

Um dos textos mais enfáticos sobre o tema foi de Vitor Birner, da UOL, que volta e meia tenta criticar o Corinthians nas mais diversas esferas. Nesse tema dos dutos, tentou assustar aos leitores no post "Há riscos para quem trabalha no terreno do estádio em Itaquera". Nesse texto, ele fala das obras do estádio que vai abrir a Copa de 2014 como se o projeto tivesse sido montado sem a menor responsabilidade, ignorando etapas de segurança e colocando mais de MIL trabalhadores em risco!

Veja alguns trechos desse artigo esdrúxulo:

O início das obras no estádio de Itaquera, sem a remoção dos dutos e as devidas providências posteriores, deixou especialistas no assunto preocupados.

Até na Cetesb, onde foi dada autorização para o trabalho começar, engenheiros, entre eles, falam do assunto.

Comentam que algumas etapas foram puladas.

Neste momento há riscos de explosão se houver alguma escavação errada.

E, depois de tirarem os dutos, de pessoas ficarem doentes, pois não paralisarão as obras por cerca de 1 anos para que seja feita a avaliação do passivo ambiental, o relatório e a aprovação do mesmo.

Se o solo for contaminado, a saúde dos trabalhadores pode ser afetada.

Alguém me diga: houve alguma explosão em Itaquera? Alguém morreu? Parece que não, né?


2 - MENTIRA ESPALHADA POR E-MAIL: LIBERTADORES VENDIDA AO CORINTHIANS

Logo após a conquista da Libertadores pelo Corinthians, os antis mais recalcados e inconformados deram um jeito de tentar desacreditar a conquista: reaproveitaram um e-mail que circulou em 1998, após a derrota do Brasil para a França na Copa do Mundo, que "denunciava" a venda do torneio pela Nike à sekeção francesa, por uma fortuna dividida entre os jogadores do Brasil.

Mas a falta de criatividade prejudicou a credibilidade da farsa: NADA no texto foi trocado, apenas trocaram Brasil e França por Corinthians e Boca Juniores e os nomes dos jogadores. Com isso ficou fácil para o Estimulanet revelar que tudo se tratava de uma MENTIRA, em texto publicado em 9 de julho de 2012 (veja link).

Veja abaixo o e-mail que rapidamente passou para as redes sociais e chegou a enganar muita gente:

Libertadores 2012 - ESCÂNDALO DIVULGADO
LIBERTADORES DE 2012, A VERDADE ESTÁ COMEÇANDO A APARECER?
Data: Quinta-feira, 05 de Julho de 2012, 10:28
- DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA !
Talvez, isso explique a razão do jogador Riquelme ter declarado a seguinte frase:
'"Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Libertadores de 2012, ficariam enojadas!".
Todos os anti-corinthianos ficaram chocados e tristes por assistir a maneira como o Boca perdeu a Libertadores. Não deveriam.
O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e a VEJA e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.
Fato comprovado:
O Boca VENDEU a Copa Libertadores para o Corinthias. Os jogadores titulares do Boca foram avisados, às 13:00 do dia 04 de Julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr. Daniel Angelici (na única vez que o pr esidente do BOCA compareceu a uma preleção do time), o Técnico Julio César Falcioni, e o Sr. Chris Kypriotis, diretor geral da Nike do Brasil.
Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel.
A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o sétimo titulo do campeonato Sulamericano por uma viagem para assistir a copa do mundo no Brasil.
A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$140.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$800.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 46.000.000,00 quarenta e seis milhões de dólares) através da empresa Nike.
Além disso, os jogadores que aceitassem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos teriam as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o Cristiano Ronaldo, Xavi da Espanha, Messi da própria Argentina e Neymar, do Brasi l.
Mesmo assim, Roncaglia se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Daniel Angelici a escalar o jogador Viatri, dizendo que Roncaglia estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 08:47 no centro de imprensa) e, logo depois, às 14:15, alterando o prognóstico associando o fato a venda para FIORENTINA).
Assim, combinou-se que o Boca seria derrotado durante a prorrogação, porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que o Corinthians, marcasse, em duas falhas simples do time argentino.
Porque será que o Maradona NÃO VEIO ao Brasil, para apoiar o time com toda a sua euforia??
Desde, já agradeço. Um abraço.
Gunther Schweitzer
Central Globo de Jornalismo.
 
Agora veja o e-mail original, de 1998:

COPA 1998 - DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA ! REPASSANDO.... DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA...!!! Talvez, isso explique a razão do jogador Leonardo ter declarado a seguinte frase: "Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas". Todos os brasileiros ficaram chocados e tristes por terem perdido a Copa do Mundo de futebol, na França. Não deveriam. O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e o Gazzeta delo Sport e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.
Fato comprovado: O Brasil VENDEU a copa do mundo para a Fifa. Os jogadores titulares brasileiros foram avisados, às 13:00 do dia 12 de Julho (dia do jogo final), em uma reunião envolvendo o Sr. Ricardo Teixeira (na única vez que o presidente da CBF compareceu a uma preleção da seleção), o Técnico Mário Zagallo, o Sr. Américo Faria, supervisor da seleção, e o Sr. Ronald Rhovald, representante da patrocinadora Nike. Os jogadores reservas permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel. A princípio muito contrariados, os jogadores se recusaram a trocar o penta-campeonato mundial por sediar a Copa do Mundo.
A aceitação veio através do pagamento total dos prêmios, US$70.000,00 para cada jogador, mais um bônus de US$400.000,00 para todos os jogadores e integrantes da comissão, num total de US$ 23.000.000,00 vinte e três milhões de dólares) através da empresa Nike. Além dis so, os jogadores que aceitarem o contrato com a empresa Nike nos próximos 4 anos terão as mesmas bases de prêmios que os jogadores de elite da empresa, como o próprio Ronaldo, Raul da Espanha, Batistuta da Argentina e Roberto Carlos, também do Brasil.
Mesmo assim, Ronaldo se recusou a jogar, o que obrigou o técnico Zagallo a escalar o jogador Edmundo, dizendo que Ronaldo estava com problemas no joelho esquerdo (em primeira notícia divulgada às 13:30 no centro de imprensa) e, logo depois, às 14:15, alterando o prognóstico para problemas estomacais). *A sua situação só foi resolvida após o representante da Nike ameaçar retirar seu ** patrocínio vitalício ao jogador, avaliado em mais de US$90.000.000,00 (noventa ** milhões de dólares) ao longo da sua carreira.
Assim, combinou-se que o Brasil seria derrotado durante o 'Golden Goal' (prorrogação com morte súbita), porém a apatia que se abateu sobre os jogadores titulares fez com que a França, que absolutamente não participou desta negociação, marcasse, em duas falhas simples do time brasileiro, os primeiros gols. O Sr. Joseph Blatter, novo presidente da Fifa, cidadão franco-suíço, aplaudiu a colaboração da equipe brasileira, uma vez que o campeonato mundial trouxe equilíbrio à França num momento das mais altas taxas de desemprego jamais registradas naquele país, que serão agravadas pela recente introdução do euro (moeda única européia) e o mercado comum europeu (ECC). Garantiu, também, ao Sr. Ricardo Teixeira, através de seu tio, João Havelange,** que o Brasil teria seu caminho facilitado para o penta-campeonato de 2002. *Por gentileza passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, ** para que todos possam conhecer a sujeira que ronda o futebol!
Desde, já agradeço, Um abraço. Gunther Schweitzer Central Globo de Jornalismo. 
Ou seja, além de anti, o falsificador é um tremendo preguiçoso, pois além de usar um golpe já desmascarado, mal trocou as palavras da historinha. Ridículo!


Conhece mais algum golpe da imprensa rosa em cime do Corinthians ou de sua torcida? Envie para nós!

19 comentários:

  1. existe sim, os saopaulinos falam que fizeram a festa do mundial 10 vezes maiores que a nossa e de fato, foi, só que com um agrave., fui as 7,00 da manha com meus amigos para seguir a carreata do timao do aeroporto, lá encontravamn-se mais de 400 carros que foram IMPEDIDO de seguir o onibus ao contrario dos bambis que sairam em cima do caminhao de bombeiros no horario de pico, a 5 km por hora e passaram ate pela rua 25 de março, era logico que ate a portuguesa iria congestionar sp.. mais, a torcida corinthiana nao pode seguir o onibuis pelas ruas o que foi impedido pela policia e autoridades....

    ResponderExcluir
  2. Belo trabalho!

    O que pode ser acrescentado também, são as constantes matérias da lixUOL dizendo que as obras da Arena Corinthians iriam parar a qualquer momento, sendo que nunca teve risco de parar e segue com mais de 60% concluída.

    Outra ainda em relação ao estádio é de um blogueiro da ESPN (não me recordo o nome e quem foi) que falou dos dutos da Petrobras, que tinham riscos de explodir se removidos/alterados antes de iniciar a obra do estádio. Jornalista achando que é engenheiro para entender do assunto. No fim, os dutos foram deslocados sem maiores problemas e com um custo bem menor do que o especulado.

    Abçs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei o texto dos dutos... é do Vitor Birner, "blogueiro" do UOL. Vai pra coluna! Abraços amigo!

      Excluir
  3. Daniel há uma pseudo-noticia sobre a suposta compra da Libertadores-12 pela globo pra dar de presente ao Corinthians, inclusive um texto feito em 1998, quando Brasil perdeu a Copa, só que foi alterado com supostas declarações de riquelme....

    ResponderExcluir
  4. Há também Daniel a noticia falsa da compra da libertadores-12 por parte da globo, para dar de presente ao Corinthians...procure que você vai encontrar...embora não tenha sido publicada pela imprensa marrom, é uma lenda urbana que circula pela net...

    ResponderExcluir
  5. Na época da série B muitas matérias da Falha tentavam diminuir a grandeza do Coringão. E em uma delas o jornaleco afirmava que um jogo do Santos da libertadores dava mais audiência que jogos do Corinthians no paulista e que era preciso as emissoras de TV reverem seus acordos e blá blá blá...
    Eu li no jornal e talz, então não sei se está disponível na rede.

    ResponderExcluir
  6. a maior mídia publicitária rosa é a globo! graças a Deus que a audiência da mesma está caindo em são Paulo. a rede globo tenta a qualquer custo diminuir os feito do Corinthians, como por exemplo no numero de torcedores na final do mundial de clubes no japao ,vendo pela tv eu acho que tinha ens 40 mil torcedores no estádio, porém a globo afirma que tinha 15 mil. sem contar que essa mesma emissora tenta promover os clubes cariocas a qualquer custo, passando somente jogos de times carioca no norte e nordeste desqualificando os clubes paulista. já a torcida do timão superou a do flamengo faz muito tempo porém a mídia rosa custa a reconhecer esse outro feito do timão, temos o melhor ct, melhor elenco, construção da arena corinthians em andamento com 70% das obras concluídas e a torcida que pra mim já é maior que a do flamengo. caros colegas já fui ao rio de janeiro e passei perto do ninho do urubu, e sem querer usar de preconceito quero lhes dizer o que vi foi algo assustador parecia um campo de várzea os arredores cheios de mato e lixo com ruas nas mediações esburacadas, a entrada parecia mais um sitio abandonado, e isso a folha, globo , uol e record não mostram, pois na visão dessa mídia suja mancharia a repultaçao do flamengo, time deles é claro. nosso timão não precisa da ajuda da imprensa pra se mostrar grande, somos grande por natureza, e com nossas próprias forças chegamos aonde estamos, cts moderno, líder em faturamento pelo terceiro ano seguido, maiores públicos do campeonato brasileiro, libertadores e paulista e ainda estamos construindo um dos estádios mais moderno do mundo "arena Corinthians" e também o clube mais rico do brasil que mais fatura fora da europa. por isso não vou resistir e irei gritar vaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii Corinthians!!!!!

    ResponderExcluir
  7. A ESPN, diariamente, por meio do site e dos comentaristas, busca denegrir a imagem do Corinthians. Exemplos recentes são a afirmação do Trajano de que a festa da torcida do Corinthians no fim do segundo jogo com o Boca de 2013, diante da eliminação, foi prepotência, e o fato de chamarem o novo estádio de Itaquerão. Além disso, o comentaria Mauro César Pereira, sempre que pode, tenta zombar do Corinthians, tentando nitidamente atribuir imagens negativas, como de "time do governo" e de "time queridinho da mídia" ao Corinthians. Um exemplo das tentativas de Mauro Cesar de denegrir a imagem do Corinthians foi facilmente percebida ano passado, quando falava da campanha do Corinthians na Libertadores em suas colunas do site: numa delas, quando o Timão classificou para a final da Libertadores, ao invés de tratar com imparcialidade o tema como qualquer profissional deveria fazer, preferiu redigir um texto jocoso, onde comparou o Corinthians com o São Caetano, com o claro objetivo de tentar reduzir a importância do feito do Corinthians e aproximar sua importância à de um time pequeno, zombando de sua até então falta de títulos da Libertadores, engrossando o coro dos antis espalhados pelo país. Ressalto que seus ataques ao Corinthians, geralmente realizados na emissora de TV, são frequentes, quase diários.

    ResponderExcluir
  8. Nós corinthiano só vamos derrotar o arranjo coletivo de manipulação contra o Corinthians na base do humor. O twitter @bambipress caracteriza, difunde e propaga a realidade da falta de isonomia ao povo.

    ResponderExcluir
  9. muito bom texto vamos espalhar muito bom texto

    ResponderExcluir
  10. mais uma aqui


    http://rodrigomattos.blogosfera.uol.com.br/2014/04/02/por-contrato-caixa-controla-itaquerao-e-pode-excluir-corinthians/

    Por contrato, Caixa controla Itaquerão e pode excluir Corinthians
    116

    ResponderExcluir
  11. Vamos boicotar o programa " Na Geral " enquanto o cafageste Lelio Teixeira estiver lá. O irresponsável entre outras ofensas,refere-se a nos corinthianos como curinguentos.Pelas inúmeras e pesados ataques a torcida corinthiana e ao nosso clube essa anta,já deveria ter sido processado.

    ResponderExcluir
  12. Mas quem foi inspirado em time rosa foi o Corinthians ?. O tau Corinthians cassuals ?.. Então quem é o rosa nesta história ?., só acho que ,Corinthianos tem esta mania de querer ser oque não é .. Teve o primeiro brasileiro só em 90 .. libertadores ...mundial ... 2012,estádio 2014... Agora caiu a ficha porque chamam tanto os times da capital de 'antis' conseguiram tudo antis?.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sai daqui, ô anti! Aqui é um espaço do Corinthians. A maior prova que somos tudo que afirmamos ser é a sua presença aqui. Vc é um anti idiota, além de tudo, burro! E essa história de que os rivais conseguiram os títulos ANTES, não é antis, é pura dor de cotovelo. Agora tem prazo pra ganhar títulos? Vai se preocupar com teu time e saiba que imprensa rosa é imprensa sãopaulina mesmo. Imprensa e torcida bambi, bambi de choradeira, de goleada, ok?

      Excluir
  13. ( Para o comentário anônimo acima )
    Corinthianos tem mania de querer ser o que não é aonde? Não é ao contrário, os antis querendo ser o Corinthians? Quando não é inveja?
    Cadê torcida dos antis nos estádios? Cadê audiência dos antis na TV? Cadê a pontuação no ranking da FIFA?
    A mídia vive de Corinthians, tudo querem envolver o Corinthians. Por que será?
    Não tem mais piada? Foi mal... Ta chato pra caramba!

    ResponderExcluir
  14. Daniel, o UOLIXO é reconhecidamente anti-corinthiano. Basta ver o tom das manchetes quando um time qualquer perde e quando o corinthians perde. O mais grave é a interação com os leitores. Eles só publicam comentários ofensivos anti-corinthianos. Se for contra o Corinthians, pode escrever palavrão, ofender todo mundo que tudo bem. Quem lê regularmente os posts sabe bem do que estou falando. Já tentei fazer comentários educadamente questionando algumas opiniões. Lógico que meu comentário não apareceu. O mesmo se aplica ao site da ESPN, que é hospedado pelo UOL. Enfim, nosso jornalismo esportivo está podre! Dá nojo ver algumas matérias. Mas por outro lado, é muito bom ter uma coluna como essa. Parabéns!

    ResponderExcluir
  15. A arena pasto e o panetone dão enchente e ninguem diz nada ..A vila brejo correr risco de ser penhorada ea imprensa rosa não divulga ..

    ResponderExcluir
  16. Vocês estão loucos ea ESPN Brasil? Em todos os programas eles ridicularizam o Corinthians ,principalmente aquele Mauro César Pereira ele esta sempre tentando arrumar motivos bizarros para atacar o clube, chegou a chamar o título brasileiro de de " Título proveniente de um Doping financeiro " por conta do atraso no salário de alguns meses de jogadores, coisa que não fez vez alguma quando outras equipes ( incluindo o Flamengo, clube do qual o mesmo é torcedor ) atrasavam salários e venciam competições, fato corriqueiro no nosso futebol. Sem falar de uma corja de anticorinthians de SP. A emissora torce abertamente contra o Corinthians em todos os meios e frentes e conta com alguns lobos em pele de cordeiro como Juca kfury e Filho que se dizem Corinthianos mas declarou abertamente recentemente que vai torcer contra o Corinthians na final do campeonato paulista, Jorge Nicola que planta falsas informações sobre o Corinthians, e há ainda vários outros de sobrenome Italo brasileiro :Oddi Nicola Greco etc...Todos palestrinos claro.

    ResponderExcluir